FALA, BORIS!

Cuidado com os esportivos de adesivos: são só adereços

Essa fórmula já é usada pelas montadoras há muitos anos, mas algumas não se preocupam em explicar ao consumidor a diferença em esportivo e 'esportivado'

Se você gosta de um carro esportivo, cuidado para não comprar um que tem cara de esportivo, mas o comportamento, o desempenho é absolutamente normal. É o que a gente chama de “esportivado”. Como assim? É o mesmo carro, porém, decorado como um esportivo, com rodas bonitinhas de liga leve, adesivos, grade, às vezes os faróis, um friso a mais ou a menos, para dar aquela impressão de um carro com melhor desempenho, mas que não é.

Chevrolet Cruze RS vermelho frente esportivado
O hatch médio Chavrolet Cruze RS segue a proposta dos modelos “esportivados”, com adereços e desempenho normal

Na linha Chervrolet, por exemplo, as coisas ficam muito bem definidas, o consumidor não tem dúvida, o freguês sabe o que está comprando. Aqui, por exemplo, no Brasil, Cruze e Onix têm a versão RS. O RS já diz: o desempenho é o mesmo, não tem motor, suspensão, direção, caixa, nada modificado. Só a decoração. Tem muita gente que gosta de comprar, rodar com o carro com essa decoração. Agora, se você quer comprar um Chevrolet mais “bravo”, aí não é mais RS, é SS. A diferenciação está feita, no mundo inteiro.

Chevrolet Cruze RS vermelho detalhe da grade dianteira
A sigla RS já foi usada em alguns modelos da Chevrolet, mas no Brasil ela estreou no Onix
Chevrolet Camaro SS preto frente
O Chevrolet Camaro SS é o que se pode chamar de esportivo de verdade, pois tem desempenho empolgante

Aqui, a Hyundai acaba de lançar, por exemplo, o Creta N Line, com jeitão de esportivo, com rodas, decoração, adesivos, grade, farol, o interior mais refinado em couro escrito N Line. Mas só que o carro é o mesmo. Aliás, é até mais complicado, porque o Creta tem dois motores, um 1.0 turbo de 120cv ou o 2.0 aspirado de 166cv, 46cv a mais do que o motor 1.0 litro.

E a Hyundai decidiu por nesse N Line só o motor 1.0, segundo ela por problema de custo, porque ele é mais barato. Então, olha a situação: você tem um Hyundai Creta N Line, esportivo ou esportivado, e ao lado tem lá o Creta “careta”, mas com motor 2.0 de 166cv. Vai andar muito melhor, vai reagir, ter respostas muito melhores do que o “tal esportivo”. Ficou meio paradoxal essa decisão da Hyundai.

Hyundai Creta N Line 1.0 frente prata e preto
O Hyundai Creta N Line traz a sigla da divisão esportiva, mas sob o capô tem apenas um motor 1.0 turbo

Nada contra. Você compra o que quiser. Você compra o que anda mais ou o que anda menos. E o preço é mais ou menos o mesmo. Pode conferir na concessionária. A decisão é sua.

Nos assistiu aí no VRUM pelo YouTube? Então assina, cutuca o sininho pra você receber as notificações dos nossos próximos vídeos. Sempre com assuntos exclusivos como esse, onde a gente procura decifrar o que é esportivo, “esportivisado” ou “esportivado”. Porque tem gente que cai nessa confusão que faz entre um e outro. Além do YouTube, nós estamos também no Facebook, no Instagram, no Twitter e no portal, vrum.com.br.

CONFIRA OUTROS VÍDEOS DO VRUM NO CANAL DO YOUTUBE