Hyundai apresenta novo HB20 com preços a partir de R$ 46.490 para o hatch e R$ 55.390 para o sedã

Linha 2020 dos modelos chega ao mercado com mudanças no visual, nas dimensões, na motorização e no conteúdo. O HB20 hatch será o primeiro a chegar, em outubro

Hyundai apresenta novo HB20 com preços a partir de R$ 46.490 para o hatch e R$ 55.390 para o sedã Linha 2020 dos modelos chega ao mercado com mudanças no visual, nas dimensões, na motorização e no conteúdo. O HB20 hatch será o primeiro a chegar, em outubro
Nova família Hyundai HB20

De Comandatuba (BA)* – O segmento de carros mais concorrido do mercado brasileiro está passando por uma real transformação, com a chegada de novas gerações e modelos reestilizados. Trata-se do segmento de compactos, que representa uma significativa fatia de mercado. O líder, Chevrolet Onix, passou por uma mudança profunda, e agora é a vez do Hyundai HB20, que chega com alterações no estilo, no conteúdo e no conjunto mecânico. Se o visual gerou polêmica, o motor 1.0 turbo com injeção direta e 120cv, uma das opções disponíveis, causou boa impressão. As alterações foram estendidas ao hatch, ao sedã e à versão aventureira HB20X. A versão de entrada equipada com motor 1.0 aspirado e câmbio manual chega por R$ 46.490, ou seja, R$ 2 mil mais barato que o Chevrolet Onix.

Desde que foi lançado no Brasil em 2012, o Hyundai HB20 começou a trilhar uma história bem-sucedida, muito embasada no visual ousado em relação à concorrência então ultrapassada, e no generoso pacote de conteúdo, que foi um grande atrativo. De lá para cá, o modelo vendeu 1,1 milhão de unidades no mercado brasileiro, e atualmente ocupa a segunda colocação no segmento de compactos premium com pouco mais de 70 mil unidades emplacadas de janeiro a agosto, bem atrás do líder Chevrolet Onix, com quase 160 mil.  A lista de mais vendidos traz em seguida o Ford Ka, Fiat Argo e Volkswagen Polo.

Novo HB20

Para não perder o trem da história e acompanhar a atualização da concorrênia, a Hyundai resolveu fazer a primeira mudança significativa no HB20, que é chamada pela marca de segunda geração do modelo. Mas, na verdade, a plataforma é a mesma da geração atual, porém com algumas modificações. A primeira diz respeito às dimensões, que estão maiores. O hatch cresceu 20mm no comprimento, chegando a 3,94m, e 30mm na distância entre-eixos, que agora é de 2,53m. A largura, 1,72m, e a altura, 1,47m, também cresceram. Só o porta-malas continua com 300 litros de capacidade. A estrutura da carroceria também foi modificada e agora passa a contar com 30% de aço de ultra resistência, além de reforços para colisões laterais.

HB20S

O sedã HB20S tem 4,26m de comprimento, 1,72m de largura, 1,47m de altura e os mesmos 2,53m de distância entre-eixos. Porém, o porta-malas do três-volumes subiu de 450 para 475 litros, um ganho razoável. Já o HB20X é um pouco maior que o hatch normal, com 3,97m de comprimento, mais largo, 1,74m, e mais alto, 1,54m. A altura em relação ao solo também é maior, 21,1cm, enquanto nas versões convencionais do hatch é de 16cm.

HB20X

VISUAL Um dos pontos fortes do HB20 desde o seu lançamento em 2012 sempre foi o seu design, considerado ousado para a época, já que a concorrência não trazia nada inovador. Agora, para mexer nas linhas do modelo a montadora enfrentou uma situação delicada, mas resolveu arriscar. A aposta foi ter como base as formas do novo Sonata, com linhas mais fluidas e alongadas, para passar a impressão de maior volume e esportividade. Na prática, o resultado tem dividido opniões e as primeiras fotos do modelo divulgadas causaram reações diversas, algumas de descontentamento por parte de alguns fãs do modelo.

Novo HB20

A frente é basicamente a mesma para o hatch e o sedã, com pequenas alterações dependendo da versão. Os modelos ganharam uma grade maior, em forma de boca, mas para alguns, com expressão triste, como a do arqui-inimigo do Batman, o Coringa. A molduara é cromada com o interior quadriculado em preto. No sedã, o interior da grade tem filetes cromados. O nicho dos faróis de neblina é triangular e fica na extremidade do para-choque, que tem novo desenho e uma faixa preta na base. Os farós têm desenho triangular com um único projetor e luz de posição em LED.

Novo HB20

O capô ficou um pouco mais abaulado, com vincos nas laterais, e o para-brisa está mais inclinado. Nas laterais, percebe-se a área envidraçada mais estreita e alongada na parte traseira, em decorrência da descaída do teto. No hatch, a moldura das janelas se estende até a coluna C, onde forma um elemento em X, que proporciona a sensação de teto flutuante. As laterais são marcadas por vincos, sendo um acima da maçaneta da porta dianteira, seguindo até a porta traseira, onde tem uma descaída. Na parte inferior das portas, outros vincos conferem um aspecto volumoso. A traseira é vincada, com formas salientes, e as lanternas têm novo desenho, invadindo as laterais e a tampa do porta-malas.

HB20S

O sedã tem linha de teto ainda mais baixa na traseira, prolongando a extensão do carro, sensação ampliada graças à inclinação acentuada do vidro. Essas características somadas à traseira curta, conferem ao sedã um discreto ar de cupê. As lanternas traseiras são mais estreitas e horizontalizadas, e também invadem as laterais e a tampa do porta-malas, que tem um defletor de ar na extremidade.

HB20X

O aventureiro HB20X tem o visual diferenciado, principalmente pelas molduras nas caixas de rodas, mas estas não se comunicam com os elementos de plástico fixados na base das portas. De acordo com os designers da marca, a ideia foi buscar uma certa assimetria para fugir do lugar comum. O resultado também divide opiniões. O hatch aventureiro traz ainda rack de teto com barra cromada, para-choques com desenho diferente e com skis na cor cinza, e lanterna traseira com elemento interno em X.

Novo HB20

Por dentro, o novo HB20 tem painel com predominância do plástico duro, mas de boa aparência e montagem cuidadosa. As versões básicas trazem painel com instrumentos analógicos e uma pequena tela digital para o computador de bordo. Já nas versões superiores, o painel traz apenas um elemento analógico e uma tela digital maior, com mais informações para o motorista. A versão básica tem rádio simples, mas existe a opção de sistema multimídia com tela flutuante de oito polegadas, com Apple CarPlay e conectividade com Google Maps, Spotify e Waze, câmera de ré, sistema de monitoramento de visão traseira e entrada USB para carregamento rápido de celular.

HB20S

O interior do HB20 hatch é em plástico e tecido pretos, mas tem a opção do acabamento marrom, inclusive no couro que reveste os bancos. Já o sedã tem o interior em dois tons de cinza, com o couro que reveste os bancos na mesma cor, porém ainda mais claro. O HB20X tem acabamento em preto, mas com detalhes em alaranjado. Os modelos podem ser equipados com rodas de aço e calotas de 14 e 15 polegadas, ou de liga leve de 15 e 16 polegadas, com opções diamantadas.

Novo motor 1.0 turbo tem 120cv

CONJUNTO MECÂNICO As versões de entrada do HB20 são equipadas com o motor Kappa 1.0, três-cilindros, de 12 válvulas, que desenvolve 75cv com gasolina e 80cv com etanol. Os torques são de 9,4kgfm (g) e 10,2kgfm (e), sendo que o motor dispensa o uso do sistema de partida a frio. Ele pode ser associado ao câmbio manual de cinco marchas. Com esse conjunto, o HB20 hatch faz 12,8km/l na cidade e 14,6km/l na estrada, com gasolina. Com etanol os números caem para 9,1km/l na cidade e 10,1km/l na estrada.

Mas o modelo tem ainda a opção do motor 1.0 Kappa Turbo, também três cilindros, com potência de 120cv (g/e) e 17,5kgfm de torque já a 1.500rpm. Esse motor está sempre associado ao câmbio automático de seis velocidades, com opções de trocas sequenciais também por meio das aletas atrás do volante. Com esse conjunto o hatch apresenta consumo de 11,8km/l na cidade e 14,2km/l na estrada, com gasolina. Com etanol, 8,2km/l na cidade e 10,2km/l na estrada. Com o sistema start/stop esses números ficam um pouco melhores.

HB20X

O Hyundai HB20X tem apenas a opção do motor quatro cilindros 1.6 16V, que desenvolve potências de 123cv com gasolina e 130cv com etanol. O torque é de 16kgfm com gasolina e 16,5kgfm com etanol. O modelo pode ser equipado com câmbio manual de seis marchas ou automático sequencial de seis velocidades. Tanto o HB20 hatch quanto o sedã também podem ser equipados com esse mesmo motor 1.6, com as duas opções de câmbio.

Novo HB20

TECNOLOGIA No quesito tecnologia, o novo HB20 traz algumas novidades, como o sistema de alerta e frenagem autônomo, que é opcional. Com uma câmera localizada no para-brisa, o sistema detecta a presença de um objeto ou pessoa na frente do carro, que se estiver a uma velocidade de até 50km/h, consegue pará-lo totalmente. O modelo traz ainda o sistema de alerta de mudança de faixa, que avisa o motorista com sinais luminosos e sonoros, quatro airbags (nas versões equipadas com motor turbo e na 1.6 Launch Edition), controle de tração e estabilidade, auxílio de partida em rampa, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e pontos de fixação de cadeiras infantis Isofix e TopTether.

Nova família Hyundai HB20


VERSÕES
O hatch tem como versão de entrada a Sense 1.0, que custa R$ 46.490, e traz entre os principais itens de série direção com assistência elétrica, ar-condicionado, volante multifuncional, vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com ajuste de altura. Já a versão Vision 1.0 (R$ 50.490) acrescenta retrovisores elétricos, sistema multimídia, chave canivete e vidros elétricos. O HB20 Evolution 1.0 custa R$ 53.790 e já traz rodas de liga leve, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e sensor de estacionamento. Os HB20 Vision 1.6 tem preços que vão de R$ 57.990 (câmbio manual) a R$ 62.790 (automático). A versão 1.0 turbo Evolution custa R$ 67.190, enquanto a Diamond, mais completa, chega a R$ 73.590, e a Diamond Plus sobe para R$ 77.990.

HB20S

A Hyundai oferece ainda a versão Launch Edition 1.6 automático por R$ 69.990. O sedã tem preços que vão de R$ 55.390 a R$ 81.290. Já o HB20X começa de R$ 62.990 e vai a R$ 79.590. O HB20 hatch será o primeiro a chegar no mercado, em outubro, e os demais virão em seguida. O modelo continua com cinco anos de garantia e preços de revisão bem competitivos. A Hyundai não esconde sua intenção de assumir a liderança do mercado com a linha 2020 do HB20. É esperar pra ver.

(*) Jornalista viajou a convite da Hyundai do Brasil