Marca premium

Audi reinaugura fábrica no Brasil com produção dos SUVs Q3 e Q3 Sportback

Utilitário esportivos são montados em regime SKD; todas as versões têm o motor 2.0 turbo de 231 cv

Publicidade
Fábrica da Audi no Paraná
Modelos já chegam "semimontados" ao Paraná Foto: Audi/Divulgação

A Audi reinaugurou, nesta quarta-feira (29), a produção de veículos no Brasil, na fábrica de São José dos Pinhais (PR). No local, a empresa produz, em esquema SKD (Semi Knocked Down, com todos os componentes importados) os modelos Q3 e Q3 Sportback.

De acordo com a Audi, a retomada da produção de veículos no Brasil gerou cerca de 200 empregos diretos e demandou R$ 100 milhões em investimentos. A fábrica tem capacidade para produzir 4.000 veículos por ano em dois turnos e abastecerá o mercado interno.

As unidades do Q3 e do Q3 Sportback produzidas no Brasil têm motor 2.0 turbo com injeção direta, de 231 cv de potência e, além de tração integral e câmbio Tiptronic de oito velocidades. É a primeira vez que a Audi produz veículos com o tradicional sistema Quattro no país.

A Audi afirma que, no futuro, poderá produzir também outros carros no país. Porém, ainda condiciona essa hipótese a vários fatores, principalmente ligados ao mercado. No mercado global, a fabricante já anunciou que priorizará modelos híbridos e elétricos.

A fábrica de São José dos Pinhais (PR) é compartilhada com a Volkswagen: vale lembrar que ambas integram o mesmo grupo empresarial. A marca afirma que, desde 2012, já investiu R$ 446 milhões na unidade industrial.

Audi Q3 Sportback vermelho na rodovia
SUV é produzido no Brasil

Histórico da fábrica da Audi no Brasil

A Audi começou a produzir veículos no Brasil em 1999: o pioneiro modelo nacional foi a primeira geração do A3, com carroceria hatch. Essa gama permaneceu em linha até 2006.

Com a instituição do Programa Inovar Auto, em 2012, a Audi anunciou a retomada das atividades na fábrica paranaense. Em 2015, a unidade começou a produzir o A3 Sedan, já em nova geração. Em 2016, foi a vez do Q3 da antiga safra.

A fábrica no Brasil não produzia veículos Audi desde 2020, antes do início da pandemia. Para a retomada das atividades, a unidade industrial recebeu novos maquinários, equipamentos de controle de qualidade e sistemas de tecnologia da informação e de infraestrutura logística.

Veja também: