Novo Renault Duster tira nota zero no teste de impacto do Latin NCAP

Com apenas dois airbags e ainda com vazamento de combustível, SUV compacto da marca francesa demonstra fragilidade na segurança

Novo Renault Duster tira nota zero no teste de impacto do Latin NCAP Com apenas dois airbags e ainda com vazamento de combustível, SUV compacto da marca francesa demonstra fragilidade na segurança

 

O Latin NCAP divulgou hoje os resultados dos testes de impacto do novo Renault Duster, SUV compacto produzido em São José dos Pinhais (PR) que recebeu discreta reestilização no início de 2020. Relatório da entidade revela que modelo com apenas dois airbags não apresentou proteção suficiente aos ocupantes e que um vazamento de combustível deixou a situação ainda mais grave. Com isso, o Latin NCAP deu nota zero ao Duster, contrariando a Renault, que alega que o modelo já havia sido aprovado anteriormente pela entidade.

De acordo com o Latin NCAP, no teste de impacto lateral foi registrada invasão acentuada da coluna B, além de abertura da porta dianteira do lado do passageiro, resultando em proteção ruim para o tórax do ocupante. Já a proteção para cabeça, abdome e pelve foi considerada boa.

 
Em relação ao motorista, o Latin NCAP revelou que a proteção à cabeça e pescoço foi considerada boa, mas a do tórax ruim. A proteção aos joelhos do motorista e passageiro também foi considerada ruim, já que são projetados contra estrutura rígida do painel. A estrutura do habitáculo e a área dos pés foram consideradas instáveis.

Um detalhe grave foi que o Latin NCAP constatou vazamento de combustível quando o veículo foi submetido ao teste de colisão frontal. Por esse motivo, a entidade recomendou a Renault a recolher todas as unidades comercializadas no mercado brasileiro, pois trata-se de um problema muito grave. O Duster recebeu nota baixa ainda no teste Whiplash, apresentando baixa proteção para o pescoço dos adultos.

A Renault alega que o Duster testado agora pelo Latin NCAP tem os mesmos conteúdos de segurança do veículo que recebeu quatro estrelas na proteção para adultos e três estrelas para crianças em teste realizado em 2019. A fabricante ainda havia anunciado que o modelo recebeu reforços estruturais e melhorias no sistema de segurança, mas, pelo jeito, não foram medidas suficientes para atender os requisitos exigidos pelo Latin NCAP. A marca francesa afirma que atende a todas as regulamentações exigidas nos países onde comercializa seus modelos.