O que você prefere: a versão de entrada do Fiat Pulse ou um hatch premium?

SUV compacto chega ao mercado com versão mais em conta na faixa dos R$ 80 mil, a mesma de muitos hatches com motor mais potente e com mais conteúdo

O que você prefere: a versão de entrada do Fiat Pulse ou um hatch premium? SUV compacto chega ao mercado com versão mais em conta na faixa dos R$ 80 mil, a mesma de muitos hatches com motor mais potente e com mais conteúdo

O Fiat Pulse na versão de entrada Drive 1.3, com câmbio manual, é vendido por R$ 79.990

 

O Fiat Pulse chegou ao mercado brasileiro fazendo barulho, principalmente por trazer uma versão de entrada equipada com motor 1.3 aspirado e câmbio manual por R$ 79.990. Preço competitivo para um modelo que pretende ser líder do segmento de SUVs compactos, mas que se equipara com versões intermediárias de hatches premium que trazem motores mais potentes e lista de equipamentos recheada. Comparamos o Fiat Pulse mais “barato” com os hatches mais vendidos no mercado brasileiro para saber em qual vale a pena investir.

A versão de entrada do Pulse cria um problema até para a própria Fiat, já que seu preço é muito próximo ao do Argo Trekking 1.3 aspirado com câmbio manual de cinco marchas, vendido por R$ 78.990. O SUV compacto chegou a ser chamado de “versão aventureira” do hacth, ou “Argão”, mas tem dimensões um pouco maiores e porta-malas com 70 litros a mais de volume. Lado a lado, porém, os dois modelos são bem parecidos no tamanho e até no visual.

A versão de entrada do Pulse traz de série rodas de liga de 16 polegadas e sensor de estacionamento traseiro

O motor 1.3 Firefly que equipa o Pulse é o mesmo que está sob o capô de algumas versões do Argo, Cronos e Strada. Porém, se nesses modelos o propulsor desenvolve 101cv (gasolina) e 109cv (etanol) a 6.250rpm, e torques de 13,7kgfm (g) e 14,2kgfm (e) a 3.500rpm, no SUV compacto ele teve que se adequar às novas regras do Proconve7, reduzindo as potências para 98cv (g)/107cv (e) a 6.250rpm, e os torques para 13,2kgfm (g) e 13,7kgfm (e) a 4.000rpm. Tudo indica que em um futuro próximo essas modificações feitas no motor 1.3 Firefly chegarão também ao Argo, Cronos, Strada e outros modelos do grupo Stellantis.

O QUE O SUV TEM? Comparando o conteúdo dos dois modelos, o Pulse Drive 1.3 manual (R$ 79.990) traz uma lista de equipamentos de série com quatro airbags, Fiat Sound System, ar-condicionado automático e digital, controle eletrônico de tração (ASR) e estabilidade (ESP), banco do motorista com regulagem de altura, barras longitudinais no teto, multimídia com tela tátil de 8,4 polegadas, Apple Car Play e Android Auto wireless, comandos de Voz, Bluetooth, MP3, Rádio AM/FM, entrada auxiliar, duas entradas USB na frente e uma atrás, chave canivete com telecomando, comandos no volante, computador de bordo, direção elétrica, sinalização de frenagem de emergência, faróis em LED, Isofix, assistente de partida em rampa, lanterna traseira em LED, luz diurna em LED, cruise control, rodas de liga leve de 16 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, Traction Control Plus (TC%2b), travas elétricas com travamento automático a 20km/h, monitoramento da pressão dos pneus, função auxiliar para acionamento das setas indicando trocas de faixa (Lane Change).

O Fiat Argo Trekking tem o mesmo motor 1.3 do Pulse, porém com mais potência e torque

Já o Argo Trekking 1.3 (R$ 78.990) traz entre os itens de série aerofólio traseiro, ar-condicionado, barras longitudinais no teto, adesivos no capô, laterais e tampa traseira, multimídia Uconnect com tela tátil de sete polegadas com Android Auto e Apple Car Play, Bluetooth, duas entradas USB e sistema de reconhecimento de voz, chave canivete, computador de bordo, direção elétrica progressiva, controle eletrônico da aceleração (Drive by Wire), controle de estabilidade (ESC) e tração (TC), sinalização de frenagem de emergência, faróis de neblina, Isofix, airbag duplo, ABS com EBD, auxílio de partida em rampa, função auxiliar para acionamento das setas indicando trocas de faixa, maior altura em relação ao solo, pintura bicolor, rodas de aço de 15 polegadas e pneus de uso misto, sensor de estacionamento traseiro, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, travamento automático a 20km/h e volante com comandos de rádio e telefone.

A versão aventureira do Argo também tem as suspensões elevadas, mas o porta-malas é menor do que o do Pulse

Nesse confronto específico, o Fiat Pulse leva vantagem em relação ao Argo Trekking, pois, apesar de custar R$ 1 mil a mais, tem mais conteúdo. Porém, o hatch é equipado com motor um pouco mais potente e com mais torque do que o SUV compacto. Entretanto, especula-se que a versão Trekking 1.3 do Argo deixará de ser oferecida, para não ser “canibalizada” pelo Pulse Drive 1.3 manual. Na ocasião do lançamento do Pulse, a Fiat disse apenas que o mercado é que vai definir a continuidade das respectivas versões.

O VW Polo 1.6 MSI tem motor com potência máxima de 117cv e câmbio automático de seis marchas

VW POLO Quando comparada ao Volkswagen Polo 1.6 MSI (R$ 81.230), a versão de entrada do Pulse perde na distância entre-eixos, que no SUV compacto é de 2,53m e no hatch, 2,56m. A medida geralmente tem influência sobre a definição do espaço interno. O Polo também tem porta-malas de 300 litros, contra os 370 litros do Pulse. Mas se o motor 1.3 do SUV compacto tem potência máxima de 107cv, o 1.6 flex do hatch desenvolve 110cv (g)/117cv (e) e ainda é associado ao câmbio automático de seis velocidades.

Vendido por R$ 81.230, o VW Polo 1.6 MSI tem rodas de aço de 15 polegadas com calotas

Ou seja, se você optar por levar o Polo 1.6 pagará R$ 1.240 a mais para levar um motor mais potente, câmbio automático e mais assistente para partida em subida (Hill Hold Control), quatro airbags, ar-condicionado com filtro de poeira e pólen, computador de bordo com display multifuncional plus, controles eletrônicos de estabilidade (ESC) e tração (ASR), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS), faróis duplos, Isofix/Top Tether, rodas de aço aro 15 polegadas com pneus 185/65 R15, travamento elétrico e remoto das portas, porta-malas e tampa de combustível, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch nos dianteiros e volante multifuncional. O Polo 1.6 MSI não tem preparação/instalação de telefone móvel e nem rádio, mas traz chicote para quatro alto-falantes. Conclusão: o pacote de equipamentos do Pulse Drive 1.3 manual é mais completo.

O Chevrolet Onix na versão LT é equipado com motor 1.0 turbo de 116cv de potência máxima

CHEVROLET ONIX A versão do Chevrolet Onix que tem preço mais próximo ao do Fiat Pulse Drive 1.3 manual é a LT Turbo, que custa R$ 77.790. O hatch traz sob o capô o motor 1.0 turbo que desenvolve 116cv (g/e) e torque máximo de 16,8kgfm a 2.000rpm, associado ao câmbio manual de seis marchas. Ou seja, números melhores do que o do SUV compacto. Até mesmo os números de consumo de combustível do modelo Chevrolet são mais otimistas do que os do SUV da Fiat. O Onix é maior no comprimento e na distância entre-eixos, mas é mais estreito, mais baixo e tem altura em relação ao solo menor também. Outro ponto que o Pulse leva vantagem em relação ao hatch da Chevrolet é o porta-malas. São 370 litros do SUV compacto contra 275 litros do hatch premium.

O Chevrolet Onix é maior no comprimento e na distância entre-eixos em relação ao Fiat Pulse

Na lista de equipamentos de série, o Onix LT oferece algumas vantagens, a começar pelos seis airbags (duplo frontal, duplo laterais e duplo de cortina). Mas essa versão do hatch traz ainda controle eletrônico de estabilidade e tração, regulagem de altura dos faróis, Isofix e Top Tether, sistema de freios com ABS, distribuição de frenagem (EBD) e assistência de frenagem de urgência (PBA), sistema de imobilização do motor, rodas de liga leve de 15 polegadas, ar-condicionado, assistente de partida em aclive, chave tipo canivete dobrável, computador de bordo, controlador de limite de velocidade, comandos do rádio e celular no volante, painel de instrumentos com tela de 3,5 polegadas, sistema de luz "siga-me", Chevrolet MyLink com tela LCD tátil de oito polegadas, integração com smartphones por meio do Android Auto e Apple CarPlay, rádio AM/FM, função áudio Streaming, Bluetooth para até dois celulares simultaneamente e entrada USB, e quatro alto-falantes. Na prática, o Onix LT custa R$ 2.200 a menos, tem motor mais potente e mais econômico, traz seis airbags e lista de equipamentos semelhante à do Pulse Drive, que traz a vantagem do porta-malas maior.

O hatch compacto Hyundai HB20 é o que tem as dimensões menores se comparado ao Pulse

HYUNDAI HB20 Outro hatch compacto premium que tem preço semelhante ao do Fiat Pulse Drive 1.3 é o Hyundai HB20 Platinum 1.0 TGDI, vendido por R$ 81.790. Ele também leva vantagem no motor em relação ao 1.3 Firefly da Fiat. Trata-se de um 1.0 turbo, que desenvolve 120cv (g/e) e 17,5kgfm de torque (g/e), e é associado ao câmbio manual. No consumo de combustível, o modelo da Fiat leva pequena vantagem em relação ao HB20. O hatch da marca coreana tem a mesma distância entre-eixos do Pulse (2,53m), mas é um pouco menor, mas baixo e mais estreito, com porta-malas de 300 litros.

Mas o motor que equipa o Hyundai HB20 é um 1.0 turbo de 120cv e 17,5kgfm de torque

A versão Platinum do HB20 traz entre os principais itens de série faróis com refletor e máscara negra, rodas de liga leve diamantada de 15 polegadas, painel de instrumentos com tela digital Supervision Cluster Evolution, quatro airbags, freios ABS com EBD, controles de estabilidade (ESP) e tração (TCS), sinalização de frenagem de emergência (ESS), assistente de partida em rampa (HAC), câmera de ré, monitoramento da traseira via câmera (DRVM), alarme perimétrico, Isofix com top tether, ar-condicionado digital, chave principal tipo canivete com telecomando de travamento das portas e porta-malas, travamento automático das portas e do porta-malas a 20km/h, computador de bordo com sete funções, console de teto com luzes de leitura, sensor crepuscular, sensor de estacionamento traseiro, faróis com funções welcome e escort, USB para carregamento rápido de celular, multimídia blueMedia com tela tátil flutuante de oito polegadas, conectividade com smartphone Apple CarPlay e Android Auto, conexão Bluetooth com streaming de áudio, MP3 Player, conexão USB, comandos de áudio e Bluetooth no volante, Bluelink sistema de carro conectado com serviços de prevenção ao roubo, assistência 24h, controles remotos do veículo, diagnóstico do veículo e alertas de uso do veículo e quatro alto-falantes. Dos hatches citados, o HB20 é o menor diante do Pulse, mas, mesmo assim, pode convencer pelo conjunto mecânico e conteúdo.