Range Rover Evoque 2.0 Prestige: Escultura sobre rodas

Se carro vende pela beleza, o Range Rover Evoque tem tudo para dar certo. O crossover tem linhas arrojadas e bonitas sob todos os ângulos. A tecnologia reina neste 4x4

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/03/2012 09:32 / atualizado em 24/03/2012 09:54

Visão lateral reforça a beleza do Evoque, que tem linha de cintura elevada - Pedro Cerqueira/EMDAPress Visão lateral reforça a beleza do Evoque, que tem linha de cintura elevada
Esqueça o visual sólido dos jipes tradicionais, como grandes blocos com cortes planos. Com arremates e linhas suaves, o Evoque está mais para uma escultura. Seus traços mais marcantes são os faróis e lanternas delgados, as grandes rodas de 20 polegadas em contraste com a carroceria baixa e a pequena área envidraçada, característica que compromete drasticamente a visibilidade. Para tentar corrigi-la, o fabricante adotou grandes retrovisores externos, além de um sistema de câmeras de 360 graus, sensores de estacionamento e detector de veículos nos pontos cegos.

A chave fica no bolso. Para entrar basta tocar a maçaneta. Aperte o botão de ignição e o barulho será suave. No melhor estilo downsize, para empurrar o esbelto crossover foi escolhido um motor 2.0 litros de quatro cilindros, porém vitaminado com o uso de turbo e injeção direta de combustível. O resultado são 243cv de potência e 34,6kgfm de torque. A transmissão automática de 6 velocidades tem funcionamento suave e trocas precisas. A tração é integral.

PROATIVO Apesar do porte poderoso, o Evoque é um veículo relativamente baixo (igual à altura de uma Palio Adventure), ponto para sua boa performance em curvas, característica reforçada pela tração integral, o uso de pneus largos e anjos da guarda eletrônicos como controle de estabilidade e tração. Mas a cereja do bolo é a suspensão ativa, que “lê” as condições de rodagem e fica mais rígida (privilegiando a estabilidade) ou elástica (mais confortável). A direção elétrica é precisa e ganha peso em velocidades mais elevadas. Para esse estilo de tocada o câmbio tem o modo esportivo, que troca as marchas em rotações mais elevadas, e, no sistema Terrain Response, um modo dinâmico deixa-o mais estável e com respostas mais rápidas.

NA TERRA As dimensões relativamente reduzidas são um grande aliado do Evoque no fora de estrada. Escolher qual é o perfil mais adequado para cada trecho no sistema Terrain Response é essencial para não enterrar o veículo. O sistema controla eletronicamente e adapta as configurações de tração, torque, suspensão e aceleração. O sistema que ajuda a frear na descida pode ser acionado no painel.

Os pneus de passeio com perfil baixo não são adequados para a aplicação fora de estrada. O perfil baixo também obriga que em terreno pedregoso a velocidade tenha que ser diminuída. Se isso ocorrer, o estepe disponível é o de emergência. A altura máxima para atravessar trechos alagados é de 50cm. Os ângulos de entrada e saída, bem como o vão central, também se mostraram eficientes, não esbarrando o fundo do veículo em sulcos mais profundos.

MAIS QUE CONFORTO Se o estilo Land Rover de encarar o fora de estrada não abre mão do padrão primeira classe, nesse urbanoide a filosofia é a mesma. Os passageiros da frente acham a melhor posição nos assentos com ajustes elétricos. O acabamento tem couro para tudo quanto é lado. A tela central reúne um centro de comunicação e entretenimento, sendo responsável por comandar a telefonia (Bluetooth), áudio, vídeo, televisão, câmeras e navegação.

O único inconveniente é que a captação da televisão digital não funciona em alguns locais do Brasil. De acordo com a Land Rover essa captação pode ser ampliada nas concessionárias. Por meio da tecnologia Dual View, motorista e passageiro enxergam na mesma tela funções diferentes. Duas telas estão à disposição dos passageiros traseiros, que também podem escolher sua própria programação. O sistema de som Meridiam, com 11 alto-falantes, tem 380 watts de potência.

SEGURANÇA Os ocupantes usufruem de bom espaço no Evoque. A queda do teto não compromete o conforto em altura de passageiros de até 1,85m. A partir daí é preciso ficar de olho. A única ressalva são as pequenas portas traseiras, que não tornam o acesso tão bom. O espaço para bagagem não é dos maiores, 330 litros de capacidade, onde os volumes podem ser colocados com a abertura e fechamento automático da tampa traseira. Outra facilidade disponível nessa versão é o Park Assist, que faz a baliza em vagas paralelas. O pacote de segurança é completo.

AVALIAÇÃO TÉCNICA
ACABAMENTO DA CARROCERIA
A pintura contém pontos com impurezas. As quatro portas têm pontos com desnivelamento entre si e a carroceria. A tampa traseira está desalinhada e descentralizada. O capô tem boa montagem. NEGATIVO

VÃO DO MOTOR
O motor e seus componentes laterais preenchem todo o vão, limitando bastante o acesso à manutenção. O resultado do isolamento acústico em relação ao habitáculo é razoável. O capô tem ângulo de abertura satisfatório e, quando aberto, é sustentado por duas molas a gás. REGULAR

ALTURA DO SOLO
Não foram notadas interferências com o solo no percurso misto de provas. Os ângulos de ataque e saída satisfazem. Toda a parte inferior do motopropulsor tem proteção por chapa plástica, de resistência limitada. O automóvel tem cinco opçõses de ajuste eletrônico para trafegar no uso mais dinâmico, normal, grama/neve, lama/sulcos e areia. O acionamento é feito por meio de teclas no console central e o sistema se adapta às configurações de tração, motor (torque) e suspensões de acordo com o tipo de solo que o carro roda. POSITIVO

CLIMATIZAÇÃO
Sistema é automático digital e apresentou ótimo funcionamento em geral. A vazão de ar pelos quatro difusores do painel é boa e, junto com a do final do console central, distribuem bem o ar climatizado no habitáculo em um tempo satisfatório. O nível de ruído de funcionamento é baixo. O conjunto apresentou-se bem vedado. Existe a opção de regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. POSITIVO

FREIOS
Apresentaram bom comportamento dinâmico no uso misto e estão bem dimensionados e calibrados. O pedal de freio tem ótima sensibilidade, sem ser imediato demais. O ABS atuou com eficiência sempre que solicitado. O freio de estacionamento é do tipo eletrônico, com comando no console central. A desaceleração é rápida, progressiva e mantém a trajetória imposta, sem afundamento exagerado do eixo dianteiro. POSITIVO

CÂMBIO
A tração é permanente nas quatro rodas. O câmbio automático de seis marchas não tem alavanca seletora principal, e sim comando giratório. Para as trocas manuais sequenciais, o motorista pode usar as aletas incorporadas ao volante. As relações de marchas/diferencial estão bem definidas para o uso misto (cidade/estrada/trilhas). As trocas são suaves e rápidas e a função kick-down tem boa sensibilidade. O quadro de instrumentos tem display informando a opção de condução e a marcha selecionada. POSITIVO

MOTOR
As retomadas de velocidade e aceleração são excelentes. O carro proporciona uma dirigibilidade prazerosa e segura no uso urbano, em rodovias e sobre piso de baixo atrito. O nível de ruídos de funcionamento é baixo e o turbo está muito bem dimensionado e calibrado. POSITIVO

VEDAÇÃO
Boa contra água. POSITIVO

NÍVEL INTERNO DE RUÍDOS
O efeito aerodinâmico é contido, mesmo em alta velocidade, e ao trafegar sobre piso de terra, paralelepípedo e asfalto ruim, surgem vários ruídos no habitáculo.REGULAR


SUSPENSÃO
O conforto de marcha é limitado, pois a transferência das imperfeições do solo são evidentes quando o carro roda sobre piso mais irregular. Os pneus de perfil baixo são vulneráveis para um veículo de uso misto. A estabilidade (asfalto liso e terra batida seca) surpreendeu pela precisão, rapidez e manutenção da velocidade em curvas de raios variados, auxiliada pela tração permanente nas quatro rodas. Por prevenção, o carro tem auxílio de controle eletrônico de estabilidade e tração. REGULAR

DIREÇÃO
A coluna de direção tem ajuste manual em altura e distância, com bom curso. A velocidade do efeito retorno e o diâmetro de giro são aceitáveis. A precisão na reta e em curvas é muito boa. As cargas do sistema assistido estão muito bem definidas para o uso urbano e em estradas, com reações homogêneas. POSITIVO

ILUMINAÇÃO
O sistema tem sensor crepuscular. Os faróis são bixênon e direcionais, com ótima eficiência no baixo e no alto, e têm auxilio de faróis de neblina. O quadro de instrumentos tem iluminação permanente e de fácil visualização, assim como o console central e as teclas incorporadas ao volante. Existem luzes de cortesia no porta-malas, porta-luvas, base inferior dos retrovisores, zona dos pés do condutor e passageiro e nos para-sóis. No teto há uma lanterna com duplo spot fixo junto ao retrovisor e duas lanternas nas zonas laterais para os passageiros de trás, com ótimo resultado em iluminação. POSITIVO

ESTEPE/MACACO
O estepe é do tipo temporário, com velocidade máxima de 80km/h, e está instalado dentro do porta-malas, no fundo do assoalho (o kit de troca fica embaixo dele). A operação de troca é normal, mas ao utilizar o estepe em rodovias o veículo terá o seu comportamento dinâmico totalmente alterado e não poderá rodar por muito tempo com o pneu reserva. Outro incômodo é o fato de o pneu (e roda) danificado (o de uso normal) não se encaixar no compartimento destinado ao estepe, roubando espaço no porta-malas. NEGATIVO

LIMPADOR DE PARA-BRISA
O sistema tem sensor de chuva. As palhetas do para-brisa e vidro traseiro varrem uma área que proporciona um bom campo de visão. Os esguichos são do tipo spray, com boa vazão e abertura. O acesso ao reservatório de água dentro do vão do motor é fácil. POSITIVO

ALARME
Não tem chave convencional de ignição. Ela é do tipo que pode ficar no bolso do condutor e o sistema reconhece a sua proximidade. Para ligar e desligar o motor, há um botão no painel. Existem proteções perimétrica e volumétrica. As quatro portas têm função um toque e o sistema antiesmagamento atuou com precisão. Ao dar comando para travar
as portas, os vidros sobem automaticamente se continuar pressionando a tecla. POSITIVO

VOLUME DO PORTA-MALAS
O declarado pela fábrica é de 420 litros, e o encontrado foi 330 litros, com o banco traseiro na posição normal e com a tampa do bagagito fechada.

(*) Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.

Palavra de especialista
Questão de estilo
DANIEL RIBEIRO FILHO
ENGENHEIRO


Impressionam as linhas arrojadas e futuristas da carroceria em todos os lados, inclusive visto por cima. A qualidade do acabamento interno e o bom gosto são difíceis de explicar. A fidelidade do áudio é de escutar de joelhos. O seu comportamento dinâmico é impressionante pela versatilidade, segurança e dirigibilidade. O campo de visão no vidro traseiro é crítico, mas tem auxílio de eficientes retrovisores externos e câmeras de ré. O estepe temporário é uma cultura pouco resolvida no Brasil, devido à péssima qualidade e manutenção de nossas vias. Os pneus de uso (aro 20, da série 45) são lindos esteticamente e muito funcionais em curvas numa condução esportiva, mas, ao cair em um buraco, ou tracionar sobre pedras com pontas em trilhas e/ou curvas, ele pode ser facilmente danificado e o custo elevado da sua reposição (se for achado) acaba com todo o seu charme. O motor de 2 litros com turbo nada fica a dever a um V6 em dirigibilidade e empurra o Evoque com presteza. Destaque para a altura em relação ao solo, funcionamento do câmbio, freios, calibragem da direção e sistema de tração.

Interior requintando tem na forração em couro bicolor um dos atrativos - Marlos Ney Vida/EMDAPress Interior requintando tem na forração em couro bicolor um dos atrativos


FICHA TÉCNICA
MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1.999cm³ de cilindrada, turbo, injeção direta de combustível, a gasolina, que desenvolve potência de 243cv e torque máximo de 34,6kgfm a 1.750rpm

TRANSMISSÃO
Tração integral e câmbio automático de seis marchas com opção de trocas sequenciais por aletas no volante

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Ativa. Dianteira tipo McPherson e traseira multilink/8 x 20 polegadas, em liga leve (opcional) / 245/45/R20 (opcional)

DIREÇÃO
Tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS
A disco ventilados na dianteira e disco sólido na traseira

CAPACIDADES
Tanque, 70 litros; de carga (passageiros e bagagem), 500 quilos

EQUIPAMENTOS
DE SÉRIE
Conforto/conveniência – Sistema de som Meridiam com 11 alto-falantes de 380W, entrada para iPod e duas saídas USB; Pak Assist; bancos dianteiros elétricos; ar-condicionado automático; sistema de navegação; bluetooth; tela touch screen de 8 polegadas; tela informativa para o motorista; freio de estacionamento com acionamento elétrico; controle de velocidade; Terrain Response; controle de descida em ladeira; direção elétrica; botão para ignição; faróis adaptativos em xênon; acendimento automático dos faróis; câmeras 360°; sensores dianteiros e traseiros de estacionamento; sensores de chuva; faróis de neblina dianteiros.

Segurança –Pontos de fixação Isofix para assento de criança; airbags dianteiros, de joelho, laterais e de cortina; luzes de emergência para frenagens severas; aviso de cinto de segurança; freios ABS com distribuição eletrônica da força de frenagem (EBD); assistência de frenagem de emergência; controle de tração e estabilidade; tração integral; sistema anticapotamento; apoios de cabeça e cintos de três pontos para os cinco passageiros; cintos dianteiros com pré-tensionadores.

Aparência – Acabamento cromado na grade frontal, nas saídas de ar laterais e nos faróis de neblina; rodas em liga leve de aro 19 e pneus 235/55/R19; soleiras das portas cromadas; acabamento interno em couro, madeira e alumínio escovado.

OPCIONAIS
O pacote Tech Pack tem sistema de entretenimento com duas telas LCD independentes nos encostos dos bancos dianteiros, sistema de câmeras 360°, Dual View e rodas de liga leve aro 20.

 

Lanternas pequenas e visão prejudicada por video traseiro reduzido - Lanternas pequenas e visão prejudicada por video traseiro reduzido

 

NOTAS (0 A 10)
Desempenho 8
Espaço interno 7
Porta-malas 6
Suspensão/direção 9
Conforto/ergonomia 7
Itens de série/opcionais 9
Segurança 10
Estilo 9
Consumo 8
Tecnologia 9
Acabamento
Custo/benefício 8

 

Um legítimo Land Rover não decepciona em terrenos acidentados  - Pedro Cerqueira/EMDAPress Um legítimo Land Rover não decepciona em terrenos acidentados
 

 

QUANTO CUSTA
O Range Rover Evoque custa a partir de R$ 178 mil na versão de entrada Pure. A versão testada Prestige custa R$ 196 mil. Com o pacote Tech Pack o modelo é vendido por R$ 249 mil.

Tags:

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
antonio
antonio - 28de Março às 15:41
Agora entendi por que esse Evoque tá vendendo muito aqui em Brasília... É que para enfrentar as vias TODAS esburacadas pela INCOMPETÊNCIA desse governo PeTralha, só mesmo nesse brinquedinho de 200 paus!
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
29 de junho de 2015
31 de maio de 2015
26 de maio de 2015
12 de maio de 2015
29 de abril de 2015