UAI
Aniversariante

Ayrton Senna: confira 5 carros de passeio da coleção do piloto

Ayrton Senna ganhou seu primeiro kart ao 4 anos e dirigia o carro da família desde muito novo; em sua coleção, piloto tinha carro que levava o irmão para a escola, modelo que ajudou marca japonesa a projetar e outros; confira

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Ayrton Senna, que completaria 64 anos hoje, tinha extensa coleção de carros
Ayrton Senna, que completaria 64 anos hoje, tinha extensa coleção de carros Foto: Gabriel Paiva/EM/D.A Press

Ayrton Senna, considerado um dos maiores pilotos de Fórmula 1 da história, faria 64 anos nesta quinta-feira (21). O tricampeão foi criado na região da Serra da Cantareira, na Zona Norte de São Paulo: por lá, pegou o gosto por carros desde cedo. A paixão era tamanha que ele formou uma coleção de automóveis ao longo de sua vida.

Senna demonstrou sua paixão desde cedo, ainda criança: o então futuro piloto dirigia o carro da família, de acordo com os parentes, em curtas distâncias. Por ser muito pequeno, o jovem se sentava na ponta do banco do motorista e esticava bem as pernas para alcançar os pedais.

O primeiro carro da coleção de Senna foi adquirido ainda na infância: o pequeno modelo era equipado com buzina e uma inscrição no para-choques que dizia “Carona, só de saia justa”. Aos quatro anos, Senna ganhou o primeiro kart, feito pelo pai, aumentando o acervo.

Para comemorar a data do aniversário de Ayrton Senna, separamos 5 carros que o piloto teve em sua coleção:

Ford Corcel II

Ayrton Senna com blusa polo listrada em branco e azul ao lado de Corcel II vermelho em fundo branco.
Primeiro carro da coleção do piloto foi um Ford Corcel II Foto: Reprodução/Internet

O modelo chegou ao Brasil em 1968, com motor 1.3, na configuração sedan. Pouco depois, vieram o cupê e a perua Belina. Em 1978, o Corcel II, de segunda geração, chega ao mercado com motor 1.4 de 72cv de potência e velocidade máxima de 150km/h.

O veículo foi o primeiro carro “para adulto” na coleção de Ayrton Senna. Nele, o futuro piloto, então com 18 anos, levava seu irmão para o Colégio Rio Branco, na capital paulista. O modelo que pertenceu a Senna era todo preparado: o piloto chegou até a rebaixar a suspensão do carro.

Ford Escort XR3

Quando Senna já ganhava prêmios em corridas nas categorias de base do automobilismo, a Ford chamou o futuro tricampeão mundial para lançar o Escort XR3 no Brasil. Como agradecimento, a marca deu, em comodato, um exemplar do modelo para ele.

Ao todo, Ayrton Senna teve três exemplares do Escort XR3, todos cedidos pela marca. O piloto recebeu um conversível vermelho, além dois com carroceria convencional: um preto e um prata, no qual foi flagrado entrando ao sair de seu escritório na Zona Norte de São Paulo, gerando a icônica foto acima.

Porsche 911 Carrera Cabriolet

 

Porsche 911 Carrera Cabriolet amarelo passa por portão com grades vermelhas e portal branco.
Porsche 911 Carrera Cabriolet fazia parte da coleção do tricampeão mundial Foto: Reprodução/Internet

Como colecionador de carros, Ayrton Senna teve ainda o clássico Porsche 911 Carrera Cabriolet. O modelo não era usado no Brasil: o piloto o dirigia quando passava temporadas em Portugal.

Nas terras portuguesas, Senna possuía um grande amigo: Antonio Carlas Braga, que guardava o modelo da marca alemã em sua garagem. O veículo, ano-modelo 1987, era equipado com motor de 3.2 e rendia até 214cv e 27kgfm. O exemplar da coleção se tornou ainda mais especial quando o tricampeão mundial autografou o banco traseiro.

Honda NSX Type R

Ayrton Senna está agachado dando banho de mangueira em Honda NSX Type R vermelho.
Ayrton Senna participou do desenvolvimento do Honda NSX Type R Foto: Reprodução/Internet

Senna teve em seu acervo um Honda NSX Type R ano-modelo 1991/1992. Ele também participou do desenvolvimento da primeira geração do modelo, lançada em 1990 pela montadora japonesa.

O esportivo chegou às mãos do piloto por meio da parceria que McLaren e Honda mantinham na Fórmula 1. Sob o capô, o veículo entregava 247cv. Senna ficou pouco tempo com o carro em sua coleção, pois a parceria entre as montadoras acabou em 1992, e o piloto teve de devolvê-lo.

Audi S4 Plus Avant

Audi S4 Plus Avant prata dentro de casa com capacete amarelo e verde de Ayrton Senna dentro de um expositor de vidro quadrado.
Ayrton Senna foi o responsável por trazer Audi para o Brasil e adquiriu a S4 Plus Avant Foto: Reprodução/Redes Sociais

O competidor da Fórmula 1 tinha em sua coleção a perua Audi S4 Avant, ano-modelo 1993. A conexão de Senna com a montadora vai muito além de um modelo: o piloto inaugurou uma importadora e foi responsável por trazer a marca ao país.

O carro era equipado com motor V8 4.2 de 280cv e com câmbio manual de seis velocidades. A perua tinha tração nas quatro rodas e podia ir de 0 a 100km/h em apenas 6,6 segundos.