Manutenção

Pressão correta dos pneus: saiba como garantir a segurança durante as viagens

Descobrir a pressão adequada dos pneus e mantê-la calibrada são procedimentos fundamentais para a manutenção de um veículo e viagens mais seguras

Pneu sendo calibrado por uma pessoa.
A calibração dos pneus evita incidentes, como a derrapagem e aquaplanagem Foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A press

Conferir a pressão dos pneus regularmente é de extrema importância para evitar o desgaste prematuro dos mesmos, garantir a perfeita dirigibilidade do veículo e, consequentemente, preservar a segurança do motorista e passageiros. Para isso, basta seguir as instruções do fabricante quanto à pressão correta que deve ser inserida nos pneus e fazer a calibragem regularmente.

Esse procedimento é essencial, porque a perda de pressão é algo natural. Em média, estima-se que uma libra seja perdida a cada mês. Por isso, fazer a checagem da pressão e mantê-la no nível certo é fundamental para uma viagem segura e sem imprevistos. Isso previne problemas, como aquaplanagem, derrapagem, tombamento de veículo e estouro de pneus. 

Além disso, também há o desgaste excessivo e/ou irregular da banda de rodagem, que pode ser uma consequência de uma pressão inadequada. Pneus muito vazios acabam apresentando desgaste prematuro nos ombros. Já os com pressão acima do recomendado tendem a ter a parte central da banda de rodagem desgastada mais rapidamente.

Quanto à periodicidade, o recomendado é que a aferição seja feita semanalmente, para que seja possível localizar eventuais fatores que estejam acelerando a perda de ar do pneu. Dentre eles, estão: furos e cortes na borracha, falhas de vedação ou problemas na válvula de enchimento. 

No entanto, a verificação semanal não é uma regra, já que o período pode ser adaptado de acordo com o tipo de estrada que o veículo costuma rodar e o peso que costuma transportar.   

Como saber qual é a pressão correta dos pneus?

Luiz Felipe, sócio fundador e CTO no Prolog App, uma startup no segmento de transportes, esclarece essa dúvida de muitos. De acordo com ele, os pneus já vêm com indicação das fabricantes sobre qual seria a sua pressão mais adequada, considerando seu modelo.

Porém, ele acrescenta que, para saber a pressão ideal de calibragem dos pneus da frota, é preciso realizar o monitoramento dela.

“Toda semana, use um aferidor, eletrônico ou manual, para ver a pressão que está no momento. Simultaneamente, você precisa analisar o nível de desgaste dos pneus através da profundidade dos sulcos. Inclusive, muitas empresas usam a tabela de controle de profundidade dos sulcos para fazer o acompanhamento. Nela, é identificado qual é o desgaste esperado para certa quantidade de quilômetros rodados”, explica Luiz Felipe.

Assim, quando um pneu sai do padrão, isso será identificado e os ajustes de pressão de rodagem poderão ser realizados. Observando o tipo de desgaste, você consegue saber se é preciso aumentar ou diminuir a pressão.

Confira os vídeos do canal do VRUM no YouTube, com dicas de manutenção, lançamentos e testes