UAI

Pneu remold: qual o real perigo que ele representa?

Existe uma diferença entre pneu remoldado e recauchutado, e o primeiro pode comprometer a segurança dos ocupantes do carro e de terceiros

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Pneu remold soltou a banda de rodagem com menos de 3 mil quilômetros rodados
Pneu remold soltou a banda de rodagem com menos de 3 mil quilômetros rodados Foto: Pneu remold soltou a banda de rodagem com menos de 3 mil quilômetros rodados

Tem muita gente confundindo alhos com bugalhos, pois estão vindo me perguntar por que sou contra os pneus recauchutados. Vamos esclarecer as coisas. Eu nunca fui contra esse tipo de pneu. O que eu já critiquei e sou contra mesmo é o pneu remold, ou remoldado.

Esse tipo de pneu foi homologado pelo Inmetro, entidade que tantas apronta contra o consumidor. E o que o Inmetro fez em relação ao pneu remold? Ele diz que você pode remoldar o pneu sem conservar na banda lateral as características originais da carcaça.

O que significa isso? Que você pode estar comprando dois pneus remoldados iguaizinhos, com a mesma borracha e o mesmo desenho. Tudo igual! Mas a carcaça de um era para uma Ferrari e a do outro para um Renault Kwid. Ou seja, não tem nada uma coisa a ver com a outra.

Mas na hora que você precisar frear em uma curva, é aí que a porca torce o rabo. Então, o pneu remold é perigoso no Brasil por causa dessa “derrapada” do Inmetro.

Por outro lado, pneu recauchutado é usado até em aviões. Não existe nada contra essa prática. Se o pneu preparado para isso, foi fabricado e projetado para receber a recauchutagem, não tem problema. Pneus de avião, caminhão e ônibus, todos permitem a recauchutagem, que proporciona uma nova vida ao produto e não há tecnicamente nenhum problema nisso.

Entendeu a diferença entre o pneu remold e o recauchutado? Pois é, nos canais do VRUM no YouTube e no Dailymotion procuramos esclarecer as dúvidas de vocês. Portanto, se gostaram do vídeo, não se esqueçam de curtir, ativar o sininho e se inscrever nos canais para receber as notificações de novos conteúdos. Lembrando que o VRUM está também no Instagram, Facebook e Twitter, e, claro, no vrum.com.br. Por meio desses canais você fica sabendo tudo o que está acontecendo no mundo automotivo.

Confira os vídeos do VRUM nos canais do YouTube e Dailymotion: lançamentos, testes e dicas