UAI
FOTOS OFICIAIS

Após flagra, BYD confirma inédita caminhonete híbrida

Picape tem boas chances de ganhar produção nacional, mas fabricante ainda não confirma essa hipótese

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Fotos oficiais mostram a picape usando camuflagem pesada
Fotos oficiais mostram a picape usando camuflagem pesada Foto: BYD/Divulgação

Depois de ter sido flagrada na China, a inédita caminhonete híbrida da BYD apareceu nas primeiras fotos oficiais, ainda ostentando camuflagem pesada. Assim, as imagens revelam pouco sobre a picape, sendo que o fabricante também não adiantou quaisquer informações sobre ela. Os únicos elementos visíveis são os faróis em formato vertical, circundados por uma fita de LED, que lembram os da Ford F-150.

Apesar dessa semelhança, o caso é que a caminhonete híbrida da BYD tem porte menor que o da F-150: será concorrente direta de Ford Ranger, Chevrolet S10 e Toyota Hilux. Assim como os demais modelos desse segmento, a picape de origem chinesa tem carroceria apoiada em chassi. Essa característica, aliás, também fica evidente nas fotos oficiais.

A BYD não revelou imagens do interior da nova caminhonete híbrida. Contudo, o flagra revela que ela terá central multimídia com tela giratória, item que equipa os demais modelos da marca. Outro recurso que deverá estar presente no modelo é um head-up display.

De acordo com informações extraoficiais reveladas na China, a mecânica híbrida da nova caminhonete da BYD mesclará um motor 1.5 turbo a gasolina, de 139cv, a outras duas unidades elétricas. Somados, os três propulsores entregam uma potência combinada de 490cv. Também não faltará tração nas quatro rodas.

 

Foto da picape média da BYD preta com faróis ligados, nome da marca aparece na grade.
Picape média da BYD será quadrada e imponente Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nova caminhonete híbrida da BYD está cotada para o Brasil

De acordo com a própria assessoria de comunicação, "a BYD não se manifestou" sobre a possibilidade de produzir a inédita caminhonete híbrida no Brasil. Neste ponto vale lembrar que a multinacional adquiriu as antigas instalações da Ford em Camaçari (BA), que estão fechadas desde 2021. Porém, tudo indica que a picape deverá, sim, passar por um processo de nacionalização.

Afinal, a BYD já anunciou que fabricará unicamente veículos elétricos e híbridos no complexo industrial baiano. Ademais, o segmento de picapes é um dos que mais cresce no país, e ainda por cima proporciona margens de lucro generosas para os fabricantes. 

A dúvida é se a picape estará entre os quatro veículos que a empresa pretende produzir no país ainda em 2024 ou se a nacionalização ocorrerá em uma fase posterior. Caso a BYD pretenda ser pioneira na oferta de uma caminhonete híbrida no Brasil, deve se apressar: afinal, em 2025, a Hilux deve ganhar esse tipo de propulsão, só que combinada a um motor a diesel.