UAI
Bom negócio

Fiat Fiorino 2010: 9 fatos para quem quer trabalhar com o furgão

Furgãozinho é veículo prático para trabalhar com entregas e transportes na cidade. Confira os detalhes do Fiat Fiorino 2010

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Fiat Fiorino 2010 ainda era baseado no Uno de primeira geração
Fiat Fiorino 2010 ainda era baseado no Uno de primeira geração Foto: Divulgação

A pandemia mudou hábitos de consumo e a dinâmica dos serviços. As vendas online dispararam, o que abriu um mercado forte de entregas nos ambientes urbanos. Desta forma, os veículos comerciais leves ganharam ainda mais importância, em especial modelos compactos e baratos como o Fiat Fiorino.

Lançado ainda nos anos 1980 e hoje em sua segunda geração, o furgão compacto da marca italiana é disparado o mais vendido da categoria. Justamente por sua funcionalidade, custo benefício e pelo trabalho forte do pessoal de vendas da montadora. O que vale também para modelos usados, como o Fiat Fiorino 2010.

Mesmo em sua base antiga feita sobre o Uno de primeira geração, o Fiat Fiorino 2010 é uma boa pedida para quem quer trabalhar com entregas na cidade e quer um carro robusto e barato. Veja agora 9 fatos sobre o Fiat Fiorino 2010.

1 - Trajetória

 

Fiat Fiorino 1988
Fiat Fiorino 1988 Foto: Divulgação

O Fiat Fiorino foi lançado em 1988. Derivado do primeiro Uno, que começou a ser produzido no Brasil quatro anos antes, o furgãozinho usava apenas motor 1.5 quatro-cilindros no início de vida.

Em 1991 passou por uma reestilização, com uma dianteira que perdurou intacta por mais de uma década. Em 1994 se rendeu às benesses do IPI baixo para justificar uma versão 1.0, ao mesmo tempo em que reforçou sua robustez e melhorou a capacidade de carga ao adotar o eixo rígido na suspensão traseira no lugar do jogo McPherson.

O Fiorino começou o século 21 com uma novidade mecânica, o motor 1.3 já usado em outros Fiat. Só em 2004, porém, é que a fabricante faria mudanças visuais no seu furgão compacto, que adotou a frente do Mille. Em 2006, o motor 1.3 virou flex.

Essa primeira fase do Fiat Fiorino ainda se manteve mesmo após a chegada do novo Uno, em 2010. Apenas em 2013 é que a montadora lançou a segunda geração do furgãozinho, em cima do Uno quadradinho, logo apelidada de “Fioruno”.

Família Fiorino, da Fiat
Segunda geração do Fiorino foi lançada no fim de 2013 Foto: Divulgação

2 - Fiat Fiorino já foi picape

No mesmo ano do lançamento do primeiro Fiorino a Fiat lançou a Uno Pick-up para substituir a Pick-up 147. Porém, em 1992, a marca italiana resolveu mudar o nome do modelo derivado do Uno também para Fiorino - esse nome chegou a ser usado para batizar versões da picape antecessora.

A Fiorino com caçamba aberta fez sucesso e é considerada uma das mais emblemáticas picapinhas do país. Naquela época, pode-se dizer que definiu os caminhos que o segmento seguiria, com versão Working para trabalho e a configuração Trekking para o lazer - e já dando as direções para a Fiat criar a gama Adventure.

A Fiat Fiorino como picape durou até 1999. Naquele ano, cedeu lugar à Strada, o novo veículo da marca italiana para a categoria, derivado do Palio de 1996. Porém, o Fiorino seguiu sua trajetória como furgão.

Família Fiorino, da Fiat
Versão Trekking era voltada para o lazer Foto: Jorge Lopes/EM/D.A Press

3 - Desempenho

O Fiat Fiorino 2010 usa o motor 1.3 8V da família Fire. O conhecido powertrain casa bem com a proposta proletária do furgãozinho. Com 71cv quando com o tanque cheio de etanol e 70cv, quando com gasolina, tem arrancadas até satisfatórias. Contudo, faz o 0-100km/h em eternos 14 segundos - vazio, obviamente.

O melhor do motor, porém, está no torque. Os 11,6/11,4kgfm já estão disponíveis em 2.500rpm, o que confere força para o Fiat Fiorino transportar carga em situações onde esse tipo de veículo comercial mais precisa.

O consumo, por sua vez, é o previsto para um veículo com tal proposta. Consegue médias urbanas na faixa dos 7km/l com etanol e dos 10km/l, com gasolina.

4 - Conforto

A grande vantagem desse Fiat Fiorino 2010 é ser baseado no primeiro Uno. Com isso, o motorista tem posição alta de dirigir, bom espaço para pernas e uma ergonomia funcional.

Mas é um compacto e, ainda com compartimento de carga, não permite muitas estripulias na cabine. Não há espaço para acomodar bolsas atrás dos bancos, por exemplo. Além disso, a direção não tem qualquer tipo de assistência de série, o acabamento é simples e o isolamento acústico é ruim.

A suspensão foi projetada para aguentar o tranco do transporte de mercadorias. Vazio, o Fiat Fiorino sacoleja bastante nos buracos e a carroceria oscila nas curvas.

5 - Capacidade de carga

Família Fiorino, da Fiat
Compartimento de carga tem volume para 3.200 litros Foto: Divulgação

A adoção de uma suspensão traseira por eixo de torção com molas parabólicas explica muito da faceta “pau para toda obra” do Fiat Fiorino. Além disso, a caçamba fechada tem volume para 3.200 litros e a capacidade de carga do furgão compacto é de 620 quilos.

6 - Equipamentos do Fiorino 2010

Não dá para exigir muito do Fiat Fiorino. Veículo feito para trabalho geralmente oferece quase nada em termos de equipamentos. Bancos reclináveis, assoalho de carpete, ganchos para amarração de carga na caçamba e tomada 12 volts são alguns dos parcos itens de série.

Com bastante pesquisa e sorte, talvez seja possível achar exemplares equipados com os opcionais da época, tais como ar-condicionado, vidros elétricos e até direção com assistência hidráulica.

7 - Nossa dica

Família Fiorino, da Fiat
Capacidade de carga do furgão compacto é de 620 quilos Foto: Divulgação

Vamos de Fiat Fiorino 2010. Com preços entre R$ 29 mil e R$ 35, mil se mostra uma oportunidade de negócio para quem quer atuar no ramo de pequenas entregas. Nos sites de compra e venda, é possível encontrar unidades deste ano do furgão com menos de 150 mil km rodados.

8 - Manutenção

O motor 1.3 da família Fire não tem grandes complicações em termos de manutenção. Além disso, o Fiorino foi o mesmo por mais de duas décadas, o que facilita na questão de peças e componentes. Fora o fato de que a base do primeiro Uno garante preços acessíveis.

Veja os preços de algumas peças do Fiat Fiorino 2010:

  • Jogo com 4 pastilhas do freio dianteiro: de R$ 60 a R$ 100
  • Jogo com 4 velas de ignição: de R$ 70 a R$ 120
  • Bomba de combustível: de R$ 170 a R$ 250
  • Kit troca de óleo (3 litros 10w40 + filtro): de R$ 160 a R$ 200
  • Amortecedor traseiro: de R$ 250 a R$ 400 (par)
  • Para-choque traseiro: de R$ 90 a R$ 250
  • Farol direito: de R$ 120 a R$ 260

9 - Principais problemas do Fiorino 2010

Em fóruns com donos de Fiat Fiorino são recorrentes as reclamações quanto à infiltração de água na cabine e a falhas no sistema de arrefecimento do furgão, especialmente modelos dos anos 2000. A bomba d’água também costuma apresentar problemas e o sistema de abertura e limitador das portas do compartimento de carga merecem uma vistoria detalhada.