Nova geração

Fiat Doblò agora é um carro elétrico baseado em furgões franceses

Completamente reprojetado, modelo chega ao mercado europeu com opção inédita de motorização: será que ele vem para o Brasil?

A história do Fiat Doblò no Brasil terminou em dezembro do ano passado, quando o modelo saiu de linha junto com o Grand Siena. Porém, a trajetória do modelo prossegue na Europa: por lá, uma segunda geração – que nunca veio para cá – estreou em 2010. Agora, o utilitário acaba de ganhar uma terceira linhagem, que oferece, pela primeira vez, uma versão com propulsão elétrica.

Agora, o Fiat Doblò é um clone dos modelos Citroën Berlingo e Peugeot Partner. Eles compartilham não somente a parte mecânica, mas também toda a carroceria, diferenciando-se apenas pelos emblemas. Os três carros, claro, têm opção de propulsão 100% elétrica e exibem novos projetos.

Vale lembrar que as três marcas, italiana e francesas, integram o Grupo Stellantis. Por isso, naturalmente o projeto do veículo também é compartilhado entre elas. No caso do Fiat Doblò, há configurações furgão, para carga, e para passageiros. Essa segunda, curiosamente, tem elementos de estilo próprios na dianteira.

A versão elétrica, chamada de e-Doblò, desenvolve 136 cv de potência. De acordo com o fabricante, a bateria de 50 kWh proporciona uma autonomia de 280 km, no padrão WLTP. Porém, há também a opção de motores a combustão: nesse caso, um 1.2 turbo a gasolina de 110 cv ou um 1.5 turbodiesel de 100 cv ou 130 cv.

Novo Fiat Doblò virá ao Brasil?

Infelizmente, para quem está com saudades do Fiat Doblò no Brasil, as notícias não são boas: o fabricante não tem intenção alguma de produzir a nova geração por aqui, tampouco de importá-la, ao menos a curto prazo. O modelo, inicialmente, será restrito aos mercados europeus.

Porém, a Fiat prepara um outro utilitário para o Brasil: o Scudo, que, por sua vez, é um clone do Peugeot Expert e do Citroën Jumpy. O modelo deverá ser importado do Uruguai, em configurações para passageiros ou carga. A expectativa é de que o lançamento ocorra ainda em 2022, no segundo semestre.