UAI
História em cinzas

Batmóvel da série de 1966 queimado em incêndio no Rio

Exposição Casa Warner no Rio de Janeiro pegou fogo na madrugada desta terça-feira (9); além do carro do homem morcego, van do Scooby-Doo fazia parte do acervo

Publicidade
Estrutura do local foi totalmente queimada
Estrutura do local foi totalmente queimada Foto: Reprodução / Instagram

A exposição interativa da Warner Bros foi destruída por um incêndio no fim da madrugada desta terça-feira (09). A Casa Warner contava com diversos personagens icônicos da empresa, entre eles o Batmóvel utilizado na série de TV dos anos 1960, que ficou destruído no incêndio.

A exposição foi aberta no dia 14 de junho e estaria em cartaz até agosto. Entre os itens expostos estava a Annabelle, boneca dos filmes de terror, outros heróis da DC, como Super-Homem e Mulher Maravilha, personagens do Looney Tunes e do mundo de Harry Potter. 

Carro do Batman, como o que estava na Casa Warner, custa mais de R$ 1 milhão

O Batmóvel era uma das atrações da estrutura de 1.500m² localizada no estacionamento do Shopping Nova América, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O modelo original da série dos anos 1960 foi projetado por George Barris e, inicialmente, foi pensado como um carro-conceito Ford Lincoln Futura 1955 de US$ 250 mil – R$ 1,4 milhões aproximadamente.

O Lincoln foi transformado no Batmóvel em três semanas. O modelo utilizado por Adam West pesa 2,5 toneladas e é equipado com um motor Ford Race 429. Sua dianteira foi projetada para se parecer com um morcego, para isso a entrada do capô se estendeu para baixo, acentuando o nariz e faróis. As barbatanas duplas de 2,13m localizadas na traseira completam a imagem do animal.

O Batmóvel, como o da exposição Casa Warner, ainda é equipado com para-brisas de aeronave feito com acrílico, junto da seção superior à prova de balas. Além do carro do homem-morcego, que completou 85 anos em 2024, era possível visitar apetrechos do Cavaleiro das Trevas, como armaduras, armamentos e até computadores e monitores de vigilância.

Além de Batmóvel, van do Scooby-Doo podia ser vista na Casa Warner

Batmóel e Máquina de Mistério parados de frente em exposição. Ambos os veículos são vistos pela dianteira e iluminados por luzes. Ao fundo é possível ver parede azul com porta que se assemelha ao logo da Warner Bros escrito "WB Garage"
Batmóvel e Máquina de Mistério estavam expostos em mesma sala Foto: Casa Warner / Divulgação

Além do Batmóvel, a exposição da Casa Warner ainda contava com a Máquina de Mistérios, o famoso furgão da turma composta por quatro pessoas e um cachorro falante, mas também foi consumido pelo fogo. O interior era idêntico ao visto nos desenhos e o interior acompanhava a semelhança. Por dentro, a van do Scooby-Doo tinha tapete com logo do personagem, apetrechos usados para mostrar a verdadeira identidade dos monstros, entre outros itens. 

  • Confira os vídeos do VRUM nos canais do YouTube e Dailymotion: lançamentos, testes e dicas!