Suzuki Inazuma 250 - Relâmpago mecânico

Fabricado na China, o novo modelo da marca japonesa tem motor com dois cilindros paralelos, foi lançado no mercado europeu e será exportado para a América do Sul

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/01/2012 20:10 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
O desenho foi inspirado na prima gigante B-King 1300 - Fotos: Suzuki/Divulgação O desenho foi inspirado na prima gigante B-King 1300
O modelo Suzuki Inazuma 250 é uma street equipada com motor de dois cilindros paralelos, com injeção eletrônica e refrigeração líquida. A moto foi apresentada na Europa no fim de 2011 (no salão de Birmighan, na Inglaterra) e começa a ser comercializada no segundo trimestre de 2012. Originária da China, onde é vendida desde 2010 com o nome de GW 250, a Inazuma será exportada para diversos países da Ásia, América Central e América do Sul, que tem o Brasil como maior consumidor. A marca, que é representada no país pela J. Toledo, não confirma, mas o modelo também vai desembarcar no Brasil nacionalizado via Manaus.

O nome Inazuma, que significa relâmpago em japonês, também ajuda a esclarecer uma intricada operação industrial globalizada. Na China, as marcas estrangeiras são obrigadas a se associar com as “nacionais” no processo de produção. Dessa forma, a japonesa Suzuki estabeleceu uma parceria com a chinesa Haojue, que fabrica a motocicleta GW 250 para o mercado interno e exportação (com o nome de Inazuma). O curioso é que a Haojue também tem um acordo com a brasileira Dafra, que produz a motocicleta Riva 150 e o scooter Smart 125, que concorre exatamente com o Suzuki Burgman 125.

CONCORRÊNCIA A Inazuma 250 vai enfrentar uma concorrência acirrada no mercado nacional, enfrentando modelos como Honda CBR 250R, Yamaha Fazer 250, Kawasaki Ninja 250, Kasinski Comet 250 e Dafra Roadwin 250. Para tanto, a moto apresenta um interessante pacote técnico. O motor de dois cilindros paralelos tem quatro válvulas por cilindro, injeção eletrônica e refrigeração líquida e desenvolve 25,7cv de potência (a 8.000rpm) e 2,4kgfm de torque (a 7.000rpm). A marca afirma que o torque já está disponível em bom número a partir dos 4.000rpm, facilitando bastante os deslocamentos urbanos, que é o foco de sua utilização.

Outra comodidade está no painel, que tem conta-giros analógico no centro e uma tela digital, que inclui, além das informações de praxe, relógio de horas, alerta para manutenções programadas, como troca de óleo. Além disso, há uma luz que indica o momento ideal para a troca de marchas (o câmbio tem seis velocidades), em três situações preestabelecidas, selecionadas pelo piloto: standard, normal e eco, para economizar combustível. O processo não inclui alterações no mapeamento do motor, apenas alerta o piloto para as rotações mais convenientes para as trocas de marchas conforme sua opção.

O visual da Inazuma 250 (no Japão também existe o modelo Inazuma 400 com desenho clássico) tem nítida inspiração na gigante naked GSX 1300 B-King (equipada com motor de quatro cilindros em linha), que, por sua vez, também se baseou nos modelos da linha GSR. A semelhança imediatamente motivou o aparecimento do inevitável apelido Baby King, mais palatável que o exótico Inazuma. As rodas são em liga leve, com somente três raios e aros de 17 polegadas, calçadas com pneus sem câmara. As setas dianteiras estão integradas às aletas laterais e o conjunto óptico dianteiro tem farol multifacetado, incrustado em microcarenagem, como destaque.

No tanque arredondado cabem 13,3 litros. A rabeta traseira tem desenho afilado, destoando do conjunto dianteiro. A suspensão dianteira é clássica, com sistema telescópico não invertido; e traseira tem monoamortecedor, sem links. Os freios são a disco ventilados, sendo um em cada roda. O quadro é em tubos de aço, com dupla viga lateral, e os escapes duplos têm saídas baixas e cromadas. O banco fica a 780mm do chão, facilitando as manobras urbanas e o embarque e desembarque. Entretanto, a semelhança com a prima gigante B-king e o quadro em aço cobraram o preço: o peso é de obesos 182 quilos, o que pode ofuscar a luz do relâmpago.
Os freios são a disco ventilados - Os freios são a disco ventilados

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Ultimas Notícias

ver todas
29 de julho de 2015
26 de julho de 2015
14 de julho de 2015
28 de junho de 2015
14 de junho de 2015