Assista ao vídeo!

Carro autônomo da Tesla comete erros e quase bate em trem

Motorista teve que assumir a direção para evitar acidente durante perigosa conversão à esquerda

Câmera onboard flagra momento em que carro autônomo Tesla Model 3 quase bate em VLT durante conversão perigosa a esquerda em Denver, EUA
Motorista reagiu rapidamente e evitou colisão Foto: YouTube/Reprodução

Relatos de problemas de funcionamento envolvendo o sistema autônomo de direção que equipa os carros Tesla não são novidade. O item tem um histórico de acidentes e de reclamações de usuários. No último caso polêmico, o motorista de um veículo Model 3 teve que repentinamente assumir o volante para evitar um acidente com um trem. Toda a cena foi gravada em vídeo: assista!

O vídeo foi gravado pelo canal Beta Tech OG, que testava justamente testando o carro autônomo da Tesla pelas ruas de Denver, no Colorado, nos Estados Unidos. Ao longo do vídeo, o sistema chega a cometer outros pequenos erros, que exigiram intervenção humana; porém, o mais grave deles foi quando o Model 3 quase atravessou na frente do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

A causa do erro do sistema, contudo, não fica clara: pode ser que o carro autônomo da Tesla tenha “calculado mal” o tempo necessário para virar à esquerda antes da passagem do VLT; ou então, simplesmente não reconheceu o outro veículo. Seja como for, o fato é que a tela de infotenimento, que exibia as imagens captadas pela câmera do piloto automático, mostra a aproximação do trem.

Felizmente, o motorista estava atento e conseguiu intervir a tempo de evitar o acidente. O condutor do VLT também reagiu com rapidez e buzinou ao perceber a movimentação do Model 3. Pelo menos, o carro autônomo da Tesla chegou a sinalizar a conversão perigosa com seta.

Carros autônomos da Tesla geram polêmicas

O sistema autônomo de direção já causou acidentes e outros problemas envolvendo carros da Tesla. O próprio nome do dispositivo gera controvérsia, pois pode induzir os proprietários a erros: afinal, ele é batizado de Autopilot (que, em português, significa literalmente piloto automático), mas o fabricante afirma que essa tecnologia não dispensa o motorista.

O Autopilot tem diferentes níveis de atuação: nas versões mais básicas, ele só atua em rodovias sinalizadas com faixas de rolamento. Já nas configurações top de linha, como na do Model 3 do vídeo, o dispositivo tem, segundo o fabricante, capacidade total de direção autônoma e funciona também em cidades. Pelo visto, os carros autônomos da Testa ainda carecem de muita evolução.