PROBLEMA CHINÊS

Consumidores reclamam de falhas nos freios do Chery Face

Clientes da Chery se decepcionam com os serviços da rede de concessionárias, assim como do fabricante

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/05/2013 19:21 / atualizado em 20/05/2013 16:34 Caderno Vrum /Estado de Minas

Antes da perda total, a pastilha havia sido substituída três vezes com apenas 20 mil quilômetros - Fotos: Arquivo Pessoal Antes da perda total, a pastilha havia sido substituída três vezes com apenas 20 mil quilômetros
“Pegue o seu usado pelado, vá até a Chery e saia de completo”. Assim diz uma peça publicitária da Chery, marca chinesa que entrou no mercado brasileiro em 2009 e que está construindo uma fábrica no Brasil. Porém, para muitos clientes que apostaram no sonho do carro barato e completo, a realidade se mostrou um verdadeiro pesadelo: falta de peças, manutenção precária, concessionárias fechando e um total descaso dos serviços de atendimento ao consumidor (SAC).

 

 Clique aqui e veja fotos do Chery Face!

 


Como se não bastasse, são várias as reclamações a respeito de falha nos freios de diversos modelos da Chery, alguns com desfechos perigosos. Foi o que aconteceu com o professor Dhennis Wheberth Barbosa, proprietário de um Chery Face 2012. Uma repentina falha no sistema de freio ocasionou um acidente que resultou em perda total do veículo. De acordo com Dhennis, antes desse fatídico episódio o sistema de freios já havia falhado quatro vezes. Todas as falhas foram comunicadas à revenda Parque Veículos, de Governador Valadares, concessionária que já está fechada.


“Com 20 mil quilômetros rodados, a pastilha de freio da roda dianteira esquerda já havia sido substituída três vezes. O mecânico da concessionária chegou a condenar o sistema de freio do meu carro”, afirma o professor. Dhennis entrou em contato com o SAC da Chery por pelo menos 10 vezes e nunca recebeu qualquer retorno.

CONTRADIÇÃO Oito dias depois do acidente, um analista de campo da Chery fez uma análise visual do veículo e constatou que não havia nada errado com o sistema de freio, afirmando inclusive que não há qualquer indício de vazamento no sistema, contrariando o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar de Minas Gerais em que consta uma observação de que a roda dianteira esquerda (com histórico de problemas) apresentava vazamento do óleo do freio.

 

A farmacêutica Lilian Costacurta, de Sumaré (SP), disse que se arrepende de ter escolhido o Chery Tiggo para ser seu carro. Além de conviver com vários problemas, como vidros vibrando, suporte do estepe quebrado e banco traseiro quebrado, ela conta que a luz que acusa falha no sistema ABS fica constantemente ligada. Lilian constata uma má vontade na concessionária na qual levava o seu carro, já que ela não consegue agendar atendimento para fazer a manutenção do seu carro. “Numa das ligações que fiz ao SAC da Chery ouvi um diálogo entre dois funcionários, um dizendo ao outro se meu carro era um que tinha caído da cegonheira. Depois disso, sinto-me muito insegura”, conta a farmacêutica.

NA REDE Uma rápida pesquisa na internet revela que vários clientes da Chery estão tendo problemas com os freios de seus carros. O site Reclame Aqui (www.reclameaqui.com.br) reúne vários proprietários insatisfeitos. Um cliente de São Paulo (SP) relata que tem um QQ que também apresentou várias falhas no freio que culminaram num acidente. Ele não confia mais no carro. Outro cliente de São Paulo (SP) conta que seu QQ apresentou problemas nos freios três vezes: o primeiro era no sistema ABS, o segundo foi um vazamento do fluido e no terceiro o freio não funcionou e o carro bateu.

Dhennis Barbosa nunca conseguiu ser atendido no SAC para reclamar sobre falhas repetidas no freio do Face - Dhennis Barbosa nunca conseguiu ser atendido no SAC para reclamar sobre falhas repetidas no freio do Face
Um consumidor de Criciúma (SC) disse rapidamente, sem citar o modelo do carro, que ficou mais uma vez sem freio. Um carioca relatou que a luz que indica alguma falha no ABS acendeu no painel. Um paulistano proprietário de um Tiggo conta que o carro fica freando sem que o pedal seja acionado. Um cliente de Brasilia (DF) disse que na revisão dos 2.500 quilômetros queixou-se de um barulho nos freios e o mecânico revelou que o freio do Face é assim mesmo. Também vem de Brasília a queixa da troca precoce do servofreio.

O dono de um QQ de Campinas, São Paulo, reclamou dos freios que vibravam na revisão dos 2.500 quilômetros. Na revisão dos 5 mil quilômetros nada foi feito. Na revisão dos 10 mil quilômetros lixaram a pastilha, que estava empenada, mas nada de o carro melhorar. Quando as pastilhas acabaram, a concessionária não tinha a peça para reposição. Um consumidor de Belo Horizonte reclamava de barulho vindo dos freios desde que comprou seu Face e os funcionários da concessionária falavam que era normal. Quando acabou a garantia, na revisão dos 20 mil quilômetros, disseram que quase não havia discos nem pastilhas. O prejuízo? R$ 970.

Um cliente de Cotia (SP) conta que, ao sair de casa para emplacar o seu QQ, o freio falhou subitamente e o carro bateu no portão da garagem. A concessionária analisou o veículo e não constatou qualquer defeito, mas também não quis fornecer um laudo para documentar o ocorrido. Um proprietário de um Face, em Diadema (SP), reclama que a direção treme sempre que o freio é acionado em altas velocidades. Ele trocou discos e pastilhas, mas o problema voltou. Por fim, um funcionário da concessionária disse que o problema foi alvo de um recall que não abrangeu os modelos mais antigos.

SILÊNCIO Infelizmente a Chery não demonstrou o menor interesse em esclarecer se existe uma grande quantidade de falhas nos freios de seus carros. Tampouco quis comentar sobre a falta de peças e o mal atendimento prestado aos seus clientes.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Ivan
Ivan - 11 de Julho às 08:55
Olá, alguém sabe me informar ou de dar um caminho para eu saber qual é o tempo mínimo que uma industria de carros estrangeiros implantados no brasil, precisa para tirar um modelo de linha, pois comprei um chery s18 em 2013 e eles não fabricaram mais
 
Vinicius
Vinicius - 20 de Maio às 07:48
Completa falta de respeito com o consumidor. Carros com problemas nos freios, isso é questão de segurança pública, vidas estão em perigo. Onde estão os órgãos competentes para fiscalizar essa "montadora" chinesa ?
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
20 de junho de 2017
18 de junho de 2017