Custo-benefício

Após aumento de preços, Peugeot 208 1.0 ainda é barbada?

Versão de entrada do compacto sofreu reajuste de R$ 4 mil, ultrapassando o preço do Fiat Argo mais barato. Porém, conteúdo pode justificar

Publicidade
Peugeot 208 2023 prata de frente em movimento na estrada.
Versão de entrada ficou R$ 7 mil mais cara em dois meses Fotos: Peugeot Divulgação

As barbadas estão cada vez mais raras no mercado automotivo brasileiro, e a última foi, sem dúvida, o Peugeot 208 2023 equipado com motor 1.0. Acontece que os preços do modelo acabam de ser reajustados. A versão de entrada Like ficou R$ 4 mil mais cara, passando de R$ 72.990 para R$ 76.990.

A outra versão do Peugeot 208 equipada com motor 1.0, a Style, também foi remarcada, saltando de R$ 79.990 para R$ 82.990. Foram R$ 3 mil de aumento. Lembrando que esses preços são referentes ao e-commerce da marca, já que os preços de concessionária são bem maiores.

Com essa remarcação, o Peugeot 208 volta a ser mais caro que o Fiat Argo 1.0 , que tem preço inicial de R$ 74.490. Com essa diferença de R$ 2.500 entre os modelos que usam o mesmo conjunto mecânico, será que o compacto da marca do leão continua dentro do jogo? Se você conferir a tabela abaixo, talvez concorde que a resposta é sim.

Itens de série no Peugeot 208 x Fiat Argo

Peugeot 208 Like 1.0 MT – R$ 76.990Fiat Argo 1.0 MT – R$ 74.490
Airbags frontais e lateraisAirbags frontais
Ar-condicionado digitalAr-condicionado analógico
Controle de estabilidadeNão tem
Vidros elétricos dianteiros e traseirosVidros elétricos dianteiros
Retrovisores com ajustes elétricosRetrovisores com ajustes manuais
Rodas em aço de 15 polegadas e calotas Rodas em aço de 14 polegadas e calotas
Volante com ajuste em altura e distânciaVolante com ajuste em altura
Multimídia com tela de 10 polegadasPreparação para som
DRL estilo dentes de sabreNão tem
Assistente de partida em rampaNão tem
Banco do motorista com ajuste em alturaNão tem
Fonte: sites comerciais da Peugeot e da Fiat em 12 de julho de 2022

Se pegarmos o segundo pacote do Argo, o Drive 1.0 MT, fica claro que a versão de entrada do Peugeot 208 é superior. Esse Argo custa R$ 78.590, R$ 1.600 a mais, e ainda fica devendo equipamentos ao 208 Like 1.0 MT, confira na tabela abaixo.

Comparativo com o segundo pacote do Fiat Argo

Peugeot 208 Like 1.0 MT – R$ 76.990Fiat Argo Drive 1.0 MT – R$ 78.590
Airbags frontais e lateraisAirbags frontais
Ar-condicionado digitalAr-condicionado analógico
Controle de estabilidadeNão tem
Vidros elétricos dianteiros e traseirosVidros elétricos dianteiros
Retrovisores com ajustes elétricosRetrovisores com ajustes manuais
Rodas em aço de 15 polegadas e calotasRodas em aço de 15 polegadas e calotas
Volante com ajuste em altura e distânciaVolante com ajuste em altura
Multimídia com tela de 10 polegadas e espelhamento do smartphone sem fioMultimídia com tela de 7 polegadas e espelhamento do smartphone com fio
DRL estilo dentes de sabreNão tem
Assistente de partida em rampaNão tem
Banco do motorista com ajuste em alturaBanco do motorista com ajuste em altura
Não temSensor de pressão dos pneus
Fonte: sites comerciais da Peugeot e da Fiat em 12 de julho de 2022

Peugeot 208 Style 1.0 MT traz até teto solar

O pacote Style 1.0 MT do Peugeot 208 também tinha uma custo-benefício interessante. E, mesmo com o novo preço (R$ 82.990), a versão traz itens visuais muito interessantes, como teto solar, rodas em liga leve de 16 polegadas, faróis full-LED, ponteira de escapamento cromadas. Em conteúdo, ele ainda tem câmera de ré com visão de 180 graus, sensor de estacionamento traseiro e carregador de telefone sem fio.

A versão do Fiat Argo nessa faixa de preço é a S-Design (R$ 83.390), que já incorpora motor 1.3 aspirado. Em conteúdo, os destaques são a chave presencial, controle de tração e os faróis de neblina. Seu pacote de série também corrige muitas coisas que faltam nas versões com motor 1.0, incorporando sensor traseiro de estacionamento, vidros elétricos traseiros, controle de estabilidade, ar-condicionado digital, roda em liga leve de 15 polegadas, assistente de partida em rampa e retrovisores com ajustes elétricos.

Motor 1.0 não combina com visual do “leãozinho”

As duas versões de entrada do Peugeot 208 trazem sob o capô o motor 1.0 Firefly, que desenvolve potências de 71cv (gasolina) e 75cv (etanol) a 6.000rpm, com torques de 10kgfm (g) a 3.250rpm e 10,7kgfm (e) a 3.500rpm. O câmbio é manual de cinco marchas.

Curte o mundo automotivo? Então, confira o canal do VRUM no Youtube

O fato de existir um Peugeot 208 equipado com motor 1.0 aspirado, enquanto no lançamento esperávamos mesmo um motor 1.0 turbo, nos soou muito estranho no início. Um carro com linhas tão “velozes” casado com um motor “ordeiro” de fato não combinam, mas , por aquele precinho, era coisa a se considerar.