Chegaram as novas Honda CB 650R e CBR 650R, com semelhanças e diferenças

A esportiva CBR 650R e a naked CB 650R compartilham alguns componentes e trazem modernizações técnicas e atualizações no visual

Chegaram as novas Honda CB 650R e CBR 650R, com semelhanças e diferenças A esportiva CBR 650R e a naked CB 650R compartilham alguns componentes e trazem modernizações técnicas e atualizações no visual

A CB 650R é uma naked batizada no estilo Neo Sport Café, ou Café Racer

 

Os modelos CBR 650R, com pegada mais esportiva, e a naked CB 650R, batizada de Neo Sport Café (Café Racer), dividem o mesmo motor de quatro cilindros em linha, quadro, rodas, freios, tanque, painel, escapamento e outros componentes. Apesar destas coincidências, o estilo e proposta de utilização são completamente distintos. Além disso, os modelos substituíram o sufixo F das antecessoras pelo R, que representa mais esportividade. As novas motos apresentadas no fim de 2021, já como modelos 2022, chegam com atualizações no visual e modernizações técnicas.

O propulsor com arquitetura de quatro cilindros em linha e 649cm³ de cilindrada, equipado com pistões de saias assimétricas, fica inclinado para frente em 30 graus. O motor também faz parte do quadro em tubos de aço, tipo diamond, que contribui para a redução de peso e aumento da rigidez. A potência atinge 88,4cv a 11.000rpm e o torque, 6,13kgfm a 8.000rpm, equipado com embreagem assistida e deslizante e câmbio de seis marchas.

A esportiva CBR 650R tem carenagem integral inspirada na superesportiva CBR 1000RR-R Fireblade

COINCIDÊNCIAS Os modelos também dividem o painel retangular Black-out em tela LCD, com indicador de marcha engatada e luzinha (shift light) que avisa o momento de fazer as trocas, conta-giros em destaque, além das outras funções de praxe. As rodas são de liga leve com aros de cinco raios duplos e 17 polegadas de diâmetro, calçadas com pneus sem câmara na medida 120/70 na dianteira e 180/55 na traseira. Os freios com ABS contam com duplo disco de 310mm na dianteira, assistidos por pinças de fixação radial de quatro pistões. Na traseira, disco simples de 240mm.

O painel é o mesmo nos dois modelos, com tela LCD e indicador de trocas de marchas

A suspensão dianteira tem sistema invertido Showa, com funções separadas (SSF-BP), que possibilita maior curso do pistão interno. Uma bengala tem a função de amortecimento e a outra de mola. Cada uma com 120mm de curso e 41mm de diâmetro. A suspensão traseira é do tipo mono, também com 120mm de curso e sete regulagens na pré-carga. O tanque de combustível comporta 14,5 litros e o escape tem saída curta e baixa, levemente inclinado para cima, o que ajuda a rebaixar e centralizar as massas, contribuindo na agilidade.

O conta-giros fica em destaque, mas o painel traz outras funções

DIFERENÇAS A mágica da diferença entre as duas motos está na roupagem, no visual e na ergonomia de pilotagem. A esportiva CBR 650R tem carenagem integral inspirada na prima superesportiva CBR 1000RR-R Fireblade. Além disso, os semiguidões deixam a posição de pilotagem mais agressiva, com o corpo mais inclinado. Os faróis são duplos e afilados, com duas tomadas de ar frontais. Contribui também o banco em dois níveis. Os padrões de cores e grafismos também foram alterados, junto com nova fixação do suporte de placa. O preço sugerido é de R$ 49.750.
  

A CB 650R tem o motor mais exposto, com partes pintadas na cor bronze
O sistema de freio conta com duplo disco de 310mm na roda dianteira

A CB 650R tem preço sugerido de R$ 47.350. As diferenças ficam no padrão decorativo, no guidão plano e cônico (com posição de pilotagem mais natural), na pintura do motor, agora em detalhes na cor bronze (a CBR 650R também tem, mas, parcialmente coberto pela carenagem) e nas tomadas de ar que ficam ao lado do tanque. O farol é único, com formato redondo. Os dois modelos contam com iluminação em LED e um sistema de segurança batizado de Emergency Stop Signal (ESS), que reconhece frenagens de emergência e aciona o pisca alerta.

A CB 650R tem guidão mais plano, que proporciona posição de pilotagem mais natural

Já na CBR 650 R os semiguidões deixam a posição de pilotagem mais agressiva, com o corpo mais inclinado