Confira alguns cuidados com o carro para não ficar a pé neste inverno

Estação exige mais do sistema elétrico e do reservatório de partida a frio. Lembre-se, se o veículo não ligar, você pode não estar no conforto da sua garagem

Confira alguns cuidados com o carro para não ficar a pé neste inverno Estação exige mais do sistema elétrico e do reservatório de partida a frio. Lembre-se, se o veículo não ligar, você pode não estar no conforto da sua garagem

As baixas temperaturas anunciam que já estamos no inverno. Se você toma cuidados para amenizar os efeitos do frio no seu corpo, seu carro também precisa de atenção para não te deixar a pé. Mas, calma, não é coisa muito complicada. Basta ficar de olho na manutenção de sistemas, como o reservatório de partida a frio (se for o caso do seu carro) e a parte elétrica, que você e seu carro vão ficar aquecidos nesta estação.

TANQUINHO Além dos modelos flex mais velhinhos, alguns veículos novos ainda trazem o tanquinho de partida a frio, como alguns da linha Renault. E não adianta arriscar. Se seu carro estiver abastecido com etanol, não tem santo que faça ele ligar em uma manhã fria. Então, deixe de protelar o abastecimento do tanquinho auxiliar com gasolina e ganhe tempo mais tarde. Também não se esqueça de conferir o reservatório com maior frequência, já que ele será mais exigido e tende a esvaziar antes do que o costume. Não fará muita diferença no bolso optar por uma gasolina de melhor qualidade. Agora, se seu carro não tem tanquinho, fique despreocupado. Certamente o veículo conta com um sistema de preaquecimento do combustível para os dias frios.

ELÉTRICA O inverno é o período em que o sistema elétrico do carro é mais exigido. O componente mais importante é a bateria, que merece uma verificação de carga e também da recarga por parte do alternador. Se estiver ruim, considere trocá-la antes que ela “morra” de vez. Pense bem, caso isso ocorra, nem sempre você pode estar no conforto da sua garagem, e chamar uma troca de emergência tira a sua vantagem de pechinchar o preço de uma bateria nova. Uma boa dica para conservar por mais tempo este componente é adquirir o hábito de manter a embreagem acionada enquanto dá a partida no veículo, poupando assim a bateria e o motor de arranque. No inverno também é aconselhável inspecionar as velas de ignição, que, se estiverem gastas, podem dificultar a produção da centelha, exigindo mais do sistema elétrico.

CHUPETA Se a bateria estiver sem carga e não for possível providenciar a troca ou recarga, você terá que recorrer à velha “chupeta”, que nada mais é que ligar a bateria “arriada” a outra devidamente carregada para dar a partida no motor. Mas, o procedimento exige muito cuidado e conhecimento. Se os cabos se tocarem durante a transferência de carga, o curto-circuito pode ocasionar a queima de um módulo eletrônico, gerando um belo prejuízo.

NÃO ESQUENTAR Hábito dos motoristas mais antigos, deixar o motor ligado nos dias frios para esquentar o motor do carro, ainda por cima pisando no acelerador, é absolutamente equivocado. Em veículos com injeção eletrônica de combustível este procedimento só vai resultar em desperdício de combustível e aumento das emissões. O indicado é ligar o carro e deixar o motor em marcha lenta até que o ponteiro do conta-giros estabilize em torno dos 1.000rpm, o que acontece em um minuto, o tempo de colocar o cinto de segurança e conferir o ajuste dos retrovisores, e o carro já está pronto para sair. Se quiser preservar o veículo, evite subir muito as rotações na fase fria do motor.

AR-CONDICIONADO Mesmo no frio, o ar-condicionado deve ser ligado ao menos uma vez por semana para evitar o ressecamento das mangueiras, fazer o gás circular pelos dutos e prolongar a durabilidade dos componentes do sistema. Claro que você vai ajustar a climatização para temperaturas mais elevadas, para não congelar.

CHOQUE
Para finalizar, uma curiosidade bastante irritante. Sabe quando você vai fechar a porta do carro e leva aquele choque? Isto é muito comum no inverno e é provocado pela energia estática acumulada com o atrito da roupa com o tecido do banco. Quer evitar esse desconforto? Experimente encostar na carroceria antes de sair do carro, para que a carga acumulada seja dissipada.