Nostalgia

Hyundai HB20: relembre todas as “caras” do compacto coreano

Modelo foi lançado há 10 anos, junto com a Hyundai Motor Brasil. Ao longo desses anos, compacto já teve quatro "caras", confira todas elas

Montagem com todas as gerações do Hyundai HB20 hatch.
Montagem com todas as gerações do Hyundai HB20 hatch Colagem com fotos de Juarez Rodrigues, Marlos Ney Vidal, Pedro Cerqueira e de divulgação da Hyundai

O Hyundai HB20 acaba de ser renovado, sua quarta mudança visual desde a sua chegada, há 10 anos. O modelo foi lançado em setembro de 2012, quando começou a produção, mas a distribuição teve início a partir de 15 de outubro.

A versão de entrada do primeiro Hyundai HB20 custava R$ 31.900, trazendo motor 1.0 de três cilindros, ar-condicionado, direção hidráulica, trava elétrica e airbag do motorista. Fabricado em Picacicaba (SP), o compacto tinha ainda opção de motor 1.6 e câmbio automático.

A chegada do modelo criou grande expectativa e se formou uma longa lista de espera para a entrega dos veículos. O visual desse primeiro Hyundai HB20 agradou à maioria das pessoas, e até hoje é relembrado por quem curte carros. O aventureiro HB20X 1.6 manual foi lançado em janeiro de 2013, por R$ 48.755. Já o sedan HB20S chegaria ao mercado em abril a partir de R$ 39.495.

Primeira reestilização do Hyundai HB20 foi em 2015

Exatamente três anos depois da estreia do modelo no Brasil, o Hyundai HB20 hatch ganhou uma reestilização. A grade ficou maior, em formato hexagonal, e o para-choque foi redesenhado. Os faróis e as lanternas mantiveram o formato, mas ganharam novo grafismo interno.

Nessa fase, a versão de entrada do Hyundai HB20 custava R$ 38.995. Curiosamente, esse pacote inicial não recebeu as mudanças estéticas, tampouco o sedã, o que aconteceria gradualmente. O compacto ganhou novos equipamentos e câmbio de seis marchas, manual ou automático, para o motor 1.6. Em 2016 a marca lançou um motor 1.0 turbo com 105cv e 15kgfm.

Nova e polêmica geração chega em 2019

Em setembro de 2019, quatro anos a após a reestilização, a Hyundai lança a segunda geração do HB20. Duas questões viraram polêmica. A primeira foi a manutenção da plataforma, que, apesar de ter ganhado atualizações, sugere que o modelo não mudou de geração.

A segunda polêmica foi o novo visual, com a grade que lhe rendeu o apelido de “bagre”. As lanternas também não agradaram a todos. O capô ficou um pouco mais abaulado, o para-brisa mais inclinado, a carroceria ganhou muitos vincos e a área envidraçada ficou mais estreita. Dessa vez as mudanças visuais foram aplicadas ao mesmo tempo também para o sedan e o aventureiro.

O Vrum foi até a Coreia do Sul para conhecer e rodar com o modelo antes mesmo do lançamento. Porém, a Hyundai não forneceu imagens do novo HB20, muito menos permitiu que os jornalistas fizessem fotografias. Nessa sinuca de bico, nosso enviado Enio Greco usou suas habilidades de desenhista para fazer vários esboços do veículo que acabara de conhecer. A partir desse material, ficou “fácil” para o nosso artista Paulinho Miranda fazer um projeção do modelo, divertida saga que ficou registrada no vídeo abaixo.

O interior mudou muito, temdo ganhado um desenho mais horizontal, dando a impressão de um painel mais amplo. A grande novidade mecânica foi a chegada do motor 1.0 turbo com injeção direta de combustível, que rende 120cv e 17,5kgfm.

Curte o mundo automotivo? Então, confira o canal do VRUM no Youtube

A essa altura, a versão de entrada do modelo custava R$ 46.490, trazendo de série direção elétrica, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros e banco do motorista com ajuste de altura. Enfim, mesmo com um visual que não agradou muito, essa geração do Hyundai HB20 se aposentou em meados de 2022 como o automóvel mais vendido do Brasil.

Nova reestilização do Hyundai HB20 corrige seu design

Agora o modelo acaba de passar por uma reestilização profunda no visual. Os retoques corrigem qualquer polêmica, e o Hyundai HB20 2023 ganha visual imponente, apesar do porte de compacto. As lanternas interligadas também se destacam tanto no hatch quanto no sedan.

Um ponto forte é o pacote de segurança da versão de entrada, lançado por R$ 76.690. Ele oferece de série airbags frontais, laterais e de cortina, controle de tração e estabilidade, além de assistente de partida em rampa.

Já a versão de topo ganhou várias funções semiautônomas, como frenagem de emergência, assistente de ponto cego, sistema de permanência na faixa, assistente de tráfego traseiro e farol alto adaptativo. Os conjuntos mecânicos e o interior não mudaram quase nada.