L-200 Triton ganha GPS na linha 2011

Além do aparelho, picape terá pequenas alterações no visual

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/08/2010 19:15 Portal Vrum
Fotos: Mitsubishi/Divulgação
Foram divulgados, na tarde desta quinta-feira (12), os detalhes da linha 2011 da picape L-200 Triton, da Mitsubishi. Entre as novidades estão novas rodas de liga leve de 16 polegadas, grade frontal com molduras para os farois de neblina e novo para-choque dianteiro.

O que completa o pacote de novidades da cabine dupla é um exclusivo GPS desenvolvido pela Mitsubishi para sua linha de produtos e especificamente para o Brasil. O aparelho conta com mais de 1.200 localidades mapeadas e 800 mil pontos de interesse. O GPS integra o moderno sistema multimídia Power Touch que oferece itens como tela touch screen de sete polegadas (7") com entrada para CD / DVD player e entrada USB com interface para iPod, MP3, sistema Bluetooth com viva-voz e rádio AM / FM todos integrados em um único sistema.

A L200 Triton continua disponível em três opções de configuração motor/câmbio: motor V6 flex com transmissão automática e motor diesel com transmissão manual de cinco velocidades ou com transmissão automática de quatro velocidades. Nas versões a diesel o veículo recebe um motor de 3.2 litros com injeção direta Common Rail de alta pressão e 165 cv de potência, que atinge torque de 38,1 kgf.m.

A linha 2011 da picape estará disponível em breve com oito opções de cores: Azul-safira, Branco-enya, Cinza-hematita, Prata-satellite, Preto-onix, Verde-pantanal, Vermelho-mônaco e Vermelho-rubi.

Os preços continuam os mesmos, a partir de R$ 101.990 e chega aos R$ 119.990 para a versão top.

O GPS integra um sistema multimídia no interior da picape - O GPS integra um sistema multimídia no interior da picape
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
29 de agosto de 2015
28 de agosto de 2015