UAI

Modelos clássicos da Volkswagen do Brasil participam de rali na Alemanha

Esportivos que só foram fabricados por aqui, como Volkswagen SP2 e Karmann-Ghia TC, desfilam por 580 quilômetros na 17ª edição do Sachsen Classic

Publicidade
SIGA NO google-news-logo
Modelos clássicos da Volkswagen do Brasil participam de rali na Alemanha
Leilão acontecerá no dia 17 de novembro Fotos: RM Sotheby’s/Divulgação

Volkswagen SP2 1974


Dois cupês exclusivos da Volkswagen brasileira participam do Sachsen Classic, rali de regularidade destinado a modelos esportivos fabricados até 1976, que acontece entre 22 e 24 de agosto na Alemanha. O primeiro é um SP2 1974, modelo fabricado apenas no Brasil. Ao todo, entre os anos 1972 e 1976, foram produzidos cerca de 11 mil unidades do cupê. Se por aqui já é difícil encontrar um exemplar, imagine na Alemanha? Além de se apreciar as linhas originais desse modelo exótico, o que podemos esperar do seu desempenho no asfalto? Afinal de contas, naquela época o motor boxer 1.7 com dupla carburação entregava apenas 75cv de potência, com velocidade máxima de 153km/h.


O outro exemplar nacional é o Karmann-Ghia TC, um fastback lançado no fim de 1970. Com clara inspiração no Porsche 911, o modelo foi desenhado na Itália pela Italdesign. Mas o TC foi vendido apenas no Brasil,  trazendo sob a tampa traseira o motor 1.6 litro plano, como na Variant. Ele chegou a coexistir no mercado por alguns meses com o Karmann-Ghia clássico, mas não durou muito, saindo de cena em 1975. O veículo era fabricado pela Karmann-Ghia do Brasil.

Volkswagen Karmann-Ghia TC


Uma velha conhecida dos brasileiros participa do rali, mas não como competidora. Tratam-se de duas versões especiais da VW Kombi T2 adaptadas como lanchonetes, que ficarão na chegada, em Leipzig, no sábado. Enquanto a Volkswagen Currywurst Van vai carregar uma preciosa carga de salsichas com molho picante especial, a Volkswagen Classic Ice Cream Van vai abastecer os participantes de sorvete.

Volkswagen Scirocco I SL 1981


Outros três cupês exclusivos da Volkswagen Classic participarão do Sachsen Classic, a começar pelo Karmann-Ghia Tipo 14 Coupé 1974 na rara cor amarelo saturno metálico. Também participam em caráter especial, devido ao ano de fabricação, dois Volkswagen arrefecidos a água dos anos 1980: o Scirocco I SL de 1981, uma edição especial com rodas esportivas de alumínio, defletor dianteiro e adesivos decorativos metálicos; e o Passat B2 CL Formula E, que traz o "E" como uma alusão à economia de combustível, já que o veículo contava com sistema start-stop em 1983.

Volkswagen Karmann-Ghia Tipo 14 Coupé 1974


 A 17ª edição do Rali da Saxônia ocorre entre as cidades de Dresden e Leipzig, um percurso de pouco menos de 580 quilômetros através de regiões atraentes como a Suíça Saxônica, as Montanhas Minerais, a região dos castelos e reservas naturais da Saxônia. A região tem uma longa tradição relacionada ao automóvel. Desde a década de 1990, esse estado independente da Alemanha abriga a sede do Grupo Volkswagen, que possui instalações em Zwickau, Chemnitz, Dresden e Leipzig, além da marca Skoda na vizinha República Checa. Por isso, a Volkswagen tem dado apoio ao rali Sachsen Classic desde seu início.

Volkswagen Passat B2 CL Formula E 1983


EXPOSIÇÃO
No início do mês, a Volkswagen levou para a 14° edição do Schloss Dyck Classic Days, também na Alemanha, a exposição “Feito no Brasil – Born local”. No estande, modelos da Volkswagen do Brasil como o SP2 (1976), Brasilia (1980) e a Kombi Last Edition, de 2013, foram o destaque e disputaram a atenção em meio a clássicos da Porsche, Audi, Bentley e Bugatti. E, para mostrar a versatilidade do conjunto mecânico e do chassi do Fusca, o estande também expôs um Gurgel X-12 (1978), um dos muitos modelos derivados do Fusca produzidos nos anos 1970 e 1980.

Modelos da Volkswagen do Brasil que foram expostos no Schloss Dyck Classic Days: SP2 (1976), Brasilia (1980), Kombi Last Edition (2013) e até um Gurgel X-12 (1978)


“Em 2019 a Volkswagen do Brasil celebra os 60 anos de inauguração da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo. Essa é uma excelente oportunidade para mostrarmos aos visitantes do Classic Days modelos exclusivos feitos somente no Brasil. São veículos especialmente selecionados do nosso museu, o ZeitHaus, na Autostadt”, comentou Roland Clement, CEO da Autostadt, a Cidade do Automóvel do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg. O ZeitHaus é o museu de automóvel mais visitado da Alemanha.