• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

AUTOCONFIANÇA »

Sem medo de dirigir

Escolas tratam motoristas inexperientes ou inseguros ao volante com diferentes métodos. Para psicóloga, dificuldades devem ser superadas de forma gradativa


Bruno Freitas - Estado de Minas

Publicação: 10/01/2011 20:13 Atualização:

André Oliveira está habilitado há seis anos, mas tinha pavor de dirigir na rua (Fotos: Jair Amaral/EM/D.A PRESS)
André Oliveira está habilitado há seis anos, mas tinha pavor de dirigir na rua
 

Habilitada para dirigir há cinco anos, Rosângela Monteiro só tira o carro da garagem para rodar nas ruas do Bairro Fernão Dias, na zona Norte de Belo Horizonte, onde mora. A razão está no medo de ter que encarar o trânsito. “Comprei meu carro em 2006, mas só guio por perto. Sempre tive vontade de superar isso”, relata a auxiliar de cozinha, que, depois de uma pesquisa na internet, encontrou o site da Dirigindo Bem. Recém-inaugurada em Belo Horizonte, a escola oferece um dos diferentes métodos para quem sofre com inexperiência ou insegurança ao volante.

“Na época em que fui dono de autoescola, pessoas me procuravam dizendo que tinham medo de dirigir. Montei o negócio voltado a elas em 1999 e, atualmente, 90% do público é feminino”, comenta o fundador e diretor da Dirigindo Bem, Cícero Barros. As aulas são ministradas num prazo de 15 a 30 dias, com acompanhamento de um instrutor e uma psicóloga, que avaliam o histórico de motorista do aluno. “Após a entrevista com uma psicóloga e a avaliação prática, oferecemos um pacote de aulas de acordo com a necessidade”, explica Barros. Os preços variam de R$ 550 a R$ 1.300.

Rosângela matriculou-se na escola em 18 de dezembro, fez oito aulas e já se sente segura ao volante. “Antes de tirar carteira fiz poucas aulas de direção e pensava que fosse a única mulher a passar por isso. Agora me sinto mais tranquila”, comenta a auxiliar, que ainda não contou para o marido que está fazendo as aulas. Também aluno da Dirigindo Bem, o mecânico aposentado André Oliveira teve que vender o carro anos atrás para comprar uma casa. “Desde então, nunca mais peguei no volante de um automóvel. Tinha receio de sair pela rua e machucar alguém.” Em oito aulas, o aposentado comenta que o resultado do curso está sendo positivo. “O ensino é tranquilo e revejo tudo passo a passo. Antes não tinha nem coragem de entrar no carro”, conta.

PSICOLOGIA Autora do livro Dirigir sem medo, que reúne sete histórias semelhantes às de Rosângela e Oliveira, Cecília Bellina atribui a dificuldade de dirigir ao medo sadio. “É uma emoção que quando cresce atrapalha a vida da pessoa, passando a ser algo doentio. Uma sensação muito ruim, que causa desconforto e sofrimento”, avalia a psicóloga, que há 15 anos coordena uma rede de clínicas-escolas para motoristas inseguros.

“A psicologia que eu uso é comportamental. Para a pessoa perder o medo, ela tem que enfrentá-lo de forma gradativa, passando pela reaprendizagem e um grupo terapêutico, que funciona da mesma forma que os Alcoólicos Anônimos e o Vigilantes do Peso.” Em cada reunião semanal, participam sete alunos, todos com o mesmo problema. Depois vêm as aulas de direção, de 50 minutos, e a tarefa, fase em que o aluno dirige sozinho e preenche um relatório dizendo como se sentiu antes, durante e depois da atividade. “Traço 10 objetivos ao longo do curso, que dura em média de seis meses a um ano e tem 80% do público formado por mulheres. Quando a pessoa alcança o décimo objetivo, ela recebe alta”, explica Bellina.

CONCORRÊNCIA Cada mensalidade na clínica-escola custa R$ 390, o que para Bellina não é um empecilho. “Infelizmente, meu concorrente não é psicólogo. É o instrutor de autoescola, uma concorrência desleal. Para curar uma pessoa medrosa, existem mil detalhes para levar em consideração, até o jeito de ensinar. O lado ruim é que eles não curam e até falam que são psicólogos, deixando o aluno sem alternativa”, alega a psicóloga. Para Barros, a rapidez no treinamento e o preço baixo são diferenciais da Dirigindo Bem. “Temos qualidade e 97% das pessoas que atendemos voltam a dirigir”, defende.

SERVIÇO:
Clínica-escola Cecília Bellina
Avenida Brasil, 290, conjunto 8, Santa Efigênia - Tel.: (31) 3241-4234

Dirigindo Bem
Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1.650, loja 26, Carmo - Tel.: (31) 3286-5011
Avenida Presidente Carlos Luz, 160, Caiçara - Tel.: (31) 2514-6524

 

Cícero Barros, da Dirigindo Bem, diz que 90% do público da escola é feminino
Cícero Barros, da Dirigindo Bem, diz que 90% do público da escola é feminino
 

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Tadeu Marques
Aprender a dirigir é algo que todo mundo sonha! A emoção e o sentimento de liberdade são sentidas somente por aqueles que alcançam a vítória de aprender a dirigir e conquistam a carteira nacional de motorista. Mas este caminho não é fácil. Chegar preparado no exame do Detran e passar na prova de dire | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas em destaque