Motor de três cilindros garante bom desempenho ao Fox Bluemotion

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/08/2013 11:16 / atualizado em 11/08/2013 12:17 Enio Greco /Estado de Minas
Hatch compacto da marca alemã ganha o moderno motor de três cilindros, que garante bom desempenho  - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Hatch compacto da marca alemã ganha o moderno motor de três cilindros, que garante bom desempenho

Dizem que o cão é o melhor amigo do homem. Mas, se houvesse uma votação para eleger o melhor amigo do bolso, o Volkswagen Fox BlueMotion 1.0 flex seria um forte candidato. Essa versão do modelo, que chegou recentemente ao mercado, traz como principal novidade o moderno motor EA211, um três cilindros compacto e leve que consegue proporcionar boas respostas em desempenho, consumo e emissão de poluentes. O carro “conversa” com o motorista, dando as dicas de como economizar combustível, proporcionando números impressionantes.


A Volkswagen escolheu o Fox BlueMotion para introduzir em sua linha o novo motor de três cilindros, que em breve vai equipar também o compacto up!. É o segundo modelo de produção nacional a sair de fábrica com esse tipo de motorização, já que o primeiro foi o Hyundai HB20. Mas o Fox BlueMotion traz ainda um completo pacote que visa principalmente a economia de combustível e que chega para mudar o conceito de que carro com motor 1.0 tem desempenho limitado.

SEM TANQUINHO
Para conseguir bons resultados com o novo motor, a VW usou alumínio em sua construção, reduzindo peso e otimizando seu funcionamento. O conceito BlueMotion traz, além do novo motor, sistema de partida a frio que dispensa o uso do tanquinho reserva, já que o combustível passa por uma câmara de pré-aquecimento antes de ser injetado. O sistema entra em funcionamento sempre que a temperatura ambiente está abaixo de 17,5 graus. Os pneus são chamados de verdes, na medida 175/70, pois trazem em sua composição componentes que ajudam a reduzir a resistência ao atrito, favorecendo a performance. O modelo traz ainda componentes estéticos diferenciados, como a grade dianteira com novo desenho, que melhora a aerodinâmica e também ajuda a economizar combustível.

DICAS
Mas o detalhe interessante do Fox BlueMotion 1.0 são as dicas fornecidas por meio do computador de bordo. A parceria com o motorista começa ao dar a partida, quando o sistema lembra que é preciso pisar na embreagem para fazer o motor funcionar. Isso ocorre para evitar que o motor seja colocado em funcionamento com uma marcha engrenada. E basta sair com o carro para que novas mensagens surjam no painel, sempre visando a economia de combustível. Se os vidros estão abertos, ele recomenda que sejam fechados, para diminuir a resistência ao ar. Se o motorista acelera com o carro parado ou força a arrancada, leva um puxão de orelha, pois o sistema alerta que é bom evitar esse tipo de situação. E, para completar, o computador indica qual a melhor marcha a ser engatada para otimizar o consumo.

CONSUMO
Se o motorista ouvir os conselhos do carro, certamente vai se surpreender com a economia de combustível. Rodando com o Fox em um circuito misto na cidade, mesclando corredores com trânsito rápido e áreas com topografia mais acidentada, o computador de bordo apresentou consumo variando de 9km/l a 11,5km/l com etanol e cerca de 13km/l com gasolina. Na estrada os números são ainda melhores: 20km/l com gasolina e 16km/l com etanol. Resultados bem melhores do que a média de outros modelos equipados com motor 1.0 de quatro cilindros.

PERFORMANCE
E para os que se decepcionaram com o Fox 1.0 flex quatro cilindros, com desempenho bem limitado, o três cilindros chega para mudar a história. O carro apresenta boa performance tanto na cidade quanto na estrada, com bom torque em baixas rotações, proporcionando arrancadas rápidas e retomadas de velocidade eficientes, com segurança. O hatch é esperto. Nem parece um 1.0. O câmbio, com relações alongadas, contribui para o bom desempenho, além de ter engates precisos. É um carro mais durinho, já que o ajuste das suspensões privilegia a estabilidade em detrimento do conforto. A direção foi bem calibrada, garantindo tranquilidade nas manobras e segurança em velocidades mais elevadas.

LIMITADO
O hatch compacto da VW é uma opção interessante para quem procura economia em um carro bem equipado. O espaço interno é limitado, mas o acabamento é de boa qualidade, com montagem dos componentes benfeita. Os bancos dianteiros estreitos não são muito confortáveis, mas o do motorista conta com ajuste de altura. O traseiro tem cinto central abdominal. É um compacto com visual atualizado e bom pacote de equipamentos.

Spoiler na traseira é um dos itens para melhorar a aerodinâmica - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Spoiler na traseira é um dos itens para melhorar a aerodinâmica


FICHA TÉCNICA
» MOTOR

Dianteiro, transversal, de três cilindros em linha, 999cm³ de cilindrada, 12 válvulas, com potências máximas de 75cv (gasolina) e 82cv (etanol) a 6.250 rpm e torques de 9,7kgfm (gasolina) e 10,4kgfm (etanol) a 3.000rpm

» Transmissão
Tração dianteira, câmbio manual de cinco marchas

» Suspensão/Rodas/Pneus
Dianteira, independente, McPherson e barra estabilizadora; traseira, interdependente, com braço longitudinal/ 5x14 polegadas em aço/ 175/70 R14

» Direção
Tipo pinhão e cremalheira, com assistência eletro-hidráulica

» Freios
Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

» Capacidades
Peso, 993kg; tanque, 50 litros; de carga (passageiros e bagagem), 440kg

Moderno motor de três cilindros transformou o hatch em um carro muito mais esperto - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Moderno motor de três cilindros transformou o hatch em um carro muito mais esperto


EQUIPAMENTOS

» De série

Freios ABS com EBD, spoiler traseiro, airbag duplo, banco do motorista com ajuste de altura, terceira lanterna de freio, cintos de segurança automáticos de três pontos na frente com tensor e ajuste de altura, direção eletro-hidráulica, imobilizador eletrônico, entre outros.

» Opcionais

Retrovisores externos e vidros elétricos, alarme com imobilizador eletrônico, rede e iluminação no porta-mala, ar-condicionado, destravamento elétrico da tampa traseira, luz indicadora de direção nos espelhos retrovisores, chave canivete com controle remoto, travamento central com controle remoto por radiofrequência e acionamento interno, banco traseiro corrediço e com terceiro apoio de cabeça, faróis e lanternas traseiras de neblina e sensor de estacionamento traseiro.

QUANTO CUSTA?

O VW Fox BlueMotion 1.0 flex tem preço inicial de R$ 32.590, mas com todos os opcionais chega a R$ 43.013.

Interior tem acabamento de boa qualidade, com comandos bem localizados no painel - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Interior tem acabamento de boa qualidade, com comandos bem localizados no painel


NOTAS (0 a 10)
Desempenho    9
Espaço interno    7
Porta-malas    8
Suspensão/direção    8
Conforto/ergonomia    7
Itens de série/opcionais    8
Segurança    7
Estilo    8
Consumo    10
Tecnologia    8
Acabamento    8
Custo/benefício    9

AVALIAÇÃO TÉCNICA
Acabamento da carroceria

A qualidade da pintura é boa e a montagem das partes móveis, satisfatória. Os vários componentes externos (para-choques, faróis, lanternas, frisos das portas etc.) têm boa montagem. POSITIVO

Vão do motor

Há isolante acústico somente no painel de fogo e o resultado da insonorização em relação ao habitáculo é razoável, com o motor em alta rotação. A sistematização dos vários componentes é bem racional e não tem reservatório de gasolina para partida a frio, sendo o acesso à manutenção muito bom com a nova motorização. O capô é sustentado aberto por vareta manual. POSITIVO

Altura do solo

Não tem de série chapa em aço protetora para a zona inferior do motopropulssor. Não ocorreram interferências com o solo no nosso percurso misto de provas numa utilização normal com carga máxima. POSITIVO

Climatização

É por comando manual. A vazão de ar é boa e a rumorosidade de funcionamento aceitável e está bem vedado. Os comandos de temperatura, velocidade e direção do fluxo têm boa dimensão e pega. As teclas do recírculo e do ar-condicionado têm boa identificação quando o sistema está ligado. POSITIVO

Espaço no banco traseiro é limitado e o cinto de segurança central, abdominal - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Espaço no banco traseiro é limitado e o cinto de segurança central, abdominal


Freios

Apresentaram bom comportamento dinâmico no uso misto. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o ABS foi eficiente. As suas reações são homogêneas nos dois eixos e a desaceleração foi eficiente e linear, mesmo em frenagem de emergência. O freio de estacionamento atuou normalmente. POSITIVO

Câmbio

As relações de marchas/diferencial atendem bem a proposta de consumo desta versão, numa topografia normal. A qualidade de engate é ótima. POSITIVO

Motor

Surpreendeu o funcionamento e rendimento. O acionamento é por correia dentada e não por corrente, o que seria melhor para baixar o custo de manutenção. Apresentou boa elasticidade e a rumorosidade de funcionamento é agradável, do tipo “encorpada”, estando bem definidos o conjunto filtro de ar e a tomada de ar superior com caixa de ressonância acoplada. Com carga útil máxima e ar-condicionado ligado, perde bastante em performance, mas ainda está em um nível aceitável para a cilindrada. Em marcha lenta e olhando o motor com o capô aberto, a vibração é considerável, mas a transferência para a carroceria com reflexo no habitáculo é mínima, devido a eficientes e bem dimensionados coxins hidráulicos, que sustentam o motopropulsor. POSITIVO

Vedação

Boa contra água e poeira nos testes padrão realizados. POSITIVO

Nível interno de ruído

O efeito aerodinâmico inicia-se a 100km/h e é crescente com a velocidade. Ao trafegar sobre piso de calçamento, terra com costelas e asfalto em má conservação, surgem vários pequenos ruídos no habitáculo, principalmente no painel. NEGATIVO

Suspensão

É muito estável e contorna com excelente precisão e mínima inclinação da carroceria curvas de raios variados. O conforto de marcha é limitado, mesmo com pneus da série 70. Há perda significativa e incomoda o nível das transferências das suspensões com carga máxima. REGULAR

Direção

A assistência hidráulica tem ótima calibragem e o sistema tem reações com excelente resposta e sensibilidade. O diâmetro de giro é bom, assim como a velocidade do efeito/retorno. Em curvas sobre piso irregular de terra e paralelepípedo apresentou baixa rumorosidade do conjunto. A precisão na reta e em curvas é muito boa. POSITIVO

Iluminação

Há luz de cortesia nos para-sóis, porta-malas e porta-luvas. O grupo óptico dianteiro tem dupla parábola, é eficiente no baixo e no alto e tem faróis de neblina. Porém, não há regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. O quadro de instrumentos, que tem iluminação permanente, console central e interruptores dos painéis de porta têm fácil identificação noturna. Na frente tem pequeno plafonier com lanterna com duplo spot fixo integrado e lanternas nas laterais traseiras do teto, sendo o resultado satisfatório em iluminação. O sistema não tem sensor crepuscular. POSITIVO

Limpador do para-brisa

Os esguichos são do tipo spray em V com boa vazão e abertura de água que atinge todo o para-brisa. As palhetas apresentam boa qualidade e varrem uma boa área. No vidro traseiro o sistema é eficiente. Não tem sensor de chuva. POSITIVO

Estepe/macaco

O estepe tem roda e pneu iguais aos de uso. Está instalado no assoalho dentro do porta-malas. A operação de troca é normal. Os pontos de apoio do macaco estão indicados nas soleiras. As calotas integrais são fixadas pelos parafusos de roda, o que inibe o furto, mas é necessário retirar as tampas plásticas de acabamento para receber a chave de rodas. POSITIVO

Alarme

A chave de ignição é codificada e há proteção perimétrica das partes móveis contra abertura forçada e, também, a volumétrica dentro do habitáculo contra invasão pela quebra dos vidros. Ao dar comando para travar as portas por meio de controle remoto inserido na própria chave, os vidros sobem automaticamente e o sistema antiesmagamento funcionou bem. Tem função um toque somente para as portas dianteiras. POSITIVO

Volume do porta-malas

O declarado pela fábrica é de 260 litros, o mesmo encontrado com o banco traseiro na posição normal e a tampa do bagagito fechada.

(*) Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.

www.danieltecnodan.com.br


Porta-malas de 260 litros tem espaço suficiente para uma família pequena - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Porta-malas de 260 litros tem espaço suficiente para uma família pequena
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
kta
kta - 11 de Agosto às 17:22
3 cilindos e só faz 13km/l na cidade, com motor 1.0? tá todo mundo doido ou sou eu? meu carro 1.6 faz 10km/l na cidade, no ar condicionado faz entre 9 e 9.5km/l. Pagar R$32 mil nesse carro pra ter um consumo ligeiramente melhor não faz sentido. VW enganando mais uma vez todo mundo...
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
16 de agosto de 2015
02 de agosto de 2015
31 de julho de 2015
30 de julho de 2015
29 de julho de 2015