UAI

Saiba como sinalizar corretamente a presença de carros estragados ou acidentes nas vias

Estar atento às regras de sinalização é fundamental para evitar novos acidentes e preservar as vítimas; entenda

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Entenda melhor como sinalizar locais de acidente e carros estragados em rodovia
Entenda melhor como sinalizar locais de acidente e carros estragados em rodovia Foto: Entenda melhor como sinalizar locais de acidente e carros estragados em rodovia

Nesta semana, um homem que aguardava por socorro, no chão de uma avenida de Divinópolis (MG), após se acidentar de bicicleta, foi atropelado por um motociclista. O vídeo, que parece uma encenação de tão improvável, reforça a importância de se estar atento à sinalização em caso de acidentes ou problemas mecânicos com o seu veículo.

Nas imagens é possível perceber que, além do rapaz deitado no chão, há outro homem em pé, ao lado dele, dando apoio durante a espera pelo socorro, cones cercando o local do acidente e a bicicleta da vítima caída na via. Mesmo assim, todos esses elementos não foram suficientes para que o motociclista percebesse a cena e desviasse. Para que isso não aconteça, confira as regras de sinalização para evitar acidentes.

Regras de sinalização no Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em caso de problemas mecânicos ou acidentes, a sinalização deve ser feita seguido duas etapas. Primeiramente, é preciso ligar o pisca-alerta e em seguida colocar o triângulo a pelo menos 30 metros de distância, ou seja, aproximadamente 30 passos largos da traseira do veículo.

Em caso de vias onde a velocidade permitida seja superior a 30km/h, a melhor opção é colocar o triângulo de sinalização a uma distância correspondente à velocidade da via em que ele está. Ou seja, se a velocidade é de 60km/h, o triângulo deve estar a 60 metros de distância do veículo. Se a velocidade for 80km/h, coloque a 80 metros, e assim por diante.

Caso haja uma curva no meio da sua contagem de passos, a regra é diferente. Para que a sinalização funcione de forma efetiva, pare a contagem no início da curva, caminhe até o final dela e reinicie a contagem dos passos. Já em caso de chuva, neblina ou cerração, dobre a quantidade de passos e posicione o triângulo de sinalização.

E se você estiver sem o triângulo?

Sinalização de acidentes com folhas
Sem o triângulo é fundamental fazer a sinalização com outros recursos, como folhas e galhos

Em caso de estar sem o triângulo, o ideal é fazer a sinalização utilizando materiais encontrados na via como galhos de árvore ou folhas. Porém, é preciso estar atento: transitar sem o triângulo de sinalização é infração gravíssima, com multa no valor de R$191,54. E não sinalizar o local do acidente é também infração gravíssima, com multa multiplicada em cinco vezes, suspensão do direito de dirigir e recolhimento da habilitação.