Ford Fiesta 1.6 Flex - Retoque no visual Hatchback passa por discretas alterações de estilo e agrada por proporcionar bom desempenho. Mas ainda tem muitos ruídos internos e suspensão é um pouco áspera

Enio Greco - Estado de Minas

Publicação: 31/03/2007 17:05 Atualização:

Faróis são de dupla parábola (Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 14/3/07)
Faróis são de dupla parábola
A Ford deu sobrevida ao hatch compacto Fiesta, promovendo discreta reestilização no visual. As principais modificações de estilo estão na frente, que ganhou faróis de dupla parábola e forma triangular com ângulo agudo e grade de linhas retas. O pára-choque tem entradas de ar mais largas e faróis de neblina embutidos. As laterais e a traseira são basicamente as mesmas do modelo anterior.

Interior
Testamos a versão Trend, que tem o acabamento interno melhor. Os bancos são revestidos com a combinação de couro e tecido aveludado, dando um discreto aspecto de sofisticação. A Ford melhorou um pouco a qualidade do plástico do painel, mas ainda é possível encontrar algumas rebarbas, como nas alças das portas. As saídas de ar têm aros pintados na cor prata e os mostradores, fundo branco, facilitando a visualização. Os marcadores de temperatura e combustível são analógicos. O anterior era digital e não funcionava corretamente. Mas, apesar do esforço da Ford para melhorar o acabamento, ainda é alto o nível de ruídos internos, principalmente quando se trafega sobre pisos irregulares.

Espaço
O Fiesta é um hatch compacto, mas seu espaço interno agrada e leva quatro pessoas com relativo conforto. Mesmo no banco traseiro o espaço para as pernas é razoável. Faltam o terceiro encosto de cabeça e o cinto de segurança central retrátil de três pontos. O porta-malas de 305 litros é o maior do segmento.
Linhas da traseira são as mesmas do modelo anterior, com lanternas verticais
Linhas da traseira são as mesmas do modelo anterior, com lanternas verticais

Visibilidade
O modelo tem boa área envidraçada na frente, favorecendo a visibilidade. Mas as colunas traseiras mais largas atrapalham um pouco. A compensação é dada com os retrovisores externos de bom tamanho.

Desempenho
O principal destaque do Fiesta é, sem dúvida, o motor 1.6 flex. Seja com álcool ou gasolina, o compacto anda bem, com arrancadas e retomadas eficientes. O escalonamento da transmissão também contribui para o bom rendimento do motor, tornando o carro ágil na cidade e na estrada. O câmbio tem os engates macios, mas, na unidade testada, faltou um pouco mais de precisão na troca rápida da segunda para a terceira marcha.

Estabilidade
A engenharia da Ford deu um ajuste às suspensões do Fiesta que privilegia a estabilidade. O carro faz curvas com segurança e é prazeroso de dirigir. Por outro lado, as suspensões são ásperas e transferem para o interior as imperfeições do solo. A direção com assistência hidráulica foi bem calibrada e o diâmetro de giro é bom, facilitando as manobras. O sistema de freios funcionou de forma eficiente. É um compacto equilibrado, com bom conjunto mecânico e estilo que ainda pode ser considerado moderno.

Assista ao teste e veja o preço e a ficha técnica do novo Fiesta hatch no Veja Também, no canto superior direito desta tela.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas em destaque