Vídeo

Onix RS: vale a pena comprar a versão esportivada do hatch compacto?

Modelo tem visual repleto de elementos esportivos, e motor 1.0 turbo deixa a esperança de um desempenho animado. Pacote de equipamentos fica devendo ao principal concorrente

Avaliação:

Testamos o Chevrolet Onix RS, versão esportivada do hatch compacto. Apesar da cara de malvadão, cheio de adornos esportivos, o modelo traz sob o capô o mesmo trem de força das versões “normais”. Mas, o que pega atualmente é que vários compactos são equipados com motorização turbo, com desempenho surpreendente para quem estava acostumado com motores pequenos e aspirados.

O visual do Onix RS ficou caprichado. A dianteira recebeu uma grade exclusiva, estilo colmeia, toda em preto brilhante. Ao centro, a “gravatinha” da Chevrolet é preta, enquanto a logo RS fica ao lado. Os faróis também são escurecidos.O para-choque é exclusivo, mais pronunciado na parte de baixo, o que resulta em algumas raspadas se você não tiver cuidado em rampas e quebra-molas.

Na lateral, destaque para as rodas de 16 polegadas em preto brilhante, que também vai dar o tom nos retrovisores e no teto. As minissaias dão efeito de carro rebaixado. Porém, a cereja do bolo no Onix RS é o aerofólio em preto brilhante, que tem um desenho muito agressivo. O para-choque traseiro também tem visual exclusivo.

Por dentro do Onix RS

O interior do Onix RS também tem detalhes exclusivos. A forração do teto, as colunas, os para-sóis e até as alças são em preto. O volante tem a base achatada, com a “gravatinha” em preto. Os bancos mesclam couro e tecido. Por fim, o painel tem um elemento que simula fibra de carbono e detalhes em vermelho nas saídas de ar laterais.

Ficou legal para a proposta do veículo, mas é inegável que o acabamento abusa do plástico duro. Até o apoio de braço é em plástico, com toque muito áspero. Isso é inaceitável para um carro que custa R$ 100 mil. Esse item merecia receber o mesmo aplique em couro presente nas portas dianteiras.

O banco de trás leva com conforto até duas pessoas, desde que os passageiros da frente não abusem. Os ocupantes de trás não têm direito a iluminação e nem tomada USB. Uma coisa chata no uso do Onix RS é o porta-malas não ter maçaneta. Isso te obriga a estar com a chave ou ir até a cabine para apertar o botão de abertura. O espaço do compartimento de bagagem é ok para um compacto, com 275 litros.

Então, como roda esse esportivado?

O motor 1.0 turbo, com até 116cv de potência e 16,8kgfm de torque, dá uma “esquentada” na performance do Onix RS. Ao mesmo tempo que é possível ter um motor pequeno e econômico na cidade, pisando leve e se adaptando ao ritmo lento, este propulsor também se comporta bem na estrada, com ultrapassagens e retomadas bem mais rápidas e seguras.

Cruze RS já sente o peso da idade ou foi superado pelos compactos premium?

É como se tivesse dois motores em um só. Claro que, se você for na onda do motor, que entrega uma boa performance, o consumo vai aumentar bastante. A suspensão do Onix RS é um pouco mais firme que a média, e repassa as imperfeições da via para o habitáculo. Já a direção tem bons pesos.

O câmbio automático de seis marchas tem boa gestão. Faz falta a troca de marchas manual por aletas, ou até mesmo pela alavanca, já que o modo de troca por botão é um “desconvite” para uma tocada mais esportiva. Curioso é que não adianta interferir no botão enquanto a alavanca está em D, as trocas manuais só são executadas quando o câmbio está no modo L.

Chevrolet Onix RS x Hyundai HB20 Sport

O Onix RS custa R$ 100.850, e oferece de série ar-condicionado, regulagem de altura e distância do volante, sistema multimídia com tela de 8 polegadas e acesso à internet, além de espelhamento sem fio do smartphone. O pacote de segurança é o destaque, com seis airbags, controle de estabilidade e tração, mas a ausência da câmera de ré é uma falta grave. O modelo também fica devendo acionamento automático dos faróis.

O concorrente mais próximo do Onix RS é o Hyundai HB20 Sport. O modelo também tem motor 1.0 turbo, com até 120cv e 17,5kgfm de torque, e câmbio automático de seis marchas. Vendido por R$ 101.690, o compacto coreano tem a mais chave presencial, ar-condicionado digital, aletas para troca de marcha, faróis de neblina e acendimento automático dos faróis. Ao Onix RS, o HB20 Sport fica devendo airbags de cortina.

Confira o vídeo com o Peugeot 208 equipado com o motor 1.0 aspirado do Fiat Argo

Em resumo…

O Onix RS tem ênfase no visual. O motor 1.0 turbo o salva de ter um desempenho sofrível, mas o pacote de equipamentos fica devendo ao principal concorrente. Por R$ 100 mil, esta versão está longe de ser uma barbada. Antes de “bater o martelo”, é preciso levar em conta que a maioria dos modelos esportivados envelhecem mal, e podem ser menos atraentes do momento da revenda, enquanto muito poucos entram para o clube de clássicos desejados.

FICHA TÉCNICA – Onix RS

MOTOR

Dianteiro, transversal, três cilindros em linha, 12 válvulas, 999cm³ de cilindrada, flex, turbo, que desenvolve potência máxima de 116cv (com gasolina e etanol) a 5.500rpm e torques máximos de 16,3kgfm (g) e 16,8kgfm (e) a 2.000rpm

TRANSMISSÃO

Tração dianteira, com câmbio automático de seis velocidades com opção de trocas manuais

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS

Dianteira, independente tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira, semi-independente, com eixo de torção/ de liga leve, com 6,5 x 16 polegadas/195/55 R16

DIREÇÃO

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva

FREIOS

Com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e EBD

CAPACIDADES

Do tanque, 44 litros; porta-malas, 275 litros; e de carga útil (passageiros mais bagagem), 375 quilos

PESO

1.085 quilos

DIMENSÕES

Comprimento, 4,16m; largura, 1,73m; altura, 1,47m; distância entre-eixos, 2,55m

PERFORMANCE

Velocidade máxima de 185km/h(e)

Aceleração até 100km/h em 10,1s (e)

CONSUMO (*)

Cidade: 10,1km/l(g)/8,3km/l(e)

Estrada: 14,4km/l(g)/12km/l(e)

Dados dos fabricantes
(*) Dados do Inmetro
(g) gasolina; (e) etanol

Quanto custa o Onix RS?

O Chevrolet Onix RS tem preço sugerido de R$ 100.850. Com a pintura metálica, o preço da unidade testada custa R$ 102.450.

EQUIPAMENTOS – Onix RS

DE SÉRIE

Seis airbags; ar-condicionado; assistente de partida em aclive; banco do motorista com regulagem de altura; bancos com revestimento em tecido e couro; volante com regulagem em altura e distância; computador de bordo; controle eletrônico de estabilidade e tração; retrovisores elétricos na cor preto; faróis tipo projetor com máscara negra; grade estilo colmeia com detalhes em preto brilhante; luz de condução diurna em LED; sistema multimídia com tela tátil de 8 polegadas, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Bluetooth, projeção da tela do smartphone sem o uso de cabo, e wi-fi; quadro de instrumentos com display de 3,5 polegadas; revestimento interno escurecidos; roda de liga leve de 16 polegadas na cor preto brilhante.

OPCIONAL

Pintura vermelho Carmin (R$ 1.600).