Publicidade

Estado de Minas

VW Amarok - Reforço na correia dentada

Volkswagen resolve problema de vedação da correia da picape que, especialmente em Minas Gerais, vinha apresentando defeito por causa de contato com pó de minério


postado em 20/04/2012 14:37

(foto: Volkswagen/Divulgação)
(foto: Volkswagen/Divulgação)
Encontrar a solução, resolver e não devolver o ônus ao proprietário do veículo. Apesar de não declarada oficialmente e ao contrário do que vem sendo prática num mercado em que o consumidor é pouquíssimo respeitado, essa foi a postura da Volkswagen do Brasil diante de reclamações de consumidores que tiveram a correia dentada da picape Amarok arrebentada, na maioria dos casos com muito pouco tempo de uso.

Os casos chegaram a chamar a atenção nas oficinas das concessionárias de Belo Horizonte. Duas delas chegaram a receber cinco modelos com defeito, na mesma época. Em alguns casos, a correia arrebentada chegou a danificar o motor, que teve que ser trocado. A fábrica – pelo menos nas situações em que se tem notícia – consertou todos os veículos em garantia, independentemente da quilometragem, apesar de alegar que o problema só aconteceu em Minas Gerais.

A origem do defeito estava na vedação do sistema de proteção da correia dentada. Pouco resistente às regiões com pó de minério, a proteção possibilitava a penetração de resíduos que ressecavam a correia. O resultado era que com pouco tempo de uso a correia arrebentava, nas situações mais críticas, danificando o motor.
A solução encontrada foi rever o sistema de proteção da correia, com melhor vedação e, consequentemente, maior eficiência. Uma fonte ligada à fábrica garantiu, inclusive, que a solução foi adotada não só nos modelos com defeito, mas em todos os zero quilômetro saídos de fábrica a partir do momento em que se detectou o problema, aproximadamente há 60 dias. É possível, inclusive, a verificação em garantia de modelos comprados há mais tempo, para verificar a necessidade de troca da correia e do sistema de proteção.

RESPOSTA VW A montadora informa que em condições de uso severo pode haver necessidade da verificação antecipada de componentes de desgaste no modelo, em função do tipo de utilização do veículo, conforme orientação no livreto de manutenção e garantia. É considerada situação severa quando o veículo roda predominantemente em situações com elevado índice de partículas suspensas, como as existentes especialmente nas regiões próximas às indústrias mineradoras, de cimento e siderúrgia, marmorarias e salinas. Nesses casos, o livreto de manutenção e garantia recomenda que seja feita verificação das correias a cada 10 mil quilômetros ou seis meses, o que ocorrer primeiro. A Volks esclarece que para os clientes que apresentaram a ocorrência mencionada, depois da revisão e os reparos necessários, os seus veículos foram entregues em condições normais de uso. A Amarok conta com três anos de garantia total, incluindo motor e transmissão. Para isso, é necessário que se cumpra o Plano de Manutenção do Veículo.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade