Mercado

SUVs rejeitados: veja 5 modelos que estão derrapando em vendas

Utilitários esportivos são os atuais 'queridinhos' dos consumidores, mas nem todos têm bom desempenho comercial

Volkswagen Taos Highline cinza 2022 de frente em movimento em via urbana
Vendas do Taos são bem menores que as de outros SUVs médios, como Jeep Compass e Toyota Corolla Cross Foto: Volkswagen/Divulgação

Os SUVs são os atuais queridinhos do mercado, certo? Bem, nem todos: o balanço mensal da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostra que, enquanto alguns modelos somam grandes volumes de emplacamentos e se mantêm entre os os carros mais vendidos do país, outros são meros figurantes, com desempenho comercial bastante fraco.

SUVs com vendas em baixa

Com base no ranking de vendas do último mês de junho divulgado pela Fenabrave, o VRUM enumerou 5 SUVs que andam esquecidos pelos consumidores e somam baixos números de vendas.

Na lista, entraram apenas modelos de marcas generalistas: veículos premium, com preços mais altos, ficaram de fora: afinal, eles naturalmente têm números de vendas mais baixos. Confira!

1- Renault Captur

Renault Captur Iconic 2022 em movimento em estrada arborizada
Renault Captur é o SUV compacto nacional menos vendido do mercado

A Renault comercializa, atualmente, dois SUVs no Brasil: o Duster e o Captur. O primeiro consegue manter uma média razoável de vendas: somou 1.839 emplacamentos em junho último e 9.537 no primeiro semestre de 2022. Já os números do segundo, por sua vez, ficaram em 209 e 2.446, respectivamente.

E olha que o Renault Captur recebeu, há cerca de um ano, uma série de aperfeiçoamentos, que incluem discreta reestilização, melhorias no acabamento e adoção de motor turboflex. As mudanças, porém, surtiram pouco efeito nas vendas, que nunca decolaram no mercado brasileiro.

O VRUM já dirigiu o Renault Captur com motor turbo: confira a avaliação em vídeo!

2- Volkswagen Taos

Volkswagen Taos Highline 2022 de frente em movimento em estrada
Taos não tem conseguido tirar proveito do tamanho da rede de vendas da Volkswagen

Um verdadeiro paradoxo ocorre com os SUVs da Volkswagen: enquanto o compacto T-Cross é líder do segmento, o médio Taos não passa de um mero coadjuvante. Em junho, o modelo obteve apenas 837 emplacamentos. O resultado acumulado nos seis primeiros meses do ano também é desanimador, com 3.900 veículos vendidos.

Ainda que a Volkswagen, assim como vários outros fabricantes, venha enfrentando problemas com o fornecimento de alguns componentes, o desempenho comercial do Taos está muito abaixo da média do segmento. O Jeep Compass, que lidera a categoria, vendeu, apenas no último mês, 6.104 unidades: no primeiro semestre, o concorrente direto já acumula 31.029 emplacamentos.

3- Mitsubishi Eclipse Cross

Mitsubishi Eclipse Cross 2023 cinza de frente andando em cima de viaduto com cidade ao fundo
Reestilização ainda não alavancou as vendas do Mitsubishi Eclipse Cross

Outro modelo médio que não está conseguindo decolar no mercado é o Eclipse Cross. Em um primeiro momento, o mais recente dos SUVs da Mitsubishi foi criticado devido ao design da traseira. O fabricante providenciou uma reestilização no último mês de março, mas as vendas, pelo menos até o momento, não reagiram.

O desempenho comercial é ainda pior que o do Volkswagen Taos: em junho último, o Mitsubishi Eclipse Cross teve apenas 358 unidades vendidas, enquanto, no primeiro semestre, os emplacamentos não passaram de 1.562.

4- Hyundai New Tucson

Hyundai New Tucson cinza de frente estacionado
Atual Tucson não repetiu o sucesso da primeira geração, tampouco o do ix35

O New Tucson até merece uma colher de chá, uma vez que, segundo informações extraoficiais, o Grupo Caoa teria suspendido a montagem dele em Anápolis (GO). Isso porque a empresa estaria planejando lançar a nova geração, com propulsão híbrida. Porém, o caso é que as vendas do modelo já vinham derrapando desde os anos anteriores.

Em 2022, a situação não mudou: o modelo emplacou só 240 unidades em junho e 2.079 no primeiro semestre. E olha que a Hyundai tem tradição no segmento de SUVs médios: vale lembrar que a primeira geração do Tucson e o ix35 obtiveram ótimos números de vendas.

5- Ford Territory

Ford Territory Titanium 2021 branco de frente estacionado
Baseado no SUV chinês Yusheng S330, o Territory é um estranho no ninho dentro da gama Ford

Nenhum dos SUVs médios tem vendas piores que as do Ford Territory. Por mais que ele tenha preços ligeiramente superiores aos dos demais modelos do segmento (em parte, por ser proveniente da China e pagar imposto de importação), o fato é que as vendas nunca saíram da marcha-lenta.

No mês passado, o Territory vendeu meras 95 unidades. No primeiro semestre, o resultado é igualmente pífio, com apenas 573 emplacamentos. Possivelmente, pesam contra o SUV a concepção chinesa, que faz com que existam poucos pontos em comum com outros modelos da marca, além do desgaste que o fechamento das fábricas no Brasil causou à imagem da Ford.