Aprenda a localizar o FPS do carro e evite perdas de tempo e dinheiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/01/2012 15:50 Paula Carolina /Estado de Minas

O FPS da Ford é vermelho, mas localizá-lo embaixo do forro requer muita paciência - Paulo Henrique Vivas/Esp. para o EM/D.A Press O FPS da Ford é vermelho, mas localizá-lo embaixo do forro requer muita paciência
 

 

A sigla vem do inglês: Fire Prevention System (FPS) ou, literalmente traduzindo, sistema que previne fogo ou incêndio. Ele também é conhecido como interruptor inercial e existe em alguns automóveis, com a função de fazer o corte de combustível depois de um acidente, evitando um provável incêndio. Ao detectar a pancada, o sistema é acionado, corta o combustível e, em poucos segundos, o veículo é desligado.

O problema é que, muitas vezes, a informação reconhecida pelo sistema como de batida não é necessariamente um acidente. Pode ser a caída com a roda em um buraco, a passagem mais rápida por um quebra-molas ou até uma pequena encostada em algum obstáculo. Nada que impeça que o veículo volte a circular. Então o motorista tenta novamente dar a partida, e nada. No desespero, chama um reboque, leva o carro até uma oficina mecânica (que pode ser honesta, reativar o sistema e não cobrar nada; mas também pode dizer que trocou isso e aquilo – há relatos de “troca” da bomba de combustível – e cobrar caro pela desinformação do dono do carro) e, no mínimo, já gastou muito tempo à toa.

A solução? Basta encontrar o interruptor inercial, um pequeno botão escondido, e apertá-lo, reativando o sistema de alimentação. Em seguida, é só girar a chave na ignição, normalmente, e fazer o carro pegar.

ONDE ESTÁ Para evitar a cilada, o caderno Vrum foi a caça do “chicotinho queimado” e conta onde fica o interruptor inercial de alguns dos modelos mais comercializados atualmente. Sua localização depende da marca e também do modelo. É bom ressaltar que nem todos os veículos têm o sistema ou, ao contrário, têm o sistema, mas a alimentação de combustível é retomada automaticamente, bastando ligar novamente o carro, sem a necessidade de encontrar o interruptor. De qualquer maneira, é só ficar atento, pois quando o “botãozinho” existe está mencionado no manual do proprietário, normalmente no tópico Interruptor inercial, em alguns casos também com advertência no para-sol. Veículos mais modernos fazem referência ao sistema no computador de bordo.

A Fiat é uma das marcas mais conhecidas pela adoção do sistema e, normalmente, há duas possibilidades de se encontrar o interrruptor: no fundo do assoalho esquerdo, próximo ao pedal da embreagem (linha Palio, exceto o modelo novo) – como é todo preto e fica ao fundo, o jogo só acaba com a ajuda de uma lanterna – ou na coluna da porta direita, também ao fundo, embaixo da capa que forra a porta (Punto, Bravo, Stilo, Marea, Linea, Novo Palio Dualogic). O Novo Palio com câmbio manual, assim como o Uno Mille e o Novo Uno, não tem o interrruptor. O corte de combustível é feito pelo próprio sistema de injeção eletrônica e, para fazer o carro voltar a pegar, é só ligá-lo novamente pela chave. A Ford facilitou um pouco e o botão é vermelho, mas dificultou ao colocá-lo embaixo do forro. Fica na coluna da porta, do lado direito, ao fundo (veja fotos), na maior parte dos modelos.

Já em grande parte dos automóveis Chevrolet, VW, Peugeot, Citroën e Renault a reativação é automática. No caso das francesas, o sistema tem a função integrada ao calculador do airbag, o que não significa que o airbag será acionado em qualquer situação (conforme o cálculo que avalia a batida, pode somente ser cortado o combustível). Mas os modelos que não têm airbag, não têm o sistema.

(*) Colaboraram o instrutor de direção defensiva Rogério Mateus e os instrutores do Senai Centro Automotivo Nelson Henrique Neri e Valmir Medeiros.

 

Se o carro cai em buraco ou esbarra em obstáculo pode haver corte de combustível - Marcos Vieira/EM Se o carro cai em buraco ou esbarra em obstáculo pode haver corte de combustível
 

Tags:

Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
06 de julho de 2015