UAI
Off Road

Honda XR 300L Tornado: batismo emprestado e renovado

A nova Honda XR 300L Tornado tem vocação mais para o fora de estrada, com banco plano e rodas em alumínio, além de formas compactas e visual arrojado

Publicidade
Os freios são ABS nas duas rodas, porém, sem a possibilidade de desabilitar o traseiro, incoerentemente à utilização no fora de estrada
Os freios são ABS nas duas rodas, porém, sem a possibilidade de desabilitar o traseiro, incoerentemente à utilização no fora de estrada Foto: Caio Mattos/Honda/Divulgação

Depois de mostrar (de longe) a nova XR 300L Tornado em junho, sem qualquer dado técnico, a Honda revela agora sua ficha completa, incluindo o preço sugerido sem frete, de R$ 27.690, a partir de agosto. A Honda XR 300L Tornado também resgata o nome que batizou a XR 250 Tornado dos anos 2000. As coincidências indicam sua vocação mais off road, a exemplo da antiga Tornado frequentemente utilizada sem piedade no fora de estrada.

Honda XR 300L Tornado modelo 2024 vermelha com detalhes brancos estática de frente e de traseira no asfalto com árvores nas laterais
A nova Honda XR 300L Tornado tem somente a opção de cor vermelha, garantia de três anos e intervalo de manutenção de 6 mil quilômetros Foto: Caio Mattos/Honda/Divulgação

As coincidências param por aí. O quadro em aço com berço semi duplo é derivado do modelo CRF 250F, totalmente voltado para o off road. O motor foi herdado da XRE 300 Sahara, e também equipa a street CB 300F Twister, ambas com nomes ressuscitados do passado. O visual, as suspensões, banco, farol, rodas e painel da Honda XR 300L Tornado, porém, são próprios e exclusivos, compondo o prefixo XR usado desde os anos 1970, que remete a modelos para enfrentar qualquer terreno, inclusive o asfalto.

Diferenças

A porção fora de estrada da Honda XR 300L Tornado está no banco plano a 890mm do solo, que sobe pelo tanque para facilitar as manobras. As pedaleiras são maiores para firmeza da bota, junto com a ponta do pedal de cambio retrátil para não quebrar em eventuais batidas em obstáculos. A distância livre do solo é de 268mm e as rodas são raiadas em alumínio, com aro de 21 polegadas na dianteira e 19 na traseira. Há ainda predisposição para instalação de travas de pneus.

Honda XR 300L Tornado modelo 2024 vermelha com detalhes brancos em movimento de lateral no asfalto com barranco de terra ao fundo
As pedaleiras são maiores para firmeza da bota, junto com a ponta do pedal de cambio retrátil Foto: Caio Mattos/Honda/Divulgação

O visual é compacto, porém, grandes aletas plásticas envolvem o tanque de combustível em metal com 13,8 litros de capacidade. O farol em LED e farolete têm reduzidas dimensões e o escape de saída alta fica colado à moto. Além disso, tem para-lama dianteiro alto e alças laterais emborrachadas para facilitar o “empurrãozinho” se a moto empacar em alguma encrenca teimosa, enquanto o peso a seco é de 143kg.

Suspensões

A suspensão dianteira da Honda XR 300L Tornado não é invertida e tem tubos de 41mm de diâmetro e 245mm de curso, protegida por coifa sanfonada. A suspensão traseira é do tipo mono, com 227mm de curso (2 mm a mais que na Sahara), regulável na pré carga em sete níveis, ancorada em balança de alumínio. Além disso, a geometria das suspensões foram ligeiramente alteradas em relação à Sahara 300. O cáster foi reduzido e o Trail aumentado de 98mm para 123mm.

Outra alteração foi na relação entre pinhão e coroa. A Honda XR 300L Tornado perdeu um dente na coroa, passando para medida de 14 e 39, enquanto o câmbio de seis marchas permaneceu inalterado em relação à Sahara 300. Já os pneus são os Metzeler Karoo Street para uso misto. Os freios são ABS nas duas rodas. Porém, sem a possibilidade de desabilitar o ABS traseiro, incoerentemente à utilização no fora de estrada. Na dianteira, disco de 256mm e na traseira, de 220mm.

Honda XR 300L Tornado modelo 2024 vermelha com detalhes brancos de lateral estática no asfalto com árvores ao fundo
Honda XR 300L Tornado chega com preço sugerido, sem frete, de R$ 27.690, a partir de agosto Foto: Caio Mattos/Honda/Divulgação

Motor

O motor flex de um cilindro da Honda XR 300L Tornado é o mesmo que equipa a Sahara 300. Do tipo SOHC (comando único), tem 293,5cm³, arrefecimento a ar (com radiador de óleo) e injeção eletrônica que entrega 24,8cv com etanol e 24,3cv com gasolina. Porém, a potência é 0,4cv menor em relação à Sahara. A “culpa” é de uma caixa de filtro de ar de menor volume. Para compensar, o torque de 2,74kgfm com etanol e 2,7kgfm com gasolina, aparece em rotações ligeiramente menores. Além disso, a coroa menor, a embreagem deslizante e assistida, também ajudam.

Honda XR 300L Tornado modelo 2024 vermelha com detalhes brancos painel digital
Painel digital inédito tem indicador de consumo médio e instantâneo e indicador de marcha engatada Foto: Caio Mattos/Honda/Divulgação

O painel digital é inédito. Também para uso urbano, tem indicador de consumo médio e instantâneo, indicador de marcha engatada, de nível do combustível, conta-giros, hodômetros parciais (A e B) e total e cinco níveis de controle de luminosidade. A nova Honda XR 300L Tornado chega somente com opção de cor vermelha, garantia de três anos e intervalo de manutenção de 6 mil quilômetros.

Confira os vídeos do VRUM nos canais do YouTube e Dailymotion: lançamentos, testes e dicas