Decepcionou!

Hyundai Creta N Line é SUV com visual esportivo e desempenho manso

Marca coreana "queimou a largada" no lançamento da sua divisão apimentada, lançando um SUV sem nenhuma performance extra

Hyundai Creta N Line tem visual esportivo, mas motor é o mesmo 1.0 turbo das versões de entrada
Hyundai Creta N Line tem visual esportivo, mas motor é o mesmo 1.0 turbo das versões de entrada Hyundai Creta N Line tem visual com elementos esportivos

A Hyundai não poderia ter introduzido sua divisão N Line no Brasil de forma pior, pelo menos para quem gosta de acelerar. Além de ter escolhido um SUV, o compacto Creta, a marca coreana não acrescentou nenhuma performance ao veículo, resumindo o lançamento a uma simples versão esportivada. Por mais que os modelos N Line não cheguem a ser esportivos, papel que os coreanos reservam à divisão N, de forma geral eles oferecem alguma emoção extra.

Como a principal “pegada” do Hyundai Creta N Line é o visual, vamos conferir o que a nova versão tem de diferente? Na dianteira, a grade exclusiva tridimensional tem tonalidade em cromo escurecido, além de uma aleta de ar (fake). A grade ainda traz a logomarca Hyundai escurecida e o emblema N Line. Os faróis em LED são escurecidos e o para-choque tem a parte inferior exclusiva, em grafite.

As rodas diamantada são de 17 polegadas e receberam o emblema N Line. Os retrovisores em preto brilhante podem ganhar a companhia do teto coma mesma pintura, caso o comprador escolha o opcional dual tone. Para completar, o SUV ganhou minissaias laterais, lanternas escurecidas, para-choque traseiro mais agressivos e o escape com saída dupla.

Por dentro do Hyundai Creta N Line

O interior do Creta N Line é todo escurecido, com acabamentos e texturas em preto e grafite, além de detalhes em vermelho. Os bancos em couro receberam costura em vermelho. Um dos destaques da versão é o teto solar panorâmico. A central multimídia tem tela de 10,25 polegadas. A outra telinha, de 7 polegadas, fica no quadro de instrumentos entre os mostradores analógicos.

Conjunto mecânico

Debaixo do capô, o Creta N Line trás o mesmo motor 1.0 turbo das versões de entrada. O propulsor flex oferece até 120cv de potência e 17,5kgfm de torque, e trabalha com um câmbio automático de 6 marchas. Não se trata de um motor ruim, porém é decepcionante para quem esperava um veículo com uma performance superior.

Confira o teste do Hyundai Creta equipado com esse motor 1.0 turbo

O trem de força, inclusive, não justifica o trabalho que a Hyundai diz ter feito na suspensão, com novos amortecedores e molas, que ficou mais rígida. O mesmo vale para a direção, que foi recalibrada e ficou mais direta e “dura”. Para quê deixar o carro desconfortável sem ter um ganho em desempenho?

Preço e equipamentos

A versão N Line se posiciona entre o Creta 1.0 Platinum (que custa R$ 149.490) e o 2.0 Ultimate (R$ 161.690), portanto, trata-se da versão mais bem equipada com o motor 1.0 turbo. No conteúdo, destaque para o pacote SmartSense, com frenagem autônoma, assistente de permanência em faixa, farol alto adaptativo e detector de fadiga.

O Hyundai Creta N Line chega às concessionárias a partir de 24 de junho, mas o modelo já está disponível em pré-venda, restrita a 200 unidades. O preço do SUV nesse primeiro momento é de R$ 159.490. O preço sugerido depois da pré-venda não foi informado pela marca.