A Moto Honda Amazônia suspende a produção até o dia 3 de fevereiro

Fabricante de motocicletas alega que os impactos da COVID-19 têm afetado o fornecimento de suprimentos, comprometendo a linha de produção

A Moto Honda Amazônia suspende a produção até o dia 3 de fevereiro Fabricante de motocicletas alega que os impactos da COVID-19 tem afetado o fornecimento de suprimentos, comprometendo a linha de produção

 

A Moto Honda da Amazônia comunicou a suspensão temporária de sua linha de produção de 25 de janeiro a 3 de fevereiro, com retomada prevista para 4 de fevereiro, “desde que as condições necessárias sejam atendidas”. A montadora alega que a decisão foi tomada “em virtude dos impactos da COVID-19 nas cadeias de suprimento, que geram indisponibilidade de insumos para a produção, e o agravamento da pandemia no estado do Amazonas.

Durante o período de paralisação da produção, os colaboradores das áreas administrativas e produtivas entram em férias coletivas, permanecendo um contingente mínimo de pessoas para a realização de atividades essenciais.

A Honda destacou sua contribuição no combate à pandemia. Recentemente, em caráter emergencial, a empresa doou 454 cilindros de oxigênio para o estado do Amazonas, se comprometendo a seguir empenhada na recarga e reabastecimento dos mesmos. Além disso, a Honda realizou a doação de 20 mil máscaras do tipo faceshield.

A Honda reforça que “está adotando todas as medidas possíveis para preservar a saúde e segurança das pessoas e minimizar os impactos da pandemia em sua cadeia de valor, bem como inconvenientes ao consumidor, que pode ser afetado pela indisponibilidade de produtos”.