• (12) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Volkswagen Jetta 2.0 TSI - Mais do que parece ser

Sedã médio tem desenho discreto e vários atrativos, como bom espaço interno, conjunto mecânico muito eficiente e relação custo/benefício de tirar o sono da concorrência


Enio Greco - Estado de Minas

Publicação: 17/05/2011 22:38 Atualização: 17/05/2011 23:07

 (Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A PRESS)

 

Se a versão de entrada do Volkswagen Jetta parece um tanto quanto sem sal, pelo fraco desempenho do motor, a 2.0 TSI veio para salvar a família. O modelo não chega a chamar a atenção pelo design, que segue a atual linha adotada pela VW, mas impressiona pelo conjunto da obra, com bom espaço e acabamento interno, muita tecnologia e motor turbo que, junto com o câmbio automatizado de dupla embreagem, proporciona performance pra lá de agradável. A suspensão é um pouco dura e a visibilidade traseira limitada, mas nada que comprometa a imagem do sedã. É uma opção que chega para desbancar o Honda Civic Si e o Toyota Corolla Altis.

 

Veja a galeria completa de fotos do novo Jetta!

 

Discreto só na capa

Os sedãs, em geral, não têm a esportividade como apelo principal, pois acabam passando a imagem de modelo familiar. Mas o carro do tiozão não é mais o mesmo e, em alguns casos, demonstra rebeldia explícita, com recursos visuais e conjunto mecânico que apontam para uma performance mais nervosa. O Volkswagen Jetta 2.0 TSI pode até não atrair tanto pelo design, porém tem argumentos fortes para convencer que seu lado esportivo está lá, basta estimulá-lo. Pelo preço que está sendo comercializada no Brasil – a partir de R$ 89.520 –, com tudo que oferece, esta versão se mostra uma relação custo/benefício bem mais interessante do que os modelos da concorrência.

VISUAL PADRÃO O estilo do Jetta 2.0 TSI agrada, apesar de não ter nada de ousado. A frente segue o padrão atual da VW, com faróis de duplo refletor e linhas mais retas, como os do Fox, acompanhando os vincos do capô. A grade é discreta, com dois filetes cromados, e o para-choque robusto tem entrada de ar inferior. As laterais são lisas, com linha de cintura elevada, marcadas apenas por vincos que as atravessam de uma extremidade à outra. Os retrovisores externos são de bom tamanho, com luzes direcionais embutidas. O para-brisa é bem inclinado e o teto arqueado, conferindo aspecto elegante ao sedã. A traseira é alta e tem colunas largas, que comprometem a visibilidade, porém o sensor de estacionamento ajuda bastante nas manobras. As lanternas são horizontais, com pontas triangulares, que invadem a tampa do porta-malas.

ESPAÇOSO Como todo bom sedã, o Jetta faz valer o principal quesito do segmento: o espaço. Além de ter um porta-malas generoso, com dispositivos que facilitam o rebatimento do encosto do banco traseiro, o modelo é espaçoso por dentro. Até mesmo os passageiros de trás viajam confortavelmente, com as pernas bem apoiadas. Somente no centro do banco traseiro há os inconvenientes do túnel no assoalho e o encosto saliente, que causam desconforto. Para o motorista, há banco com ajustes elétricos, inclusive lombar, e volante de boa pega, com regulagens de altura e distância, que favorecem a melhor posição de dirigir. Os bancos dianteiros têm desenho esportivo, com abas laterais, mas são um pouco duros. O modelo tem de série cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, sendo os dianteiros com pré-tensionadores.


POR DENTRO O acabamento interno do Jetta TSI é impecável, com material de boa qualidade, revestimento em couro nos bancos e plástico emborrachado no painel, que tem um visor central sensível ao toque. Os instrumentos de fundo preto são de fácil visualização e os comandos estão bem localizados no painel e nas portas. Para completar, o carro tem amplo pacote de itens de série, que inclui airbags frontais, laterais e de cabeça, isofix para fixação de cadeira de segurança para crianças e ar-condicionado Climatronic de duas zonas.

PERFORMANCE A esportividade do Jetta TSI vem do motor 2.0, que usa turbocompressor e sistema de injeção direta, garantindo respostas imediatas aos comandos do motorista. O quatro cilindros trabalha em silêncio, com arrancadas nervosas e retomadas de velocidade seguras. É preciso dosar o peso do pé no acelerador para não sair cantando pneu. Aliado ao motor, um eficiente câmbio automatizado (e não automático, como quer a VW) de seis velocidades, com dupla embreagem (DSG), que garante trocas de marchas quase imperceptíveis e total aproveitamento do torque. O sedã tem uma performance empolgante. E o consumo é bem razoável: cerca de 7km/l na cidade e 12km/l na estrada, indicado no computador de bordo.

ELETRÔNICA A direção com assistência elétrica foi bem calibrada, tornando-se leve na medida em manobras e firme em velocidades elevadas. O sistema de freios com a sopa de letrinhas – ABS, ASR e EDL – é eficiente em situações de emergência. A eletrônica garante total equilíbrio, com controles de tração e estabilidade. O carro faz curvas com segurança, mas transfere um pouco as irregularidades do solo para dentro. Os pneus de perfil baixo certamente contribuem para o problema. No geral, o Jetta tem muito mais a oferecer do que aparenta. É uma opção interessante para quem procura conforto, tecnologia, espaço e performance.
Painel é revestido com material emborrachado e tem comandos bem localizados
Painel é revestido com material emborrachado e tem comandos bem localizados

 

FICHA TÉCNICA
MOTOR

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, a gasolina, 1.984cm³ de cilindrada, 16 válvulas, turbo, que desenvolve 200cv de potência máxima a 5.100rpm e 28,5kgfm de torque máximo a 1.700rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio automatizado de dupla embreagem DSG Tiptronic de seis marchas

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, servo-assistida elétrica (Servotronic)

SUSPENSÕES/RODAS/PNEUS

Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira, independente, com braços múltiplos e barra estabilizadora / 7 x 17 polegadas (em liga leve) / 225/45 R17



FREIOS
Discos ventilados na dianteira e rígidos na traseira, com ABS, ASR, EDS e MSR

CAPACIDADES
Tanque, 55 litros; de carga (passageiros e bagagem), 565 quilos

PESO
1.375 quilos

EQUIPAMENTOS

SÉRIE
CONFORTO/CONVENIÊNCIA
- Porta-revistas no encosto do banco do passageiro, para-sóis iluminados e com espelhos, luzes de leitura frontais, porta-copos, porta-óculos, porta-garrafas, banco traseiro bipartido, porta-malas com iluminação e rede porta-objetos, comando elétrico dos vidros com um toque, travamento elétrico das portas e porta-malas com controle remoto, abertura interna elétrica do porta-malas, computador de bordo, display de temperatura externa, retrovisor interno noite/dia, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, kit de ferramentas, ar-condicionado Climatronic de duas zonas, descansa-braço central dianteiro com jumbo box, porta-luvas com iluminação, saída de ar-condicionado e chave, rádio RCD 510 Touchscreen e oito alto-falantes, Bluetooth, entrada auxiliar para fonte de áudio externa no console central dianteiro, entrada USB no porta-luvas, protetor de cárter, espelho retrovisor externo aquecido e eletricamente rebatível, aviso sonoro de faróis ligados, sensor de chuva, controle automático de velocidade, bancos dianteiros Sport Comfort com oito ajustes manuais e aquecimento, volante multifuncional com controles do Tiptronic, Coming & Leaving Home, sensor crepuscular, bússula e direção Servotronic.

APARÊNCIA - Bancos, alavanca de câmbio e volante com revestimento em couro, painel com acabamento emborrachado, detalhes internos cromados, rodas de liga leve aro 17 polegadas, para-choques, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria e saída de escapamento dupla cromada.

SEGURANÇA - Vidros elétricos com proteção antiesmagamento, desembaçador do vidro traseiro, três apoios de cabeça traseiros, sistema de freios com ABS, ASR, EDL e ESP, airbags frontais, de cabeça e laterais, alarme antifurto, isofix para fixação de cadeira de segurança para crianças, farol de neblina e aviso sonoro de não utilização do cinto de segurança.

OPCIONAL
Teto solar elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico de altura e do apoio lombar e pintura metálica.

QUANTO CUSTA
O novo Jetta é vendido na versão de entrada Comfortline 2.0 flex, com câmbio manual, por R$ 65.755. Já a versão 2.0 TSI Highline tem preços que vão de R$ 89.520 a R$ 96.740.

Notas (0 a 10)
Desempenho 10
Espaço interno 9
Porta-malas 9
Suspensão/direção 9
Conforto/ergonomia 9
Itens de série/opcionais 10
Segurança 10
Estilo 9
Consumo 8
Tecnologia 9
Acabamento 9
Custo/benefício 10

 

 

AVALIAÇÃO TÉCNICA

 

ACABAMENTO DA CARROCERIA
A qualidade da pintura é boa. A tampa do porta-malas está descentralizada e o capô tem boa montagem. As quatro portas têm pontos com desnivelamento entre si e a carroceria. REGULAR

VÃO DO MOTOR

Quando aberto, o capô tem sustentação por meio de vareta manual. Montado transversalmente, o motor de quatro cilindros preenche todo o vão, limitando bem o acesso à manutenção de vários componentes. Tem isolante termo-acústico no painel de fogo e acústico, no interno do capô, sendo satisfatório o resultado em insonorização. Os itens de verificação constantes têm fácil identificação e manuseio, menos o reservatório de fluido de freio. REGULAR

ALTURA DO SOLO

Não foram notadas interferências com o solo no percurso misto de testes, numa utilização normal e prudente do veículo, rodando sobre piso irregular. Por prevenção, tem chapa plástica (resistência limitada), que engloba toda a zona inferior do motopropulsor. POSITIVO

CLIMATIZAÇÃO

O sistema é o Climatronic automático digital, com opção de temperatura diferenciada para condutor e passageiro, sete velocidades da caixa de ar e quatro de direcionamento do fluxo de ar, além de difusor de ar duplo ajustável no final do console central para os passageiros de trás. Apresentou bom funcionamento, com baixo tempo para dar a sensação de conforto no habitáculo e ausência de admissão de gases/fumaça do externo, quando se usa o recírculo de ar interno. O interno do porta-luvas tem saída climatizada. O nível de ruídos de funcionamento é satisfatório, mesmo na máxima velocidade. POSITIVO

FREIOS

O sistema tem ABS com ESP, EDL e ASR integrados e bem calibrados. O pedal de freio tem boa sensibilidade, sem ser imediato demais. As suas reações são equilibradas nos dois eixos e apresentou ótimo comportamento dinâmico, mesmo no uso mais severo e esportivo, com boa resistência térmica. O freio de estacionamento sustenta o automóvel em aclive/declive. Em frenagem simulada de emergência, apresentou boa desaceleração sem alteração da trajetória imposta. POSITIVO

CÂMBIO

É automatizado com seis marchas (DSG com dupla embreagem) e tem opção de condução no modo manual sequencial, com toques na própria alavanca e aletas, incorporadas atrás do volante, limitado as rotações do motor, e automático esportivo (posição S). As relações de marchas estão muito bem escalonadas e proporcionam ótima dinâmica do veículo no uso misto (cidade/estrada), ajudados pelo turbo. As respostas em kick-down são eficientes, imediatas, e as trocas, rápidas e sem trancos. O quadro de instrumentos tem display informando o modo de condução e marcha selecionada. POSITIVO

MOTOR

É notável a sua performance para a sua cilindrada (2.0) e arquitetura do motor. O funcionamento é bem elástico e silencioso, com a entrada do turbo suave e com ótima progressividade. As retomadas de velocidade e aceleração são excelentes para os 1.375 quilos. Proporciona uma dirigibilidade prazerosa, ágil, muito agradável e segura no uso na cidade e em rodovias. POSITIVO

VEDAÇÃO

Boa contra água e poeira. POSITIVO

NÍVEL DE RUÍDOS INTERNOS

Os ruídos no habitáculo são poucos e o efeito aerodinâmico razoável em alta velocidade. REGULAR

SUSPENSÃO

O conforto de marcha é limitado já com somente condutor e tem perda significativa quando carregado (quatro pessoas) e usando a pressão dos pneus (série 45) recomendada para esta condição, porém em nível aceitável para um automóvel esportivo devido ao alto handling proporcionado. A estabilidade é muito boa no uso em geral, pela ótima precisão em curvas de raios variados com inclinação moderada da carroceria. Numa utilização bem esportiva, entram em ação no limite de aderência lateral e direcional os eficientes sistemas eletrônicos de estabilidade e tração. POSITIVO

DIREÇÃO

A coluna de direção tem ajuste em altura e profundidade e a pega no aro do volante é muito boa. O diâmetro de giro em manobras apertadas é bom, assim como a velocidade do efeito retorno. A precisão na reta e em curvas feitas em alta velocidade é boa e o sistema assistido (Servotronic elétrico) tem excelente sensibilidade, firmeza e reações homogêneas, sendo confortável e com boa leveza no uso urbano. POSITIVO


ILUMINAÇÃO

O quadro de instrumentos tem iluminação permanente e o sistema, sensor crepuscular. O novo grupo óptico anterior é com dupla parábola (lâmpadas halógenas), mas não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. Apresentou boa eficiência em iluminação na luz baixa/alta. Tem luz de cortesia no porta-malas, porta-luvas, para-sóis e base inferior dos retrovisores. Na zona do teto, a iluminação é composta por uma lanterna dupla/spots fixos junto ao retrovisor e outra lanterna bipartida para os passageiros de trás, com bom resultado. REGULAR

ESTEPE/MACACO

O estepe está instalado no porta-malas. A roda é em aço e o pneu é diferente dos de uso em características técnicas, o que não é funcional e prático numa viagem (estepe 205/55R16 91V – uso 225/45R17 91W). O kit de troca está encaixado dentro do aro da roda. A operação de troca é normal, mas é preciso retirar as coberturas plásticas que encobrem as cabeças dos parafusos com dispositivo próprio. Contra o furto, existe porca autoadaptadora. REGULAR

LIMPADOR DO PARA-BRISA

Os eficientes esguichos são do tipo spray em V, que, quando acionados, ativam automaticamente o sistema de varredura, atingindo ótima área, com palhetas de qualidade. É fácil o reabastecimento de água no reservatório dentro do vão do motor. O sistema tem sensor de chuva. POSITIVO

FERRAMENTAS

Tem uma chave de fenda, conjugada com Philips. POSITIVO

ALARME

O sistema é completo, com proteção volumétrica no habitáculo, contra a invasão pela quebra dos vidros; e perimétrica das partes móveis, contra abertura forçada. Chave de ignição é do tipo canivete codificada. Ao dar comando para travar as portas, os vidros sobem automaticamente se continuar pressionando a tecla. O sistema antiesmagamento funcionou bem. POSITIVO

VOLUME DO PORTA-MALAS

O declarado pela fábrica é 510 litros, que foi confirmado pela nossa medição.

Visibilidade traseira é ruim devido às colunas largas, mas sensor de estacionamento ajuda motorista
Visibilidade traseira é ruim devido às colunas largas, mas sensor de estacionamento ajuda motorista



Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro filho, da Tecnodan.

 

Esta matéria tem: (12) comentários

Autor: Renan
Qto ao cara de 1.80m no banco traseiro é problema dele. O importante é o banco do motorista...rs Vendi meu SI(nota 10) e o comprei o Jetta TSI. Estou curtindo ...otimo carro. | Denuncie |

Autor: Raimundo Machado
Jetta tsi , um exelente carro, ótima estabilidade, pegada forte, é impolgante dirigir este carro, silencioso , tudo de bom ;. pena que a Volkswagem não importa um número suficiente desta versão para atender a demanda de venda do veículo . Machado! | Denuncie |

Autor: Raimundo Machado
jetta tsi, exelente carro, fiz o teste drive, tem pegada forte, boa estabilidade, cheha ser impolgante dirigir um carro deste, pena que a Volkswagem importa um número muito baixo de unidade no modelo, nao entendo esta polílita da montadora, | Denuncie |

Autor: gardel gardel gomes batista
O JETTA TSI É INSUPEREVEL. FIZ O TESTE DRIVE COM ELE . JA FIZ TESTE COM O NEW CIVIC. VERIFIQUEI O OUTROS E IGUAL AO JETTA NAO EXISTE. FINAL DE ANO COMPRO O MEU. E NAO EXISTE CARRO NO MERDADO PRA VENCER ELE. ELE E PERFEITO. ELE É IMPONENTE. ONDE CHEGA TODO MUNDO BABA POR ELE. E AO MESMO TEMPO DISCRETO | Denuncie |

Autor: Geraldo Proença
O JETTA TSI É EXCELENTE.CARRO SÓBRIO E ESPORTIVO AO MESMO TEMPO.O CUSTO BENEFÍCIO É EXCELENTE. O MEU MODELO, MESMO SEM TETO E BANCOS ELÉTRICOS É MUITO COMPLETO E, COM O INTERIOR EM COURO BEJE CLARO, FICOU MUITO ELEGANTE. PARA A CATEGORIA DELE É IMBATÍVEL. O PACOTE DE CONFORTO SUPERA A MERCEDES 180. | Denuncie |

Autor: Mário Pordeus
ESSE AUTOMÓVEL É REALMENTE SEM COMENTÁRIOS QUANDO O ASSUNTO É MOTOR E CÂMBIO. É SIMPLESMENTE FANTÁSTICO. COM CERTEZA COM UM TOQUE MECÂNICO DA EXTRAORDINÁRIA AUDI. | Denuncie |

Autor: RONALD HAEGELY
O melhor custo benefício disponível, para quem procura modernidade mecânica e desempenho. A opção Mercedes C180 citada em comentário apenas se justifica para quem procura apenas o status da marca, o Jetta é superior em tudo, basta conferir as notas da avaliação do Vrum | Denuncie |

Autor: ivo junior
Achei bonito de desenho se comparado a algumas aberrações existente por aí, torço pra que não tenha o fim do apollo,verona e logus, agora mais impacto do que o novo santana teve em 1991 no seu lançamento ainda está por aparecer. | Denuncie |

Autor: walter de melo fonseca junior
O TSFI por R$ 90.000,00 está fora de orbita, e melhor juntar mais 15 mil e comprar um Mercede C 180. | Denuncie |

Autor: Luidson
Parece um novo Voyage mega sedã. | Denuncie |

Autor: Fernando Frota Machado de Morais
Mais um sedan que não cabe uma pessoa de 1,80m no banco traseiro... se o Logan fosse mais bonito, mais potente, mais seguro e pouco mais caro, seria imbatível. A propósito: a versão SW é pior ainda, devido aos trilhos do teto. | Denuncie |

Autor: André Amorim
O preço da versão mais potente (TSFI) é aceitável. Com certeza não deixa em nada a desejar em relação ao Honda SI. Só achei que poderiam ter caprichado mais no visual. Em relação ao 2.0 comum manco, a partir de R$ 65.000 é muito caro pra pouco carro. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas em destaque