Cresce o volume de emplacamentos de automóveis em maio, mas, no ano, continua em queda

Fenabrave registra crescimento nas vendas em maio comparando com abril, mas no acumulado do ano a queda é de quase 40% diante dos números de 2019

Cresce o volume de emplacamentos de automóveis em maio, mas, no ano, continua em queda Fenabrave registra crescimento nas vendas em maio comparando com abril, mas no acumulado do ano a queda é de quase 40% diante dos números de 2019

Na soma de automóveis e comerciais leves, no acumulado do ano, a GM leva a melhor, com 17,91% de participação

 

Depois de amargar um mês de abril com volumes baixíssimos de emplacamentos em decorrência das restrições impostas pela COVID-19, o mercado de automóveis e comerciais leves no Brasil voltou a respirar, mas ainda por aparelhos. De acordo com o relatório mensal da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o segmento de automóveis registrou um crescimento de quase 12% em comparação com o número anotado em abril.

Em maio, foram emplacados 44.139 automóveis, contra as 39.493 unidades de abril, representando um crescimento de 11,76%. Mas se compararmos com maio de 2019, que teve 198.756 unidades emplacadas, a queda foi de 77,79%. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, foram emplacados 534.554 automóveis, contra 884.569 em igual período do ano passado, representando um decréscimo de 39,57%.

De acordo com o relatório da Fenabrave, no acumulado do ano a General Motors lidera no segmento de automóveis com 19,50% de participação, seguida por Volkswagen (15,94%), Fiat (9,43%), Hyundai (9,40%) e Ford (8,56%). No segmento de comerciais leves, nos cinco primeiros meses do ano a liderança está com a Fiat, com 39,67%, e logo depois aparecem a VW (16,18%), Toyota (11,91%), GM (9,56%) e Ford (6,60%). Na soma de automóveis e comerciais leves, no acumulado do ano, a GM leva a melhor, com 17,91%, seguida por VW (15,98%), Fiat (14,43%), Ford (8,24%) e Hyundai (8,09%).

No ranking geral, o sedã Onix Plus está em segundo lugar, com 28.416 unidades emplacadas de janeiro a maio

LÍDER No ranking dos modelos mais emplacados, não houve alteração na liderança, mas ocorreram algumas mudanças nas demais posições. No acumulado do ano, o Chevrolet Onix continua isolado na dianteira, com 54.036 unidades emplacadas, seguido pelo sedã Onix Plus (28.416), Hyundai HB20 (27.052), Ford Ka (26.180), VW Gol (20.919), Renault Kwid (20.101), Fiat Argo (19.724), VW Polo (17.515), Jeep Renegade (16.618) e o VW T-Cross (15.133). O curioso no ranking dos 10 mais é ver o Gol, projeto ultrapassado da VW, vendendo mais do que o Polo e muitos concorrentes de peso. A GM garante as primeiras posições com o Onix hatch e sedã, enquanto HB20 e Ka brigam pela terceira posição.

A picape Fiat Strada, que será renovada, mantém a liderança no segmento de comerciais leves

No segmento de comerciais leves, a picape Fiat Strada, que terá nova geração lançada no dia 26, permanece na liderança com 19.021 unidades emplacadas nos cinco primeiros meses do ano. Em seguida, aparece outro modelo da Fiat, a intermediária Toro, com 16.744 unidades, a Toyota Hilux (12.612), a Volkswagen Saveiro (10.875) e a Chevrolet S10 (8.132).

O velho VW Gol é o quinto modelo mais vendido no ranking geral e o primeiro entre os compactos de entrada

DE ENTRADA O VW Gol, além de ser o quinto mais vendido no ranking geral, é o primeiro entre os modelos de entrada, com 20.919 unidades emplacadas nos cinco primeiros meses do ano. Depois dele, aparecem o Renault Kwid (20.101), o Fiat Mobi (14.446), Fiat Uno (4.454) e Toyota Etios (4.065). É bem verdade que o Kwid está colado no velho Gol, e se for analisado em seu segmento, de subcompactos, está isolado na primeira posição.

O Chevrolet Onix hatch é o modelo mais vendido no Brasil, com 54.036 unidades emplacadas

HATCHES COMPACTOS No segmento de maior volume no Brasil quem canta de galo há tempos é o Chevrolet Onix, com 54.036 unidades emplacadas de janeiro a maio, cerca de 31% de participação. No segundo lugar aparece o Hyundai HB20, com 27.052 unidades, praticamente a metade do volume do Onix. A lista segue com o Ford Ka, que teve 26.180 unidades emplacadas, Fiat Argo (19.724) e VW Polo (17.515).

No enfraquecido segmento dos hatches médios, o Chevrolet Cruze atua praticamente sozinho

HATCHES MÉDIOS É um segmento que anda cada vez mais esquecido e corre o risco de desaparecer. O líder é o Chevrolet Cruze, que teve 73 unidades emplacadas em abril, 166 em maio, e 1.492 nos cinco primeiros meses do ano. Ele é seguido pelo Mercedes-Benz Classe A, que no acumulado do ano emplacou 98 unidades. Depois aparecem BMW 118i (65 unidades), Audi A3 (62) e o VW Golf (21). O hatch médio da VW atualmente é oferecido somente na versão híbrida plug-in GTE no mercado brasileiro, sendo que em maio foram vendidas apenas duas unidades. Triste fim de um segmento que já teve seus momentos de glória por aqui.

A liderança no segmento dos sedãs pequenos está com o Ford Ka Sedan, com 11.183 unidades emplacadas no acumulado do ano

SEDÃS PEQUENOS É outro segmento que já não tem mais volumes tão significativos. No acumulado do ano, a liderança está com o Ford Ka Sedan, com 11.183 unidades emplacadas. Em seguida, aparecem Hyundai HB20S (8.031), Nissan Versa (5.817), VW Voyage (5.625) e Renault Logan (5.167). Já no segmento de sedãs compactos premium, os números oscilam, com diferenças significativas entre os modelos do ranking. A liderança está com o Chevrolet Onix Plus, que nos cinco primeiros meses do ano emplacou 28.416 unidades, seguido de VW Virtus (10.358), Fiat Cronos (6.365), Toyota Yaris Sedan (5.128) e Honda City (2.768).

O imbatível Toyota Corolla emplacou 14.792 unidades no acumulado do ano até maio

SEDÃS MÉDIOS Este, que também já foi um segmento muito mais cobiçado, perdeu muito espaço para os SUVs. E a liderança continua nas mãos do imbatível Toyota Corolla, que emplacou 14.792 unidades no acumulado do ano. Bem distante, na segunda posição vem o Honda Civic, com 5.976 unidades emplacadas, seguido do Chevrolet Cruze Sedan (4.520), VW Jetta (2.021) e Mercedes-Benz Classe C (773). Ou seja, o Corolla navega em águas tranquilas, sem ameaça da concorrência.

Com 15.133 unidades emplacadas até maio, o VW T-Cross desbancou o médio Jeep Compass e começa a se aproximar do líder Renegade

SUVs São muitas opções no segmento, mas os que mais vendem no mercado brasileiro são os compactos. O Jeep Renegade é o líder, com 16.618 unidades emplacadas de janeiro a maio, mas já começa a ser ameaçado pelo VW T-Cross, que no mesmo período vendeu 15.133 unidades, desbancando o médio Jeep Compass (14.403), que por muito tempo ocupou a segunda posição no ranking geral. A lista segue com o Nissan Kicks (13.926), Hyundai Creta (13.418), Honda HR-V (10.573), Ford EcoSport (8.158), Chevrolet Tracker (7.160), Renault Duster (4.918) e Citroën Cactus (4.006). A expectativa no segmento de SUVs compactos gira em torno do Chevrolet Tracker, que passou por mudanças significativas e traz boa relação custo/benefício.