Assista ao vídeo!

Motoristas são presos após fazerem ‘gracinha’ na frente de delegacia

Condutores arrancaram os veículos em alta velocidade, provocando derrapagem; câmeras registraram a ação

Você sabe o que é burnout? No contexto automotivo, trata-se de queimar os pneus em uma derrapagem, acelerando ao máximo. E foi exatamente devido à realização dessa manobra que três motoristas acabaram presos na cidade de Dearborn, em Michigan, nos Estados Unidos. O “detalhe” é que o trio efetuou a gracinha bem em frente a uma delegacia de polícia.

Para piorar ainda mais a situação dos condutores, no local existiam câmeras que gravaram toda a ação. Policiais que testemunharam a cena relataram que um dos ocupantes dos veículos chegou a se dependurar na janela. Em resposta, os agentes simplesmente rastrearam as placas dos veículos, e os motoristas rapidamente foram presos.

Os três condutores responderão a acusações de direção perigosa. O golpe final foi a apreensão dos veículos: de acordo com o site The Drive, dois deles acabaram sendo confiscados: ou seja, não serão devolvidos aos proprietários. No vídeo, é possível identificar dois carros da marca Dodge, sendo um Charger e um Challenger.

A polícia de Dearborn está fechando o cerco contra condutores que cometem infrações de trânsito. Nos últimos 5 meses, as emissões de multas por direção perigosa cresceram nada menos que 680%. Claro, também ocorreram outros casos de motoristas presos durante esse período.

Depois da ocorrência em frente à delegacia, o chefe de polícia local, Issa Shahin, chegou a declarar à rede de TV WDIV que continuará agindo com todo o rigor contra os infratores. “Se você estiver dirigindo de maneira imprudente, colocando as vidas de pessoas em risco, você será parado e preso; seu carro será apreendido e, se atender aos critérios, confiscado”, afirmou.

No Brasil, motoristas também podem ser presos

Vale lembrar que, no Brasil, algumas infrações configuram crime de trânsito: ao cometê-las, os motoristas também podem acabar presos. Entre esses casos, estão os atos de com a capacidade psicomotora alterada em razão da ingestão de bebida alcoólica ou de outra substância psicoativa e o de utilizar o veículo para causar lesões ou morte.