Renault Sandero S Edition: ‘esportivo de fachada’ com motor 1.0

A série especial do hatch compacto traz alguns itens de conforto e conectividade, mas o desempenho é bem limitado e o preço sugerido é de R$ 76.790

Renault Sandero S Edition: 'esportivo de fachada' com motor 1.0 A série especial do hatch compacto traz alguns itens de conforto e conectividade, mas o desempenho é bem limitado e o preço sugerido é de R$ 76.790

A série especial S Edition traz alguns detalhes no visual que remetem à versão esportiva RS

 

Não se entusiasme com o anúncio do lançamento da série especial S Edition do Renault Sandero. A montadora apresentou o modelo chamando a atenção para a semelhança com a versão esportiva RS, mas que fique bem claro que é apenas no visual. Sob o capô, invés do motor 2.0 de 150cv o hatch traz o tricilíndrico 1.0 SCe de 82cv de potência máxima, que pode proporcionar mais economia de combustível do que bom desempenho. A Renault aposta no visual e no pacote de equipamentos para atrair o consumidor, mas por R$ 76.790 será preciso algo mais para convencer os pretensos compradores.

A Renault volta a apostar nas séries especiais do Sandero, que já teve edições limitadas como a Vibe e a Tech Run, lançadas em 2009 e 2013, respectivamente. O lançamento agora da nova série especial S Edition parece mais uma tentativa de aquecer as vendas do hatch, que anda em baixa no mercado brasileiro. Em outubro, o modelo apareceu na 31ª posição geral do ranking da Fenabrave, somando 11.088 unidades emplacadas nos 10 primeiros meses do ano. O Sandero tem vendido menos de 500 unidades por mês e amarga a 8ª posição entre os hatches compactos.

O diferencial na traseira são as lanternas em LED escurecidas

SÓ VISUAL E qual o apelo da série especial S Edition para convencer o consumidor a comprá-la? De acordo com a Renault, o hatch tem para-choque dianteiro inspirado no do Sandero R.S. 2.0, com luzes de rodagem diurnas em LED posicionadas na parte inferior e moldura integrada, com acabamento em cinza. Na parte inferior do para-choque a grade tipo colmeia também remete à versão esportiva, mas a parte superior, que é horizontal, tem acabamento preto e o logo Renault no centro.

E as “semelhanças” com o Sandero RS não param por aí. A série especial S Edition traz ainda faróis escurecidos, com foco duplo. Mas as rodas são de aço, de 15 polegadas, com calotas no tom prata. Os retrovisores tem capa com acabamento em black piano. E externamente o visual “esportivo” é fechado com as lanternas escurecidas em LED.

A parte inferior da grade lembra a do RS e as rodas são de aço com calotas

POR DENTRO Internamente, o principal atrativo do Sandero é seu amplo espaço inteno. E a série especial S Edition tenta se diferenciar no acabamento com detalhes em black piano e teto escuro. Os bancos são revestidos em tecido, sendo que o do motorista tem regulagem de altura. Entre os itens de série, destaque para ar-condicionado, direção com assistência eletro-hidráulica, vidros elétricos dianteiros com função one touch, travas de portas e abertura do porta-malas com acionamento elétrico, sensores de estacionamento traseiros, quatro airbags, Isofix, computador de bordo, chave canivete e quatro alto-falantes. O sistema multimídia que equipa a série especial é o Media Evolution, com tela tátil de sete polegadas, conectividade por Android Auto e Apple Carplay, acesso ao Spotify, Waze, Google Maps e áudios de Whatsapp.

O interior tem bastante plástico duro, tecido revestindo os bancos e multimídia com tela de sete polegadas

SEM ENTUSIASMO Mas se o visual e o conteúdo do Sandero S Edition são atraentes, não se pode dizer o mesmo sobre o motor que está sob o capô. Trata-se do já conhecido três cilindros SCe 1.0, que desenvolve 82cv com etanol e torque de 10,5kgfm a 2.000rpm. A própria Renault destaca que o ponto forte do motor é o baixo consumo de combustível. O Sandero S Edition está disponível nas cores branco Glacier, prata Étoile, preto Nacré, vermelho Vivo e cinza Cassiopée.