Publicidade

Estado de Minas VETERANA

Kombi atinge marca de 1,5 milhão de unidades produzidas

Sem concorrentes diretos e bem mais barata que opções importadas, perua se mantêm como opção interessante para empresas


postado em 28/11/2011 19:19 / atualizado em 28/11/2011 19:44

Funcionários posam com a Kombi número 1.500.000(foto: Volkswagen/Divulgação)
Funcionários posam com a Kombi número 1.500.000 (foto: Volkswagen/Divulgação)

A veterana Volkswagen Kombi conquistou um feito histórico nesse mês: o veículo chegou a marca de 1,5 milhões de unidades produzidas. Fabricada no Brasil desde 1957, é também o modelo mais antigo do mundo ainda em fabricação.

A Kombi número 1.500.000 ficou pronta na última sexta-feira e teve direito a comemoração da equipe de produção na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo, São Paulo. Segundo a marca, 736 funcionários trabalham na montagem das 145 Kombis que são produzidas diariamente.

A perua alcançou 500 mil unidades vendidas em junho de 1977. A Kombi milionária chegou em 1995, quando o modelo já contabilizava 1.005.250 unidades comercializadas. Segundo a marca alemã, até outubro deste ano, a Kombi completa 1.404.083 unidades vendidas.

Primeira Kombi montada no Brasil em 1957(foto: Volkswagen/Divulgação)
Primeira Kombi montada no Brasil em 1957 (foto: Volkswagen/Divulgação)
A Kombi foi criada na década de 40, em projeto idealizado pelo holandês Ben Pon, um revendedor Volkswagen o país, com base mecânica do Fusca. A produção em série começou em 1950 na Alemanha com carroceria em monobloco e motor refrigerado a ar de 25 cavalos.

No Brasil, o modelo começou a ser montado com 50% de nacionalização em 1957, no famoso estilo saia e blusa. Em 1975, ela sofreu a primeira mudança estética, com parabrisa inteiriço. Em 1997, ganhou portas corrediças (o que já existia na Alemanha desde a década de 70), teto mais alto e o fim da divisória após o banco dianteiro. O motor refrigerado a ar foi abolido em 2006, quando a Kombi adotou o propulsor 1.4 flex capaz de desenvolver 78 cv com gasolina e 80 cv a etanol.

Apesar do projeto pré-histórico, o modelo segue firme como líder de vendas no seu segmento. A Kombi apresenta mecânica simples e barata e grande versatilidade de uso. Atualmente é vendida na versões Standard (9 passageiros), Furgão (2 ou 3 passageiros), Lotação (12 passageiros) e Escolar (15 passageiros).

Os preços começam em R$ 44,7 mil (Furgão) e R$ 48,8 mil (Standard). O único opcional disponível é o desembaçador do vidro traseiro, por R$ 240. "A Kombi não tem concorrentes diretos no mercado nacional, pois não há maneira mais barata e eficiente de se transportar uma tonelada de carga coberta", diz Marcelo Olival, gerente-executivo de Vendas e Marketing de Comerciais Leves da Volkswagen.

Apesar disso, a história da Kombi pode estar perto do fim. A partir de 2014, os modelos vendidos no Brasil deverão possuir airbag de série e o projeto da perua não é adequado ao equipamento. Mas a veterana pode ter uma nova "encarnação". Foi apresentado neste ano o conceito Bulli, uma minivan inspirada nas linhas clássicas da Kombi. É esperar para ver.

Veja fotos da Bulli, 'a Kombi do futuro'

Veja fotos da Kombi do Galo


Veja fotos de uma Kombi 1974


Veja fotos de uma cama em formato de Kombi


Fotos do aniversário de 50 da Kombi


Em 2007 a Kombi ganhou uma série especial dos 50 anos no Brasil(foto: Volkswagen/Divulgação)
Em 2007 a Kombi ganhou uma série especial dos 50 anos no Brasil (foto: Volkswagen/Divulgação)

 

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade