MERCADO

IPI sobre automóveis tem nova redução e se estende aos SUVs

Diminuição do imposto é a segunda no ano: corte total chegou a 24,75%.

Publicidade
Carro vermelho em linha de produção da Fiat. IPI dos carros será reduzido
O IPI é um imposto federal que incide sobre cerca de 4 mil itens nacionais e importados que passaram por algum processo de industrialização (beneficiamento, transformação, montagem, acondicionamento ou restauração). Imagem: Leo Lara/Divulgação FCA

A redução de impostos federais continua a todo vapor. O Governo Federal publicou na noite da última sexta-feira (29 de julho) o Decreto nº 11.158, que reduz o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis e também de outros produtos fabricados em território nacional.

A medida é a segunda redução da alíquota do IPI de carros neste ano. Em março, a redução anunciada foi de 18,5%. Agora, o corte chegou a 24,75% e se estende aos SUVs. Desse modo, a queda real do imposto é de 6,75%.

Para os demais produtos industrializados, a diminuição chegou a 35%. Além dos carros, a mudança atingiu motocicletas, bicicletas, TVs, celulares, aparelhos de ar-condicionado, calçados e computadores, entre outros.

Picapes, vans e furgões já haviam sido beneficiados em decreto do mês de abril com redução de 35%. Para os consumidores comuns, a medida está sendo sentida especialmente no segmento de caminhonetes, como a Fiat Strada, Fiat Toro, Volkswagen Savero, Chevrolet S10 e a Mitsubishi L200.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou nota comemorando o decreto e indicando que os veículos que já estão na rede de concessionários podem ser refaturados com a nova alíquota de IPI.

“Foi uma decisão sensata do governo federal, em especial do Ministério da Economia, no sentido de ataque ao Custo Brasil e da busca de uma carga tributária mais compatível com a de outros países produtores de veículos”, disse Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea.

  • Veja o review do Chevrolet Onix Plus 1.0 manual, um dos carros mais vendidos do mercado brasileiro em 2022.