Modelos clássicos da Volkswagen do Brasil participam de rali na Alemanha

Esportivos que só foram fabricados por aqui, como Volkswagen SP2 e Karmann-Ghia TC, desfilam por 580 quilômetros na 17ª edição do Sachsen Classic

Modelos clássicos da Volkswagen do Brasil participam de rali na Alemanha Esportivos que só foram fabricados por aqui, como Volkswagen SP2 e Karmann-Ghia TC, desfilam por 580 quilômetros na 17ª edição do Sachsen Classic
Volkswagen SP2 1974

Dois cupês exclusivos da Volkswagen brasileira participam do Sachsen Classic, rali de regularidade destinado a modelos esportivos fabricados até 1976, que acontece entre 22 e 24 de agosto na Alemanha. O primeiro é um SP2 1974, modelo fabricado apenas no Brasil. Ao todo, entre os anos 1972 e 1976, foram produzidos cerca de 11 mil unidades do cupê. Se por aqui já é difícil encontrar um exemplar, imagine na Alemanha? Além de se apreciar as linhas originais desse modelo exótico, o que podemos esperar do seu desempenho no asfalto? Afinal de contas, naquela época o motor boxer 1.7 com dupla carburação entregava apenas 75cv de potência, com velocidade máxima de 153km/h.

O outro exemplar nacional é o Karmann-Ghia TC, um fastback lançado no fim de 1970. Com clara inspiração no Porsche 911, o modelo foi desenhado na Itália pela Italdesign. Mas o TC foi vendido apenas no Brasil,  trazendo sob a tampa traseira o motor 1.6 litro plano, como na Variant. Ele chegou a coexistir no mercado por alguns meses com o Karmann-Ghia clássico, mas não durou muito, saindo de cena em 1975. O veículo era fabricado pela Karmann-Ghia do Brasil.

Volkswagen Karmann-Ghia TC

Uma velha conhecida dos brasileiros participa do rali, mas não como competidora. Tratam-se de duas versões especiais da VW Kombi T2 adaptadas como lanchonetes, que ficarão na chegada, em Leipzig, no sábado. Enquanto a Volkswagen Currywurst Van vai carregar uma preciosa carga de salsichas com molho picante especial, a Volkswagen Classic Ice Cream Van vai abastecer os participantes de sorvete.

Volkswagen Scirocco I SL 1981

Outros três cupês exclusivos da Volkswagen Classic participarão do Sachsen Classic, a começar pelo Karmann-Ghia Tipo 14 Coupé 1974 na rara cor amarelo saturno metálico. Também participam em caráter especial, devido ao ano de fabricação, dois Volkswagen arrefecidos a água dos anos 1980: o Scirocco I SL de 1981, uma edição especial com rodas esportivas de alumínio, defletor dianteiro e adesivos decorativos metálicos; e o Passat B2 CL Formula E, que traz o "E" como uma alusão à economia de combustível, já que o veículo contava com sistema start-stop em 1983.

Volkswagen Karmann-Ghia Tipo 14 Coupé 1974

 A 17ª edição do Rali da Saxônia ocorre entre as cidades de Dresden e Leipzig, um percurso de pouco menos de 580 quilômetros através de regiões atraentes como a Suíça Saxônica, as Montanhas Minerais, a região dos castelos e reservas naturais da Saxônia. A região tem uma longa tradição relacionada ao automóvel. Desde a década de 1990, esse estado independente da Alemanha abriga a sede do Grupo Volkswagen, que possui instalações em Zwickau, Chemnitz, Dresden e Leipzig, além da marca Skoda na vizinha República Checa. Por isso, a Volkswagen tem dado apoio ao rali Sachsen Classic desde seu início.

Volkswagen Passat B2 CL Formula E 1983


EXPOSIÇÃO
No início do mês, a Volkswagen levou para a 14° edição do Schloss Dyck Classic Days, também na Alemanha, a exposição “Feito no Brasil – Born local”. No estande, modelos da Volkswagen do Brasil como o SP2 (1976), Brasilia (1980) e a Kombi Last Edition, de 2013, foram o destaque e disputaram a atenção em meio a clássicos da Porsche, Audi, Bentley e Bugatti. E, para mostrar a versatilidade do conjunto mecânico e do chassi do Fusca, o estande também expôs um Gurgel X-12 (1978), um dos muitos modelos derivados do Fusca produzidos nos anos 1970 e 1980.

Modelos da Volkswagen do Brasil que foram expostos no Schloss Dyck Classic Days: SP2 (1976), Brasilia (1980), Kombi Last Edition (2013) e até um Gurgel X-12 (1978)

“Em 2019 a Volkswagen do Brasil celebra os 60 anos de inauguração da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo. Essa é uma excelente oportunidade para mostrarmos aos visitantes do Classic Days modelos exclusivos feitos somente no Brasil. São veículos especialmente selecionados do nosso museu, o ZeitHaus, na Autostadt”, comentou Roland Clement, CEO da Autostadt, a Cidade do Automóvel do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg. O ZeitHaus é o museu de automóvel mais visitado da Alemanha.