Audi A4 e A5 1.8 TFSI – Quando menos é mais

Audi apresenta oficialmente seu novo motor 1.8 de 170 cv para a linha A4 e A5. Com dois sistemas de injeção, ele ficou mais leve e oferece praticamente o mesmo desempenho gastando menos combustível. Confira nossas primeiras impressões

De São Paulo – Em setembro do ano passado, alguns veículos de comunicação informaram que a Audi trocou o motor 2.0 de 180 cv por um 1.8 de 170 cv para a linha A4 e ainda reajustou os valores. Os detalhes desta mudança não foram informados, o que fez a Audi reunir a imprensa para apresentar oficialmente o novo motor, que passa a equipar a linha A4 e A5.

A engenharia da Audi trabalhou para garantir a maior eficiência do novo motor, que se enquadra no conceito downsizing, tão difundido entre as montadoras há pelo menos sete anos e essa técnica vem evoluindo ano a ano. Isso consiste na tentativa de manter o mesmo vigor do motor mais pesado em um bloco consideravelmente mais leve, com menor consumo de combustível e de emissões de gases. O consumidor mais conservador pode torcer o nariz ao ser informado do downgrade do 2.0 para o 1.8, mas na prática, essa mudança não significa quase nada, eu disse quase.

 

Veja mais fotos dos Audi A4 e A5

 

Vamos aos dados: Esse motor 1.8, que é a terceira geração da família EA888, tem 10 cavalos a menos que o antigo 2.0. Porém, só o bloco, perdeu 3,5 kg, e o conjunto mecânico todo está 7,8 kg mais leve. Nele, não se usa mais metais pesados, como o chumbo. Com o uso de componentes mais leves e com menos atritos, inclusive com a adoção de um revestimento patenteado pela Audi que substitui a bucha nos cilindros, o A4 sedan ficou com um volume total 40 kg mais leve. O torque continua com os mesmos 32,0 kgfm que aparecem integralmente um pouco mais cedo, aos 1.400 rpm, indo um pouco além do bloco 2.0, aos 3.700 rpm. Além da injeção direta FSI, o motor também usa a injeção indireta MPFI. A injeção indireta é usada em situações de solicitação parcial, reduzindo o consumo. Já o sistema de injeção direta, é ativado na partida e quando o condutor solicita mais força do motor, podendo ser usado até duas injeções por ciclo. O turbocompressor é um projeto totalmente novo e desenvolve uma pressão constante de 1,3 bar. O câmbio permanece o CVT, com oito níveis de velocidade. O A4 e A5 2015 também contam agora com o sistema start-stop.

Unidade avaliada do A4 na versão ambiente estava equipado com rodas de 19 polegadas, vendida como acessório na rede de concessionárias Audi

Consumo
Segundo o fabricante, essas atualizações deixaram os dois modelos 21% mais econômicos. O A4, que tinha um consumo de 14,1 km/l com motor 2.0, agora passa a 17,2 km/l. O A5, que antes fazia 13,8 km/l, agora, chega aos 16,5 km/l, de acordo com informações da Audi. A marca não informou em quais condições o consumo foi aferido. Os números divulgados pelo Inmetro são diferentes. Segundo o instituto, o A4 1.8 roda 8,7 km com um litro de gasolina comum na cidade e 11,3 km na estrada. Já o A5 1.8, o Inmetro aferiu 8,5 km/l na cidade e 9,2 km/l em rodovia. Em nosso test drive de 110 km na cidade e na estrada na Grande São Paulo, o A5 utilizado fez uma média de 10,5 km/l.

 

Confira o vídeo:

 

O A4 2.0 ia de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos e o atual 1.8, faz em 8,3 segundos, segundo a Audi. Porém, essa diferença mínima é praticamente imperceptível. Como o torque se manteve, na cidade não se nota o motor menor, até mesmo pelo fato de o A4 ter perdido 40 kg. Na estrada fica mais fácil perceber, mas nada que altere o comportamento do veículo.

Volante do A4 agora tem base achatada, como o do RS4

Versões mais completas
A linha 2015 do A4 ganhou alguns itens para atrair consumidores e manter a distância do A3 Sedan. A versão de entrada, a Attractive, agora conta com sensores de estacionamento traseiro, sensor de chuva, filetes cromados no acabamento externo e volante esportivo com base achatada, como a do RS4. As rodas de 17 polegadas, agora são iguais às usadas na versão Ambiente até 2014. A versão mais completa, a Ambiente, agora chega com rodas de 18 polegadas de série, assim como o teto solar elétrico. Na Avant, de carroceria station wagon, é oferecida apenas na versão Ambiente e inclui em seu pacote, um teto solar elétrico panorâmico e rack de teto em alumínio.

O A5 vem de série com teto solar elétrico e central multimídia. Um novo sistema de entretenimento é oferecido como opcional por R$ 9 mil. Ele inclui navegador integrado ao Google streetview, rede de internet para até oito dispositivos disponibilizado a partir de um chip de qualquer operadora de celular que é inserido no próprio sistema.

Não houve nenhuma mudança externa no A5, mas o modelo passa a ter teto solar de série

Mercado
O modelo mais vendido da Audi no Brasil atualmente é o A3 Sedan 1.4. Apesar do sucesso do sedã de entrada, a Audi diz que ele não 'roubou' clientes do A4, como poderia ocorrer e as vendas da linha A4 vem seguindo em uma linha crescente. Já o A5 viu seus números de vendas saltarem de 396 unidades em 2012 para 801 no fechamento de 2014.

Os preços sugeridos são:
A4 Sedan Attraction 1.8 TFSI Multitronic – R$ 138.990,00
A4 Sedan Ambiente 1.8 TFSI Multitronic – R$ 147.990,00
A4 Avant Ambiente 1.8 TFSI Multitronic – R$ 152.990,00
A5 Sportback Attraction 1.8 TFSI Multitronic – R$ 155.990,00
A5 Sportback Ambiente 1.8 TFSI Multitronic – R$ 167.990,00

Esses valores já incluem o aumento do IPI para 2015, porém, em pesquisa que o Vrum fez em algumas concessionárias, ainda é possível encontrar unidades com preços bem mais baixos. Achamos A4 Attraction por R$ 118 mil e A4 Avant por R$ 140 mil.

A4 Ambiente vem com rodas de 18 polegadas e teto solar de série