AVALIAÇÃO

Fiat Toro: você compraria a versão Ultra ou um Jeep Compass?

A picape intermediária tem o mesmo conjunto mecânico e preço próximo ao do SUV, mas apesar de ter mais espaço para bagagem traz algumas desvantagens

Avaliação:

O VRUM já testou a picape Fiat Toro na versão Ultra 2.0 turbo AT9, que tem como destaque a tampa rígida fechando a caçamba. Mas na linha 2022 do modelo resolvemos fazer uma análise diferente, verificando a eficiência da vedação da cobertura da área de carga e comparando-a ao Jeep Compass, que tem o mesmo conjunto mecânico e preço muito próximo. O que será que vale mais a pena, investir em uma picape intermediária ou em um SUV médio?

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 de traseira
A capota rígida confere um visual diferenciado à Fiat Toro Ultra, mas não consegue evitar infiltrações de água e poeira

Falar da Fiat Toro não é missão das mais difíceis, pois o modelo é sucesso absoluto de vendas no segmento de picapes intermediárias e está sempre entre os mais emplacados no ranking da Fenabrave. Tendo o design como um de seus pontos fortes, a Fiat Toro é vendida com o motor flex T270, de 185cv, ou o TD350, turbodiesel de 170cv e 35,7kgfm de torque, associado ao câmbio automático de nove marchas.

E é exatamente esse conjunto mecânico que equipa Fiat Toro na versão Ultra 2.0 turbo AT9, garantindo bom desempenho no trânsito urbano e na estrada, com consumo médio de 9,5km/l registrado no computador de bordo. O motor demora um pouco a reagir antes de ultrapassar as 2.000rpm, mas depois disso se torna mais eficiente. É uma picape com a suspensão bem ajustada, já que traz sistema multilink na traseira. Em contrapartida, os freios são a disco na dianteira e a tambores na traseira. Mas funcionaram de forma eficiente. A direção com assistência elétrica também tem cargas bem calibradas, mas o diâmetro é grande, dificultando as manobras em espaços mais apertados.

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca lateral
A picape Fiat Toro na versão Ultra vem equipada com estribos laterais e rack de teto

Prós e contras da caçamba da Fiat Toro Ultra

Com quase cinco metros de comprimento e 1,85m de largura, a Fiat Toro Ultra tem capacidade de carga de 1.010 quilos, com volume de 937 litros na caçamba. Números consideráveis para um veículo desse porte. Mas quem compra essa versão geralmente foca na segurança proporcionada pela tampa rígida da caçamba, que tem trava automática para evitar furtos. A tampa é fácil de ser levantada graças ao auxílio de pequenos amortecedores, que a deixam com uma abertura de 45 graus.

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca interior painel
A picape tem acabamento interno de boa qualidade, apesar do excesso de plástico, e multimídia com tela tátil de 10,1 polegadas

Aí começam as limitações impostas pela tampa rígida da Fiat Toro, que não permite, por exemplo, transportar objetos maiores, mais altos. Para isso, é preciso remover a tampa, que não é tarefa das mais fáceis. Para o transporte de objetos compridos é necessário deixar a cobertura aberta ou fechá-la e abrir uma das faces da tampa traseira.

Será que a tampa rígida da Toro Ultra veda bem?

Em relação à vedação da tampa rígida da caçamba, apuramos que o resultado não é dos melhores. Ao abrir a cobertura logo se nota que a poeira entra em todos os cantos do compartimento de carga. Para verificar a infiltração de água, levamos a Fiat Toro no lava a jato com escovas giratórias, o famoso “rolão”. Terminada a lavagem, notamos que a água entrou mais pelas frestas laterais no fundo da caçamba, e um pouco menos próximo à tampa traseira.

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca caçamba aberta
A tampa rígida da caçamba é sustentada por amortecedores e a bolsa de material sintético é vendida como acessório

Depois, levamos a Fiat Toro para o teste de infiltração no lava a a jato com esguicho de água sob pressão, que simularia uma chuva mais forte. Com poucos minutos de água sendo jogada sobre a cobertura da caçamba, ao abri-la verificamos que a infiltração foi um pouco maior, molhando a parte próxima à tampa traseira, nos fundos e sobre a bolsa de material sintético que é vendida como acessório da Mopar.

Essa bolsa, que tem o objetivo de isolar objetos de poeira e água, é vendida no modelo horizontal, por R$ 765,66, ou vertical, R$ 627,04. O problema é que ao longo do tempo, com esse material sisntético sendo submetido a infiltrações de poeira e água certamente vai se deteriorar bem mais rápido do que o esperado. Portanto, se você quer comprar a Fiat Toro na versão Ultra pensando que terá um compartimento de carga mais protegido, é melhor reavaliar sua decisão e pensar se realmente precisa de uma área de carga nessa condição.

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca interior banco traseiro
O espaço no banco traseiro da Fiat Toro não é dos maiores, mas acomoda duas pessoas com relativo conforto

Comparando a Fiat Toro Ultra com o Jeep Compass

A Fiat Toro na versão Ultra 2.0 turbo AT9 com todos os opcionais custa R$ 218.470. Com um pouco mais, R$ 220.490, você leva para casa um Jeep Compass Longitude TD350 4×4, que tem o mesmo conjunto mecânico, mas uma proposta diferente. O SUV médio tem dimensões um pouco menores que as da Toro, porta-malas de 476 litros e capacidade de carga de 400 quilos.

Se a sua necessidade não é ficar transportando carga de um lado para o outro no dia a dia, o porta-malas do SUV médio pode atender. Ele permite levar objetos mais altos e compridos, já que conta com o encosto rebatível do banco traseiro. Além disso, as coisas guardadas no porta-malas ficam protegidas da visão externa e de possíveis infiltrações de poeira e água. Vale lembrar ainda que essa versão do Jeep Compass tem pacote de equipamentos de série bem semelhante ao da Fiat Toro, mas traz a mais freios a disco nas quatro rodas, seletor de terrenos e rodas de 18 polegadas.

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca motor 2.0 turbodiesel
Motor 2.0 turbodiesel associado ao câmbio automático de nove velocidades proporciona bom desempenho à Fiat Toro

FICHA TÉCNICA

MOTOR (*)

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1.956cm³ de cilindrada, turbodiesel, que desenvolve potência máxima de 170cv a 3.750rpm e torque máximo de 35,7kgfm a 1.750rpm

TRANSMISSÃO (*)

Tração integral sob demanda; e câmbio automático de nove marchas e opção de trocas manuais por aletas ou na própria alavanca

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS (*)

Dianteira, independente, tipo McPherson, com braços oscilante fixados ao subchassi e barra estabilizadora; e traseira independente, tipo multilink, com barra estabilizadora/ 6,5 x 17 polegadas (liga leve) / 225/65 R17

DIREÇÃO (*)

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS (*)

A discos ventilados na frente e tambores na traseira, com ABS/EBD

CAPACIDADES (*)

Tanque, 60 litros; capacidade de carga (passageiros e carga), 1.000kg; ângulo de entrada/saída, 24,8°/29°; peso, 1.871 quilos

DIMENSÕES (*)

Comprimento, 4,94m; largura, 1,84m; altura, 1,74m; distância entre-eixos, 2,99m; distância mínima do solo, 0,20cm

DESEMPENHO (*)

Velocidade máxima, 194km/h; aceleração até 100km/h, 11,9 segundos

CONSUMO (**)

10,1km/l na cidade e 12,6km/l na estrada

(*) Dados do fabricante

(**) Dados do Inmetro

Fiat Toro versão Ultra 2.0 turbodiesel AT9 branca roda de liga 17 polegadas
A versão Ultra da Fiat Toro vem equipada com rodas de liga leve de 17 polegadas e pneus ATR Plus

EQUIPAMENTOS DA FIAT TORO ULTRA:

DE SÉRIE – Dynamic bed cover (capota rígida sobre a caçamba), keyless enter-n’ go com partida remota, computador de bordo, ar-condicionado digital dual-zone, tração 4×4 com seletor, lanternas traseiras em LED, tanque para abastecimento com uréia Arla 32, retrovisores com comando elétrico e tilt down, revestimento de caçamba, tomada 12V, sensores de chuva e crepuscular, banco do motorista com regulagem de altura, para-barro, porta-escadas, sensores de estacionamento frontal e traseiro, Isofix, paddle-shifters, USB frontal (type A/C) e traseiro (type A), LED ambient lights, Hill Holder (auxilia nas arrancadas em subida), Hill descent control, capota marítima, bancos revestidos em couro, ganchos para amarração de carga na caçamba, faróis de neblina em LED, comando de áudio no volante, para-choque traseiro com soleira cromada, banco do motorista elétrico, câmera de ré, Kit ferramenta, ESC Off (4×4 low), ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), iTPMS (Sensor de pressão dos pneus), tapetes de carpete com bordados, Kit aerodinâmico, alertas de limite de velocidade e manutenção programada, ASR (controle de tração), para-choque frontal com over bumper integrado, piloto automático com controlador de velocidade, volante revestido em couro, abertura elétrica do bocal de abastecimento, cluster de sete polegadas full digital, carregador do celular por indução, volante com regulagem de altura e distância, tampa traseira dupla com abertura elétrica, multimídia com tela tátil de 10 polegadas, Apple CarPlay e Android Auto wireless; comandos de voz, Bluetooth, MP3, rádio AM/FM ,entrada aux, porta USB, GPS, sete airbags, barras longitudinais no teto, luz diurna em LED, santantônio integrado, travamento automático a 20 km/h, iluminação interna da caçamba, ADAS com frenagem autônoma de emergência (AEB), aviso de saída de pista (LDW), comutação automática do farol alto (AHB), rodas de liga leve de 17polegadas com pneus ATR Plus e faróis full LED.

OPCIONAIS

Pintura em branco ambiente (R$ 1.500) ou em cores metálicas (R$ 2.490), serviços conectados (R$ 2.590).

Quanto custa?

A Fiat Toro Ultra 2.0 diesel AT9 tem preço sugerido de R$ 213.390, mas com os opcionais pode chegar a R$ 218.470.