Kombi ganha série especial Last Edition por R$ 85 mil

Utilitário completa 56 anos de fabricação no Brasil com edição especial com apenas 600 unidades

Utilitário tem pintura retrô em azul e branco

A Volkswagen anunciou nesta quarta-feira uma série especial da veterana Kombi. Trata-se da “Last Edition”, em homenagem aos 56 anos de fabricação do modelo no Brasil. Serão apenas 600 unidades, todas numeradas e com certificado de autenticidade. O utilitário tem preço de colecionador: R$ 85 mil.

Veja fotos da Kombi Last Edition!

A Kombi tem detalhes exclusivos, com destaque na pintura “saia e blusa”, que era comum na primeira geração, produzida até 1975. A lateral do veículo é azul, como as colunas e teto em branco. Na parte posterior da traseira, um logotipo especial “56”, identifica a série especial. Rodas e calotas são pintadas de branco, além de pneus com a faixa branca.

Charme: cortinas de fábrica, calotas e pneu com faixa branca

No interior, acabamento de luxo (na comparação com o modelo comum). Os bancos tem forração em vinil azul Atlanta, com faixas centrais brancas. Na parte traseira dos bancos, acabamento em vinil cinza. Assoalho e porta-malas têm revestimento em carpete especial. A Kombi vem de fábrica com cortinas, com a logo "Kombi" bordada nas braçadeiras.

No painel, o quadro de instrumentos recebeu uma grafia especial em homenagem à Last Edition. Há ainda uma etiqueta metálica com a numeração de cada uma das unidades. Para incrementar ainda mais a Kombi, um som de série com MP3,  entrada auxiliar e luzes de LED.

Setas com cristal branco

No motor, o mesmo 1.4 EA111 flex, capaz de render até 78 cavalos com gasolina ou 80 cv com etanol. O torque da Kombi é de 12,7 kgfm com etanol, a 3.500 rpm. A caixa é de quatro marchas.

História

A Kombi, produzida 100% no Brasil desde 2 de setembro de 1957, tem um recorde. A “Velha Senhora”, como também é conhecida, é o veículo com maior longevidade da indústria automobilística mundial. Em 1975, ganhou uma reestilização com mudanças na dianteira.

A segunda geração brasileira veio em 1997, equiparando-se com o modelo da década de 70 na Europa. Em 2005, abandonou o clássico motor refrigerado a ar e ganhou o atual 1.4 flex. De 1957 até julho deste ano foram produzidas 1.551.140 unidades na planta de São Bernardo do Campo. Atualmente, a Kombi tem valores a partir dos R$ 46,7 mil, preço imbatível contra as opções de outros fabricantes.

A Volkswagen não confirmou oficialmente o fim da sua produção, mas o veículo não atenderá mais os requisitos de segurnça do Brasil em 2014. Neste ano, todos os modelos 0 km deverão sair de fábrica com freios ABS e airbag duplo, itens que a Kombi brasileira não dispõe. Com as boas vendas do modelo no Brasil, a marca alemã estuda uma sucessora. 

Logotipos especiais identificam a derradeira versão da Kombi