Nissan Tiida 1.8 SL - Mexicano espaçoso Modelo tem estilo que agrada, com linhas que reforçam sua robustez e sugerem semelhança com os monovolumes. Visibilidade traseira é ponto negativo do hatch

Enio Greco - Estado de Minas

Publicação: 12/09/2007 10:00 Atualização:

Estilo é um dos pontos fortes do modelo produzido no México (Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 13/8/07)
Estilo é um dos pontos fortes do modelo produzido no México
No concorrido segmento de hatchbacks médios, a Nissan marca presença com seu interessante Tiida, um carro prático, espaçoso e com bom conjunto mecânico. Produzido no México, o modelo é comercializado no Brasil com motor 1.8 16V e com opções de câmbio manual de seis marchas e automático de quatro velocidades. São duas versões de acabamento, S e SL, ambas com amplo pacote de itens de série.

Estilo
O caderno Veículos testou o Tiida 1.8 SL com câmbio manual. O carro tem estilo moderno, com linhas que enfatizam sua robustez. Na frente, destaque para a grade ampla e os faróis de formas triangulares, que invadem os pára-lamas. O pára-choque chama a atenção pela grande entrada de ar e tem faróis de neblina embutidos. O quadro dianteiro se completa com um capô marcado por vincos. O amplo pára-brisa tem inclinação acentuada, como nos monovolumes, e as colunas dianteiras têm um pequeno vidro para facilitar a visibilidade lateral. O teto curvo com descaída acentuada define o desenho de ângulo reto das portas traseiras. As laterais têm linha de cintura elevada e as colunas traseiras largas contribuem para comprometer a visibilidade, compensada pelos grandes retrovisores externos.

Espaço
O hatch médio tem o espaço interno como um de seus destaques. Na frente, o motorista tem banco e coluna de direção com regulagem de altura, facilitando o melhor posicionamento para dirigir. No banco traseiro, a Nissan adotou uma solução já conhecida, mas muito prática. O banco desliza longitudinalmente e tem o encosto reclinável, possibilitando aumentar a capacidade do porta-malas. O espaço para as pernas para quem vai atrás é muito bom, mas no meio tem o túnel no assoalho que atrapalha. Na prática, o banco traseiro é ideal para duas pessoas, mesmo porque tem apenas dois encostos de cabeça.

Acabamento
O Tiida SL tem acabamento interno de boa qualidade, com revestimento em couro nos bancos e dois tipos de plástico - um mais duro e outro emborrachado - no painel, que tem desenho moderno e funcional. Os instrumentos analógicos com fundo preto contrastam com alguns mostradores digitais. Os comandos estão bem posicionados, facilitando as coisas para o motorista.

Desempenho
O eficiente motor 1.8 nem parece um 16V. Tem bom torque em baixas rotações, tornando o carro ágil no trânsito urbano. Na estrada, o propulsor proporciona retomadas rápidas, garantindo segurança nas ultrapassagens. O trem de força se completa com um também eficiente câmbio de seis marchas, todas bem escalonadas, com engates macios e precisos. As suspensões receberam calibragem para favorecer a estabilidade, fazendo com que o hatch encare curvas com toda desenvoltura e segurança. Mas, por outro lado, batem muito e transferem para o interior as irregularidades do solo, causando desconforto.

Na mão
O Tiida é um carro para quem gosta de dirigir. É um hatch equilibrado, tem sistema de direção com assistência elétrica variável, que fica mais leve em manobra e recebe a carga adequada em velocidades mais elevadas. O bom diâmetro de giro também facilita as manobras em espaços menores. O sistema de freios, com ABS, controle eletrônico e assistência de frenagem mostrou total eficiência. O hatch só requer cuidado na entrada e saída de rampas, pois a frente baixa raspa no chão com facilidade.

Leia mais sobre o Tiida no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas em destaque