Publicidade

Estado de Minas

Caoa Chery lança Tiggo 3x, SUV compacto que é uma evolução do Tiggo 2

Modelo é vendido a partir de R$ 94.990. Progresso fica a cargo da configuração mecânica dotada de motor 1.0 turbo, câmbio CVT de 9 marchas e direção elétrica


postado em 01/06/2021 13:58 / atualizado em 01/06/2021 14:16

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
A Caoa Chery lançou o Tiggo 3X, quinto SUV da marca disponível no mercado brasileiro, posicionado entre o Tiggo 2 e o Tiggo 5x. Com dimensões de compacto, o modelo é fabricado na planta de Jacareí (SP), e já está disponível nas concessionárias da marca a partir de R$ 94.990. Na verdade, o veículo é uma evolução do Tiggo 2 (que por sua vez é baseado no antigo hatch Celler), herdando também boa parte de suas limitações.

A evolução do Tiggo 3X fica a cargo de uma configuração mecânica dotada de motor 1.0 turbo, câmbio CVT de 9 marchas (simuladas) e direção com assistência elétrica, enquanto o Tiggo 2 oferece motor 1.5 aspirado, câmbio manual ou automático de 4 marchas e direção hidráulica. Tudo isso sobre a mesma plataforma, que suporta apenas airbags frontais. Apesar disso, o Tiggo 2 continua sendo vendido normalmente.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
No visual, o Tiggo 3x tem apenas a dianteira original, com destaque para o conjunto óptico que traz o farol integrado aos para-choque e as luzes de rodagem diurna em sua posição tradicional (ideia popularizada pela Fiat Toro), o capô mais aerodinâmico e a grade hexagonal. São idênticas ao Tiggo 2 as laterais, assim como a traseira, com a exceção do para-choque. As dimensões dos modelos também são as mesmas: 4,20 metros de comprimento, 1,76m de largura, 1,57m de altura e 2,55m de entre-eixos.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
INTERIOR O desenho geral do interior do Tiggo 3x também é o mesmo do Tiggo 2, mas com alguns elementos exclusivos, como o volante de base achatada e o quadro de instrumentos digital com tela de 7 polegadas (apenas na versão de topo).  Já o sistema multimídia com tela tátil de 9 polegadas é de série, e oferece a possibilidade de espelhamento do smartphone pelos sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
O acabamento tem bancos que mesclam couro e tecido na versão de entrada, ou todo revestido em couro na versão de topo. O banco do motorista conta com ajuste em altura, assim como o volante. O porta-malas tem volume de 420 litros, e pode ser rebatido de forma fracionada (60/40) para obter mais espaço.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
MOTOR O conjunto mecânico é inédito no Brasil, formado pelo motor 1.0 turbo flex o e câmbio CVT de 9 velocidades. A potência não impressiona muito, 98cv (com gasolina) e 102cv (com etanol), números que ficam abaixo do propulsor 1.5 aspirado do Tiggo 2 (que tem até 115cv). Já o torque máximo, 16,8kgfm (g) e 17,1kgfm (e), ambos aos 2.000rpm, está mais próximo da concorrência. A adaptação do propulsor para a tecnologia flex foi feita pela engenharia brasileira, com mais de 5 mil horas de desenvolvimento para a calibração do motor e da transmissão.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
CONTEÚDO A versão de entrada Plus custa R$ 94.990, e traz de série itens como airbags frontais, controle de tração e estabilidade, alerta de frenagem de emergência, freio a disco nas quatro rodas com ABS, assistente de partida em rampa, assistente de descida, ar-condicionado eletrônico, sensor traseiro de estacionamento, rodas de liga leve com 16 polegadas, rack de teto e spoiler traseiro.

(foto: Caoa Chery/Divulgação)
(foto: Caoa Chery/Divulgação)
Já a versão de topo Pro tem preço sugerido de R$ 99.990 e acrescenta chave presencial, comando de climatização remota, câmera de ré, acendimento automático dos faróis, retrovisores com rebatimento elétrico, faróis de LED e quadro de instrumentos digital.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade