UAI

BYD Dolphin EV: compacto elétrico chega ao mercado brasileiro por R$ 149.800

Com design moderno, bom espaço interno e conjunto elétrico eficiente, modelo da marca chinesa desembarca no Brasil com preço competitivo para importunar a concorrência

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Modelos que permitem recarga externa representaram mais da metade dos eletrificados vendidos em 2023
Modelos que permitem recarga externa representaram mais da metade dos eletrificados vendidos em 2023 Foto: BYD / Divulgação

De São Paulo* - A marca chinesa BYD traz para o mercado brasileiro seu quinto modelo de passeio 100% elétrico. Trata-se do BYD Dolphin EV, um hatch compacto construído sobre a plataforma E-Plataform 3.0, que tem como proposta oferecer o melhor consumo energético. Para o lançamento do modelo a marca definiu o preço de R$ 149.800, um pouco mais caro que o JAC EJS1, mas mais barato que o Renault Kwid E-Tech é o Caoa Chery i-Car.

Um dos principais atrativos do BYD Dolphin EV é o seu design moderno. Com linhas fluidas que remetem às formas de um golfinho, o modelo compacto tem 4,12 metros de comprimento, 1,77m de largura, 1,57m de altura e 2,70m de distância entre-eixos. A altura em relação ao solo é de 12cm e o peso em ordem de marcha é de 1.405 quilos.

Na dianteira, o BYD Dolphin EV traz faróis em LED e grade fechada. Nas laterais, vincos marcantes reforçam o aspecto aerodinâmico. Na traseira, as lanternas também em LED são unidas por elemento luminoso que traz um desenho que sugere ondas.

A tomada de recarga fica na lateral dianteira direita. O modelo tem rodas em liga leve de 16 polegadas, com desenho mais fechado para favorecer o aspecto aerodinâmico.

Motor tem 95cv de potência e 18,3kgfm de torque

O motor elétrico que equipa o BYD Dolphin EV desenvolve 95cv de potência e 18,3kgfm de torque. Ele é alimentado por uma bateria que tem capacidade de 44,9 kWh, que garante autonomia de 291 quilômetros. Mas os executivos da BYD garantem que dependendo da forma de condução o alcance pode chegar a 400 quilômetros.

A bateria tem formato achatado e conta com garantia de oito anos. Ela pode ser recarregada em tomada doméstica de três pinos, recuperando de 30% a 80% da carga em menos de 7 horas. Já nós carregadores ultra rápidos essa recarga pode ser feita em 25 minutos. De acordo com os cálculos da BYD, o gasto com uma recarga completa do Dolphin é de cerca de R$ 45.

Como é o BYD Dolphin EV por dentro?

O hatch compacto elétrico tem bom espaço interno, principalmente para os dois ocupantes do banco traseiro, onde o assoalho é plano. Ali, o espaço para as pernas é muito bom. Os bancos dianteiros têm desenho esportivo, mas são mais estreitos e contam com ajustes manuais. O volante tem apenas regulagem de altura. O porta-malas tem apenas 250 litros de capacidade volumétrica. Ou seja, atende a uma família pequena.

O acabamento interno é de boa qualidade, com materiais de cores e texturas diferentes. O volante é multifuncional e o painel de instrumentos tem uma tela pequena, mas que traz todas as informações necessárias, como nível de carga da bateria.

A tela do sistema multimídia tem 12,8 polegadas é tátil e giratória, podendo ficar na posição vertical ou horizontal. Tem conectividade por Apple CarPlay e Android Auto, porém com uso de cabo. E pelo BYD App é possível acessar comandos pelo celular, verificando se as portas do carro foram trancadas e a evolução da recarga da bateria.

Lista de equipamentos inclui karaokê

Na lista de tecnologia e entretenimento, o BYD Dolphin EV traz ainda comando de voz, o NVidia, que transforma o multimídia em um console de videogame e karaokê com playlist de músicas brasileiras. Outro detalhe interessante é a chave NFC em forma de cartão ou anel. Basta aproximá-los do retrovisor do lado do motorista para abrir as portas do carro. Mas não é item de série.

O carro tem ainda o sistema On the air (OTA) que permite a atualização dos softwares à distância. Vem com pacote de 5Gb de internet. Os primeiros compradores do BYD Dolphin EV vão levar gratuitamente um Wallbox para recarga da bateria. A marca pretende chegar a 100 concessionárias distribuídas pelo país até o fim do ano.

Ao volante do BYD Dolphin EV

Dirigimos o BYD Dolphin EV no conturbado trânsito de São Paulo, habitat natural de um compacto elétrico. Apesar do peso de quase 1,5 tonelada e motor de 95cv, o modelo garante um desempenho prazeroso. Tem arrancadas rápidas e retomadas de velocidade seguras, garantindo agilidade no trânsito urbano.

O carro tem o centro de gravidade baixo, que otimiza ainda mais sua estabilidade. As suspensões têm calibragem mais firme, mas não chegam a comprometer o conforto no rodar. Direção e freios também foram bem calibrados, completando o pacote.

A lista de equipamentos do BYD Dolphin EV traz três modos de condução, controlador de velocidade, auxílio de partida em rampa, controle de estabilidade e tração. O modelo tem três anos de garantia, que para a bateria é de oito anos.

(*) Jornalista viajou a convite de BYD