Auto Amigo

Não foi seu carro usado que valorizou. Os preços é que subiram

Mesmo vendendo caro o seu carro usado, ficou mais difícil trocar por um modelo mais novo, já que todos tiveram os preços elevados

Hyundai HB20 modelo 2015 azul quatro portas
Ivan Ibañez pagou R$ 32 mil por um Hyundai HB20 Confort 1.0, 2015, em 2019, e no momento de vendê-lo descobriu que o carro está valendo R$ 50 mil Wagner Menezes/Hyundai/Divulgação

Com a aumento expressivo dos preços dos carros usados, muita gente está comemorando o “bom investimento” que teria feito ao comprar o seu automóvel. E o novo patamar de preços levou algumas pessoas a avaliar que é o momento de “fazer dinheiro” com a venda. De fato, há casos de valorizações de 20%, 30% em apenas um ano, e de aumentos maiores ainda nos últimos três anos. Mas não há nenhuma vantagem em trocar o carro usado por um mais novo, porque todos os modelos estão bem valorizados.

Quer saber por que os carros usados subiram de preço? Veja o vídeo!

Não são casos isolados. A maioria dos carros usados teve valorização nos últimos anos, uma distorção causada inicialmente pela pandemia do coronavírus e, em seguida, pela falta de semicondutores no mercado. Os dois episódios provocaram a redução da produção, o aumento dos preços dos modelos zero quilômetro e, como consequência, a explosão dos preços dos carros usados.

Surpresa na hora da venda do usado

O resultado é que o dono de um carro usado, atualmente, tem a convicção de que fez um bom negócio, porque, ao invés de depreciar, o veículo valorizou, ou seja: vale mais hoje do que o que a pessoa pagou. Pura ilusão. O paulistano Ivan Ibañez, editor, 38 anos, pagou R$ 32 mil por um Hyundai HB20 Comfort 1.0, modelo 2015, em abril de 2019. Como está pensando em trocar por um modelo mais novo, ele fez uma pesquisa sobre o valor do seu carro e ficou espantado com a cotação: esperava que, depois de três anos, o carro estaria valendo no máximo R$ 25 mil e, no entanto, o HB20 2015 tem um valor de mercado de R$ 50 mil. Ivan pulou de alegria.

Mas ao consultar os preços de um modelo 2018 que quer comprar, caiu na realidade. Um Duster está valendo R$ 80 mil, um Fiat Argo 2018, R$ 60 mil, e um Honda HR-V, R$ 100 mil, só para ficar em alguns exemplos.

Claro, o preço do seu carro subiu, mas todos os outros também subiram. Portanto, se todos os carros usados ficaram mais caros, a pretensa valorização do seu foi anulada. Na verdade, ficou mais caro fazer a troca, porque, se o carro de R$ 32 mil teve uma valorização de 56% (o HB20 custa hoje R$ 50 mil), um modelo mais novo, que custava R$ 50 mil em 2019, atualmente custa R$ 78 mil com a mesma valorização.

Na verdade, a única coisa que mudou efetivamente para o dono do carro usado com essa valorização foi o IPVA, que, calculado sobre o valor de mercado, ficou mais caro!