Renault Oroch 2023 ganha motor 1.3 turbo de 170cv em versão de R$ 137.100

Picape intermediária recebeu pequenos retoques no visual, traz novo painel e ampliou a lista de conteúdo, mas mantém direção eletro-hidráulica

Renault Oroch 2023 ganha motor 1.3 turbo de 170cv em versão de R$ 137.100 Picape intermediária recebeu pequenos retoques no visual, traz novo painel e ampliou a lista de conteúdo, mas mantém direção eletro-hidráulica

Na linha 2023, a picape intermediária Oroch traz para-choque dianteiro redesenhado, aumentando o ângulo de ataque

 

De São Paulo – A Renault apresentou a linha 2023 da picape intermediária Oroch, que recebeu discretos retoques no visual, quase imperceptíveis, ganhou novas tecnologias de conectividade e segurança, e passa a contar com painel redesenhado. Mas a principal novidade está sob o capô da versão Outsider, a topo de linha, que é equipada com o motor turbo 1.3 TCe, flex, de 170cv e 27,5kgfm de torque, associado ao câmbio CVT XTronic. A picape já está à venda na rede de concessionárias da marca e chega com preços que vão de R$ 105.800 a R$ 137.100.

Lançada no Brasil em 2015, a Renault Oroch inaugurou o segmento de picapes intermediárias, oferecendo uma opção para quem queria mais do que uma compacta e menos que uma média. Construída sobre a plataforma do SUV compacto Duster, a picape nunca teve o design como seu principal atrativo, mas chamava a atenção pelo bom espaço interno e bom volume na caçamba. Era oferecida com motores 1.6 e 2.0, flex, ambos com desempenho apenas razoável e consumo de combustível nada amigável. Nunca teve a opção 4×4, motor a diesel e foi criticada por trazer direção com assistência eletro-hidráulica, ao invés de elétrica.

A tampa da caçamba é muito pesada e não traz sistema de amortecimento

A Renault Oroch não teve muito tempo para surfar sozinha no segmento de picapes intermediárias, pois, poucos meses depois de seu lançamento, foi “abalroada” pela chegada da Fiat Toro, que trazia diferentes versões, com motores flex e a diesel, tração 4×4 e pacote de equipamentos bem recheado. Além disso, o modelo da marca italiana ganhou o mercado com seu design ousado, fazendo dela um verdadeiro sucesso de vendas. Prova disso é que a Toro sempre liderou as vendas no segmento de picapes intermediárias, atropelando a Oroch no número de emplacamentos. Em 2021, a Toro emplacou 70.890 unidades, contra 12.133 da Oroch. Nos três primeiros meses deste ano, o modelo da Fiat teve 10.990 unidades emplacadas, enquanto a picape da Renault somou apenas 2.221 unidades.

Mas com a chegada da linha 2023 da Oroch, a marca francesa espera mudar um pouco esse cenário, direcionando o foco não apenas na Toro, mas também em versões da Fiat Strada. Para isso, foram feitas algumas modificações no modelo, a começar pela retirada do nome Duster, deixando apenas Oroch. As versões de entrada, PRO e Intense, trazem o motor 1.6 flex e o câmbio manual de seis marchas, o mesmo do Sandero RS, que recebeu novo escalonamento.

A versão de topo de linha Outsider traz barras no teto que suportam até 80 quilos

Já a versão Outsider, a topo de linha, traz sob o capô o motor 1.3 TCe, flex, turbo, que desenvolve 170cv a 5.500rpm e 27,5kgfm de torque entre 1.600rpm e 3.750rpm. Desenvolvido pela aliança Renault-Nissan-Mitsubishi em parceria com a Daimler, o motor é o mesmo que equipa o Captur e o Duster na versão Iconic. Ele trabalha em conjunto com o câmbio automático CVT Xtronic, que simula oito velocidades. Para fazer as trocas manuais, basta posicionar a manopla do câmbio à esquerda e empurrar a alavanca para frente ou para trás.

De acordo com a Renault, com esse conjunto mecânico, a Oroch Outsider 2023 acelera até 100km/h em 9,9 segundos, com máxima de 189km/h. O modelo ganhou nota A no selo do programa brasileiro de etiquetagem do Inmetro ao registrar consumo na cidade de 10,5km/l e na estrada de 11km/l, com gasolina. Já com etanol, o consumo é de 7,4km/l no trânsito urbano e 7,8km/l no rodoviário.

As lanternas traseiras, com lâmpadas halógenas, têm lente translúcida, que deixam à mostra os elementos internos

O motor 1.6 Sce teve que passar por modificações para atender à nova fase das normas de emissões (LEV7), mas não perdeu nem potência e nem torque. Com 120cv de potência máxima e 16,2kgfm de torque, o propulsor leva as versões de entrada da Oroch aos 100km/h em 11,8 segundos, com máxima de 169km/h. A Renault informa que para melhorar os números de desempenho desse conjunto mecânico fez modificações nas relações de marcha do câmbio manual, deixando a primeira 9% mais curta, otimizando as arrancadas, e a sexta 22% mais longa, favorecendo o conforto e o consumo.

DIRIGINDO Na apresentação da Oroch 2023 em São Paulo, a Renault disponibilizou apenas a versão Outsider, equipada com o motor 1.3 turbo. Com esse novo conjunto mecânico, a picape intermediária realmente ficou mais ágil no trânsito urbano, com respostas rápidas no acelerador. Na estrada, o comportamento da picape também é bom, com retomadas de velocidade eficientes, garantindo segurança nas ultrapassagens. O motor tem funcionamento ruidoso quando o giro sobe, mas proporciona bom desempenho. O computador de bordo registrou consumo médio de 8,5km/l na estrada, com etanol no tanque. O modelo não tem aletas para trocas de marchas atrás do volante, que conta apenas com ajuste de altura. A direção com assistência eletro-hidráulica é um pouco pesada em manobras de baixa velocidade. As suspensões independentes, Multlink na traseira, garantem boa estabilidade em curvas, mas ainda transferem as irregularidades do solo para dentro da cabine.

VISUAL A Renault optou por mexer muito pouco no visual da Oroch 2023. A picape é basicamente a mesma, com pequenas modificações na grade frontal, que na versão Outsider ganhou elementos cromados. O para-choque dianteiro foi redesenhado, ganhando novo skid plate e nichos diferentes para os faróis de neblina. Com o novo para-choque, o ângulo de ataque passa a ser de 27,6 graus, otimizando a capacidade do modelo no fora-de-estrada.

As rodas são de 16 polegadas, calçadas com pneus de uso misto e de baixa resistência a rodagem

O rach de teto, com duas barras paparelas, também é novo e suporta até 80kg. O santantônio estilizado completa o visual, marcado ainda pelas rodas de liga leve de 16 polegadas com desenhos diferenciados, sendo na cor cinza na versão Intense e com acabamento biton diamantado na Outsider. As lanternas traseiras trazem cabamento fumê, deixando os elementos internos aparentes. Todas as versões trazem o protetor de caçamba como item de série. A versão Ousider traz itens exclusivos, como conjunto de alargadores de para-lamas, faróis de neblina auxiliares e frisos laterais. Outra novidade da Oroch 2023 é a cor cinza lune.

DIMENSÕES Com distância entre-eixos de 2,83m, a Oroch se destaca pelo amplo espaço interno. A Renault afirma que “cinco passageiros viajam confortavelmente” na picape, mas na prática não é bem assim. Os bancos não apoiam bem as pernas e no traseiro o ideal é acomodar duas pessoas. A caçamba tem capacidade volumétrica de 683 litros, com 1,17m de largura e 1,35m de comprimento, e ainda traz oito anéis de fixação de carga (cada um suporta 50kg). A tampa da caçamba suporta até 80kg, mas é muito pesada tanto para abrir quanto para fechar. Não conta com o sistema de amortecimento disponível no segmento. A capacidade de carga da picape é de 650kg.

Na linha 2023, todas as versões da Oroch são equipadas com pneus verdes de uso misto LTX Force da Michelin, na medida 215/65 R16, feitos para o asfalto e terra, com baixa resistência de rodagem . O modelo traz ainda sistema Start&Stop, que desliga o motor em paradas prolongadas, e função ECO, que altera parâmetros do acelerador e do ar-condicionado para obter menor consumo de combustível.

POR DENTRO Se a Oroch 2023 mudou pouco por fora, por dentro não se pode dizer o mesmo. A picape ganhou novo painel, que mescla elementos do Duster e do Captur, trazendo linhas horizontais, com saídas do ar-condicionado retangulares e com moldura imitando aço escovado. Na versão Outsider tem acabamento interno com detalhes na cor orange corail no painel e costuras dos bancos. O quadro de instrumentos é o mesmo da Captur, com velocímetro digital ao centro. Já o volante é igual ao do Duster, com acabamento escovado e botões retroiluminados.

As versões Intense e Outsider são equipadas com a central multimídia EasyLink, com tela tátil flutuante de oito polegadas, conectividade sem fio para smartphones por meio do Android Auto e Apple CarPlay. Trazem ainda retrovisores com regulagem elétrica e sensores de manobra em ré. A Outsider traz itens exclusivos, como ar-condicionado digital automático, câmera de ré, sensor crepuscular, sensor de chuva, iluminação Follow Me, que mantém os faróis acesos por períodos configuráveis de 30s a 120s.

O painel mescla elementos do Duster e do Captur, e traz multimídia com tela tátil de oito polegadas

No pacote de segurança ativa, destaque para controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), assistente de partida em rampas (HSA), e sistema anti-capotamento (RMI), que detecta uma condição de inclinação excessiva da carroceria e atua em conjunto com o ESP e o TCS para evitar o tombamento.

CONCORRÊNCIA Seguindo a proposta da Renault, a versão PRO da Oroch (R$ 105.800) terá como concorrente a Fiat Strada cabine dupla na versão Freedom 1.3 8V, que tem preço sugerido de R$ 103.990, que traz ampla lista de equipamentos, incluindo direção com assistência elétrica e quatro airbags. O modelo da Renault tem apenas duas bolsa infláveis. Já a Oroch Intense (R$ 111.300) enfrenta a Strada Volcano 1.3 8V (R$ 114.390), que é equipada com câmbio CVT, paddle shifts para trocas de marchas e bancos revestidos em couro. E a topo de linha Oroch Outsider (R$ 137.100) tem como concorrente a Fiat Toro Endurance, que traz o motor T270 de 185cv de potência máxima, câmbio automático de seis marchas, caçamba com revestimento, seis airbags, sistema TC%2b (eletronic locker) e sistema de monitoramento da pressão dos pneus.

NOVA PLATAFORMA A Renault revelou que com os lançamentos da Oroch 2023 e do Kwid elétrico, que acontece amanhã, a marca fecha um ciclo de investimentos de R$ 1,1 bilhão no Brasil. A próxima fase será iniciada com a nova plataforma CMF-B, que vai trazer um novo motor 1.0 turbo e um novo SUV da marca. De acordo com a Renault, essa nova plataforma permite construir diferentes modelos, inclusive com versões híbridas. A montadora não tem previsão de produzir o motor 1.3 turbo no Brasil e descarta a possibilidade oferecer uma versão 4×4 da Oroch.

Banco traseiro tem bom espaço, mas o assento curto não apoia bem as pernas

VERSÕES E EQUIPAMENTOS

PRO – Ar-condicionado, direção eletro-hidráulica com regulagem de altura, travas e vidros dianteiros elétricos, Protetor de caçamba, pneus verdes de uso misto e alarme, Airbag duplo, freios ABS com BAS, controles de estabilidade (ESP) e tração (TCS).

INTENSE – Todos os da versão PRO e mais roda de liga leve de 16 polegadas, EasyLink de oito polegadas com conexão sem fios, vidros e retrovisores elétricos, computador de bordo, sensor de ré, faróis de neblina, barras no teto e para-choque na cor da carroceria.

OUTSIDER – Todos os da versão Intense, mais ar-condicionado automático e digital, sensor crepuscular e de chuva, grade frontal com detalhes cromados, retrovisores e maçanetas em preto brilhante, alargadores de para-lama, capota marítima, câmera de ré, faróis de milha auxiliares, grade do vidro traseiro, bancos com revestimento premium, roda diamantada biton e motor turbo 1.3 TCe flex, com transmissão CVT XTronic de oito velocidades.

FICHA TÉCNICA

MOTOR (*)
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.332cm³, 16 válvulas, com turbocompressor e injeção direta de combustível, flex, que desenvolve potências de 162cv (gasolina)/170cv (etanol) entre 5.500rpm e 6.000rpm, e torque máximo 27,5 kgfm (g/e) entre 1.600rpm e 3.750rpm

TRANSMISSÃO (*)
Tração dianteira, câmbio CVT Xtronic com trocas sequenciais de oito marchas

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS (*)
Dianteira, McPherson, com rodas independentes, com triângulos inferiores; traseira, McPherson com rodas independentes, Multilink, com barra estabilizadora/6,5” x 16” (liga leve)/215/65 R16

DIREÇÃO (*)
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência eletro-hidráulica

FREIOS (*)
A discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS/AFU

CAPACIDADES (*)
Do tanque, 45 litros; caçamba, 683 litros; e de carga útil (passageiros mais carga), 650 quilos

PESO (*)
1.432kg

DIMENSÕES (*)
Comprimento, 4,71m; largura, 1,83m; altura, 1,63m; distância entre-eixos, 2,82m; e altura mínima do solo, 21,2cm

ÂNGULOS DE ATAQUE E SAÍDA (*)
27,5 graus e 22,4 graus

DESEMPENHO (*)
Velocidade máxima – 187km/h (g)/189km/h (e)
0 a 100km/h – 9,8 s (g/e)

CONSUMO (**)
Cidade: 10,5km/l (g)/7,4km/l (e)
Estrada 11km/l (g)/7,8km/l (e)

(*) Dados dos fabricantes
(**) Dados do Inmetro

(*) Jornalista viajou a convite da Renault do Brasil