Carros elétricos e híbridos têm financiamento com taxas reduzidas

Taxas caíram em até 0,5%; assim, os juros para aquisição a prazo desse tipo de veícul passam a ser de 1,09% ao mês

Carro elétrico, mostrado apenas pela lateral, conectado a estação de recarga do projeto Emotive, da CPFL
Postos de recarga de carros elétricos da CPFL. Carro eletrico e abastecido em eletroposto do projeto Emotive, da CPFL Credito: CPFL/Divulgação

Uma ação do Banco do Brasil poderá facilitar a vida de quem está interessado em comprar um veículo “verde”. A instituição financeira anunciou a redução das taxas de financiamento em até 0,5% para carros elétricos e híbridos. Assim, os juros para aquisição a prazo desse tipo de veículo, zero-quilômetro ou com até 2 anos de uso, passam a ser de 1,09% ao mês.

Além disso, o Banco do Brasil permite financiar o valor total de carros elétricos ou híbridos com prazo entre 2 e 60 meses, com carência de até 180 dias para pagar a primeira parcela. De acordo com a instituição, a ação faz aparte da carteira de negócios sustentáveis, que tem mais de R$ 289 bilhões em saldo. 

Vale destacar que os carros elétricos são aqueles que têm propulsão totalmente livre de emissões de poluentes: eles são movidos por um motor elétrico, abastecido pela carga das baterias. Para efetuar a recarga, o proprietário deve conectá-los a uma tomada. Já os híbridos têm também um propulsor a combustão, que pode servir para movimentar o veículo ou apenas como gerador de eletricidade.

No mundo inteiro, carros elétricos e híbridos têm substituído os tradicionais. Os países da União Europeia, vão banir os veículos a combustãoaté 2035. No Brasil, por enquanto, a oferta de produtos desse gênero ainda é restrita. Porém, a boa notícia é que tais modelos podem ter manutenção até mais barata que a de um similar movido a gasolina, diesel ou etanol.